Português não entra


Num Mundo de diferença, a diferença é mesmo Macau.
Muitas vezes com cada balázio no pé que custa perceber como ainda acontecem.
Confesso que, quando ouvi dizer que o Presidente da República e o Primeiro-Ministro de Portugal não estariam presentes em Macau por ocasião das cerimónias comemorativas do vigésimo aniversário da criação da Região Administrativa Especial de Macau, precipitadamente pensei que a nossa diplomacia tinha metido água novamente.
Estava enganado.
O tiro no porta-aviões desta vez não foi dado pela diplomacia portuguesa.
Os mais altos dirigentes de Portugal não foram convidados para as cerimónias.
As mesmas onde estará presente o Presidente da República Popular da China.
Um erro tão crasso, tão imbecil, que custa muito compreender e que poderia até, no limite, causar um incidente diplomático entre os dois Estados.
Quem é que comete erros tão básicos? Quem é responsável?
Macau não nasceu no dia 20 de Dezembro de 1999.
O que nasceu no dia 20 de Dezembro de 1999 foi a Região Administrativa Especial de Macau.
Nada mais natural e lógico que ter os dois “progenitores” no aniversário.
Um nem é convidado.
Tão feio, tão grosseiro.
Tantos discursos, tanto floreado, para depois a prática ser esta?

Comentários

  1. Eis o quanto a China estima os portugueses em geral.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este gesto é para mim incompreensível, bea.
      Já li hoje várias declarações em sentido oposto.
      A afirmarem que é normal porque é uma celebração da China e não de Portugal.
      Não entendo, juro que não entendo.

      Eliminar
  2. Não augura nada de bom. Que esta rutura com a história recente não seja a antecâmara da perda de certos valores e direitos ignorados pelos chineses. Hong Kong é o espelho disso mesmo e continua a resistir e a bater-se pelo seu estatuto de autonomia.
    E Macau?
    Um abraço, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Hong Kong há de tudo, Célia.
      Os que genuinamente querem o melhor para Hong Kong e um bando de arruaceiros.
      Macau é mais calmo, mais pacífico.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Não se entende Pedro mas só espero que no futuro se entendam em todos os sentidos.

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que no futuro esta embrulhada seja esclarecida.
      Se houve conversas de bastidores, que sejam reveladas.
      Beijos

      Eliminar
  4. Oxalá que seja um erro e que ainda vá a tempo de ser corrigido.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo pode ser corrigido, Francisco.
      Só a morte é que não.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Será assim tão surpreendente? Sempre pensei que a ideia (ao longo dos anos - após) seria a de fazer esquecer um dos progenitores...)

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A História não se apaga, Sam Seaborn.
      Mesmo que se queira, não se apaga.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Respostas
    1. E que até podem ter uma explicação muito simples.
      Fico à espera.

      Eliminar
  7. Pedro, também no brasil têm criado na população brasileira uma autentica crise de identidade ao proporcionarem um ensino que elimina a história da criação do Brasil pelos portugueses
    assim se apagam as memórias dos antepassados e se demoniza o trabalho dos reis, ainda escapa por um triz o imperador D. Pedro II (que já nasceu a seguir à independência),
    um absurdo muito grande que as pessoas pagam caro por ficarem sem memória e sem história com um apagão de 400 anos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haverá sempre alguém para relembrar, Angela.
      Quem pensa o contrário é estúpido.

      Eliminar
  8. Não há meio de haver Paz...

    Hoje : Tempo incerto numa acalmia que dói

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira

    ResponderEliminar
  9. É estranho não ter havido convite, porque as relações entre os dois países são boas.
    mas haverá pormenores que ainda não são conhecidos.
    Caro Pedro, continuação de boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero bem vir a conhecer esses pormenores, Jaime Portela.
      Aquele abraço, bfds

      Eliminar
  10. E a China quer investir ( e muito ! ) em Portugal...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em todo o lado, João Menéres.
      No Porto já há investimento com origem na China (e em Macau também).
      E há mais a caminho.

      Eliminar
  11. São coisas dos políticos. Que acontecem por um qualquer motivo. Sem
    que se perceba, porque é que acontecem. Por esquecimento ou desprezo, não acredito!

    Continuação de boa semana caro amigo Pedro. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esperemos pelas explicações, amigo Eduardo...
      Aquele abraço, bfds

      Eliminar
  12. Chocante!!
    O que era Macau antes dos portugueses?!
    E nós que temos de aturar comércio chinês por todo o lado!!
    Incrível!!
    Tudo pelo melhor.
    Beijinho
    ~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há muito mais investimento a caminho, Majo.
      Até com origem em Macau.
      Beijinho

      Eliminar
  13. Parece que os estados vivem de aparência!
    -
    --> Não desapareces do meu sentimento
    Beijo e uma boa noite!

    ResponderEliminar
  14. Respostas
    1. Ou há razões que a Razão desconhece, ou o balázio é enorme.

      Eliminar
  15. Cortar com o passado, faz com que não se sinta saudade
    Abraço
    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Vou ter Gêmeos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Citando o Álvaro Cunhal, "olhe que não, olhe que não"
      Aquele abraço

      Eliminar
  16. Pedro, eu diria ainda que nada impede os portugueses e/ou o Estado português de fazer as referência que quiserem e bem lhe apeteçam e de contar a história de Macau com um grande H !!!
    mas são sempre muito discretos...

    ResponderEliminar
  17. Lamentável, Pedro, lamentável.

    Votos de excelente semana para si e suas princesas, meu caro.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  18. Tão amigos que parecem ser...
    Foi feio! Muito feio!
    Beijo.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares