14 de fevereiro de 2019

Ser "fontra"


Ficámos ontem a conhecer a opinião do deputado Sulu Sou acerca da possibilidade de ser implementado legalmente um salário mínimo para as empregadas domésticas.
Sulu Sou é totalmente favorável a essa possibilidade. 
E totalmente contra essa possibilidade.
Ou seja, Sulu Sou, é totalmente "fontra" essa proposta.
Até acredito que o cidadão Sulu Sou perceba a necessidade e a justiça de ser implementado legalmente um salário mínimo para as empregadas domésticas.
Mas o político Sulu Sou sabe que defender intransigentemente essa proposta representaria alienar uma fatia considerável da sua base de apoio eleitoral.
Aquela fatia da população que quer ter uma empregada doméstica com um salário e condições de trabalho próximas da escravidão.
E recua estrategicamente.
Para ficar em meias-tintas.
A favor. Contra. Ou seja, "fontra".

36 comentários:

  1. Há muitos políticos assim que vivem nas águas do nim, aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizer e desdizer quase na mesma frase, Francisco.
      Exige técnica.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Não ser carne nem peixe é muito frequente. Se, por exemplo, perguntam aos líderes da oposição portuguesa se o governo deveria satisfazer as exigências dos enfermeiros e professores, limitam-se a dizer que devem negociar... porque há muitos votos nos grevistas e nos que condenam estas greves...
    Caro Pedro, continuação de boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mesma artimanha utilizada pelo Sulu Sou, Jaime Portela.
      Gosto mais de gente que se assume.
      Ainda que com ideias diferentes das minhas.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Esses políticos só lá estão porque são enfiados pelas portas dos cavalos e vão lá buscar o ordenado e dormir a sesta!

    Aquele abraço amigo Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este foi eleito, António Querido.
      E com muitos votos.
      É uma voz incómoda mas também tem defeitos.
      Temos todos, não é?
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Apanham bons tacho e o resto não importa...

    Hoje:- Os meus desígnios

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira.

    ResponderEliminar
  5. Não deixa de estar na moda a eleição de políticos que desde logo mostram não estar presentes para a defesa das classes mais desfavorecidas. Abraço, é importante haver mais textos sobre direitos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E este até é eleito maioritariamente por essas classes, Sam Seaborn.
      O que não deixa de ser irónico.

      Eliminar
  6. Cretinos por todo o lado, Pedro, quer seja aqui, quer seja na China.

    Aquele abraço, Amigo!

    ResponderEliminar
  7. É que há. É o mundo que temos.. Estamos entregues, lol

    Queria sentir-me a deusa dos sonhos.
    Beijo. Feliz dia dos namorados. ( em Portugal)

    ResponderEliminar
  8. Ser empregada doméstica é um trabalho tão digno como qualquer outro, mas acho que só o é quem não tem outra opção e depois ainda tem que levar com estes cretinos.

    ResponderEliminar
  9. Será então um políticos como os demais. Que somente pensam nos seus interesses e não em criar melhores condições de vida para aqueles que trabalham, para sustentar a classe política?

    Tenha uma boa noite caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Obrigado pela partilha da musica dos Buggles! Conhecia a musica, mas nunca reparei na letra :)

    Está confuso o deputado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinha aqui escrito um texto no Dia da Rádio há alguns anos com esse título.

      Eliminar
  11. Mal entro aprendo uma designação nova... "fontra"...
    Por estes lados também existem muitos politicos "fontros"...
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inventar palavras é um exercício giro, Menina Marota.
      Um abraço

      Eliminar
  12. E os menos favorecidos ficam cada vez menos favorecidos...
    É a mesma coisa em todo lugar!
    Abraço amigo!

    Proseando num dia

    ResponderEliminar
  13. Tão jovem e já com "fronta" que tristeza!!!!

    Bom fim de semana para ti e todos os teus.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  14. Bem, não é surpreendente... Afinal não é um político? ;)

    ResponderEliminar
  15. Uma palavra que deve fazer parte de muitos politicos.
    Pobres empregadas! Infelizmente cada vez se me os mais pobres ficarem cada vez mais pobres e os mais ricos cada vez mais ricos!

    ResponderEliminar
  16. Adorei essa palavra que identifica os astutos ou covardes que teimam em ficar por cima dos muros. Coitadas das empregadas; eternas vitimas desses. Abração, Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é preciso ser assim betonicou.
      A senhora que trabalha lá em casa há dez anos não é explorada, não é escravizada, faz o seu trabalho e permite-me fazer o meu.
      Respeito, acima de tudo respeito pelos direito e dignidade dos outros.
      Aquele abraço

      Eliminar
  17. Não é exemplar único, Pedro.
    Achei piada ao termo, neologismo, "fontra" !
    Tudo de bom desse lado.

    ResponderEliminar