16 de outubro de 2019

O povo saiu à rua


As redes sociais mudaram o Planeta.
O acesso ilimitado a todo um mundo de notícias, de contactos, tantas vezes sem rosto, é um novo desafio para os decisores políticos.
Ruas cheias de pessoas descontentes com o rumo da governação começam a ser quase um hábito.
Na actualidade, e no futuro, quem decide terá que se preocupar com o impacto imediato que as decisões que toma poderão provocar.
Já não é um efeito a médio prazo, fechado entre paredes de gabinetes ou parlamentos, é um efeito imediato resultante de uma convocação em massa que só as redes sociais permitem.
A internet efectivamente democratizou as sociedades.
E está cada vez mais a responsabilizar quem decide.
Porque agora já não é preciso o rei fazer anos para o povo sair à rua com a alegria que costumava ter.

43 comentários:

  1. Agora ha tantas demonstracoes pelo mundo fora, mas sera que realmente mudara alguma coisa a nivel governamental?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo menos os decisores políticos vão pensar mais antes de agir, Sami.
      Disso estou plenamente convencido.

      Eliminar
  2. Pois...faço meu o comentário da Sami. Não sei ainda qual o poder efectivo dos descontentes massivos. E essa psicologia de massas, como sabe, pode ser mais perigosa que benéfica. Há quem aprenda a manejá-las, como também há-de reconhecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obviamente, bea.
      Mas o poder do povo começa a assustar muito boa gente.
      Em todos os Continentes.

      Eliminar
  3. Oxalá que tenhas razão porque temo muito dos que se infiltram apenas e tão só para destruir o que encontram pela frente.

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como dizia um bom amigo, os verdadeiros manifestantes acabam por afastar os infiltrados.
      E ele sabe bem do que está a falar.
      Beijos

      Eliminar
  4. awareness is blessing and curse both indeed

    liberty of protest is seems to be on it's peak everywhere dear Pedro!

    ResponderEliminar
  5. Que mudem para bem... enchendo ruas de gente pacífica!
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse é que é o grande problema, os arruaceiros.
      Que espero possam ser afastados.
      Beijo

      Eliminar
  6. É verdade amigo Pedro as redes sociais estão cada vez mais a dominar e a mudar as sociedades, aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a permitir que todos manifestem as suas opiniões.
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Será que vai ter o poder de mudar, mesmo, alguma coisa......

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  10. Ei Pedro! Que aconteça uma mudança boa! Feliz dia. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  11. O povo pode saír à rua mas deve ser acautelado o exagero e a forma como o faz.
    Se resulta? Depende de várias coisas.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. Que essa "força" seja para o bem de todos:))

    Hoje :-Iludem-se os meus pensamentos .

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos exemplos muito recentes que pode não ser assim, Larissa Santos.
      Mas vale a pena tentar.
      Bjs

      Eliminar
  13. É uma verdade, porém, a mesma internet é capaz de condenar e cometer terríveis assassinatos a partir de falsas notícias e boatos.
    Beijinhos
    ~~~~~

    ResponderEliminar
  14. E o efeito pode ser muito devastador, sobretudo a nível político.

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E isso mesmo que os responsáveis políticos começam a perceber, Manu.
      Beijos

      Eliminar
  15. O título fez-me lembrar Zeca Afonso!! Lol
    Que tudo termine em bem
    Beijos. Boa tarde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso aqui a música era mais popularucha, Cidália Ferreira.
      José Cid e "O Dia em que o Rei Fez Anos".
      Beijos

      Eliminar
  16. Passei uns dias em Portugal...
    Portuguesa, disse-me que já tinha visitado Macau e tinha odiado.

    Pedro, senti isso (confesso que me incomodou...)
    quando manifestei (há 2 anos)que não trago boas lembranças do tempo que estive em Macau
    percebe-se que AMAS aquela terra pois lá vives e tens feito a tua Vida!
    Mas...
    nem toda a gente pode gostar como tu gostas..

    Como vês, essa senhora lá tinha as suas razões para não ter gostado!

    Eu nasci em Moçambique e não é por viver em Portugal há...43 anos que digo a todo o mundo que ADORO PORTUGAL
    pois não tenho motivos para isso
    e quando oiço falar mal de Portugal com razão...
    aceito e até ajudo na conversa, o que está mal tem que ser dito.

    Obrigada pela visita ao meu blogue,
    só não entendo o teu comentário lá:

    Pedro Coimbra 16 de outubro de 2019
    Só conheço Istambul.
    Bonita mas muito desconfortável.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me senti confortável em Istambul.
      Constantemente incomodado, algo inseguro.
      Lá está, todos temos gostos diferentes.
      Bjs

      Eliminar
  17. Que esses descontentamentos não sejam o caminho para a ditadura!

    Continuação de boa semana caro amigo Pedro. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando se pode manifestar a opinião quer crer que a ditadura anda longe, amigo Eduardo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  18. As redes sociais juntam muita gente sim, é verdade, mas nem sempre trazem o resultado pretendido. Aí se verá né?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo menos têm a virtualidade de deixar as pessoas falar.
      Nem que seja para dizer disparates.

      Eliminar
  19. Internet para o bem e para o mal
    Vamos ver se esta saída à rua vai correr bem
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Vê se adivinhas???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só o sair à rua, manifestar-se, já vale a pena.
      Aquele abraço

      Eliminar
  20. Às vezes nestas saídas à rua, cometem-se muitos exageros e isso torna-se perigoso, porque legitima a represália.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como dizia aquele meu amigo, os que verdadeiramente defendem causas têm tendência a afastar esses arruaceiros, Elvira Carvalho.
      Abraço

      Eliminar
  21. Haverá homens capacitados e disponíveis para decidir, sobre o gume da navalha, em resposta às emoções sistémicas que atravessam as comunidades, desencadeadas com a ligeireza dum like?
    O caminho que é ensaiado parece levar à tirania ou à anarquia, nunca à democracia.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  22. Bem verdade.
    Aliás, as redes sociais, inclusive, formatam formas de pensar e estar. É assustador.
    Abraço,
    P. do blogue Insensato

    ResponderEliminar
  23. existe tb um fenómeno inesperado: grupos radicais e violentos que aproveitam estas manifestações pacíficas apenas para desestabilizar e lutar com a polícia.

    ResponderEliminar