27 de novembro de 2012

Para não acusar positivo quando soprar no balão!!!


Uma prenda para os meus amigos borrachos, embriagados, ébrios ou temulentos...(Vulgo Bêbados)

O conhecido balão não mede o nível de álcool no sangue mas sim, a presença de cetona, que é o efeito da queima de gordura.

Como o álcool diminui o açúcar no sangue, o corpo passa a queimar gordura e, como consequência, o hálito começa a apresentar corpos cetónicos.

Obs: Pessoas em dieta de Atkins, ou em jejum, também apresentam corpos cetônicos no hálito, em virtude da ausência dos carbohidratos causada pela dieta. Em consequência dessa carência, o organismo também queimará gordura.

Assim, o truque para tirar o bafo da vinhaça é o seguinte:

Ter sempre no porta-luvas do carro um frasquinho com vinagre, e a qualquer sinal de Operação Stop, beber um golo, porque o ácido acético (denominação química do vinagre) reage com a cetona, dando como resultado o acetato.........que é indetectável no balão.

E esta, hein...? 

Quem é amigo? 

Para os Manos Gourmet, que por razões óbvias estão mais expostos a este tipo de situação, aconselho vivamente o Vinagre Alves Moura... é um vinagre tão bem feito que mais parece um vinho de topo. 

Considerado como o melhor vinagre feito em Portugal, encontra-se apenas em lojas Gourmet como o Corte Inglês... Assim não custa tanto o sacrifício de ter de beber vinagre. (A publicidade não é da minha autoria)

Vamos lá então arranjar um "kit de salvação alcoólica" e trazê-lo sempre à mão e quando o bafo de bode atacar...zás!- uma boa golada de...vinagre, pois então, e o bafómetro baralha-se todo!

20 comentários:

  1. Eheheheheh! Será que resulta mesmo? Bem! Acho que vou já apanhar uma valente piela e meter o frasco de meio litro de vinagre no porta luvas! Se não der certo, apresentarei depois aqui a multa ao administrador deste blogue! Rsrsrsrsrsrsrsrsrs!!

    ResponderEliminar
  2. Eu não sei, Luciano.
    Até sou abstémio.
    Só achei que devia divulgar a informação.
    E olhe que, francamente, beber vinagre???
    LIVRA!!!!!

    ResponderEliminar
  3. Caro Pedro
    Nah... o melhor é não beber ou beber e não conduzir. Há vários truques e não me consta que algum funcione.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  4. Eu também vou mais pela abstinência, Rodrigo.
    Beber vinagre?
    -SE!!!!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  5. Estou para aqui a fazer caretas para o ecrã... vinagre?!?! É mau demais :)

    ResponderEliminar
  6. Convictamente abstémio, S.o.l :)))
    Vinagre?
    Ainda fiquei mais abstémio :)))

    ResponderEliminar
  7. Já nem me recordo há quantos anos nao bebo bebidas alcoólicas, S.o.l.
    Nunca fui grande apreciador, francamente

    ResponderEliminar
  8. Eu também não sou grande apreciadora, aliás não gosto da grande maioria das bebidas, mas se for docinho, e houver 7up para misturar... :))

    ResponderEliminar
  9. Um truque que não me serve de nada.
    Não tenho o hábito de ingerir (bem dito!) bebidas alcoólicas.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que nem eu, como dizem os nossos irmãos brasileiros, António.
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. As únicas bebidas que realmente apreciava eram o Bailey's e a cuba libre, S.o.l.
    Mais do isso, nunca fui grande apreciador

    ResponderEliminar
  11. Surpreende-me como é que nenhuma marca de Vinagre se lembrou de fazer um anúncio publicitário com esta informação.

    ResponderEliminar
  12. Acho que vou continuar a optar pelo velho "Se conduzir não beba"

    ResponderEliminar
  13. Pelo sim, pelo não, prefiro não levar o carro :-)))

    ResponderEliminar
  14. FireHead,
    Será que não sabem?? :))

    Su e Carlos,
    Sem dúvida, decisões sensatas.

    ResponderEliminar
  15. Nem um bom vinho Pedro? :) Eu não conduzo quando bebo, é muito mais seguro andar a pé... e mesmo assim... :p

    ResponderEliminar
  16. nao aparece aqui ninguem a disser se resultou ??????

    ResponderEliminar