5 de julho de 2017

Água comestível

14 comentários:

  1. Interessante e é caso para dizer que se inventa tudo ou quase tudo:)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso a ideia é proteger o ambiente, Fatyly.
      Evitar que se atirem fora milhões de garrafas todos os anos.
      Beijocas

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Sobretudo muito ecológico, Elvira Carvalho.
      Abraço

      Eliminar
  3. Boa ideia, porém, receio pela higiene... vi-os a comer
    sem retirar o invólucro...
    Eu separo as garrafas de plástico para reciclagem.
    ~~~ Beijinhos ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo essa separação exige um esforço em termos ambientais que parece que esta solução não exige, Majo.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Pedro queria muito provar esse bolo...a sensação deve ser diferente!

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostava de ver que raio é isto afinal, Pamela Sensato.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. também separa papel plástico e vidro para reciclagem Pedro,
    agora esse produto também nos vao dizer que podem ter micróbiosª?! agora diz-se que as garrafas de plástico so podem ser usadas uma única vez porque têm bactérias e substancias de plástico que poluem a agua se as usamos mais do que uma vez, ou seja mais garrafas vazias no ambiente !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Angela,
      Invariavelmente aquilo que nos apresentam como grandes ideias, grandes descobertas, uns dias depois descobre-se que fazem mal a não sei quê, e a mais não sei o quê.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Se for realmente seguro e amigo do ambiente, Gábi...

      Eliminar
  7. Este ditadorzeco está equiparado a homónimos a Ocidente. Pensei que a loucura estava decadente, mas enganei-me. Abraço Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este está num patamar único, Kim.
      Parece mentira.
      Aquele abraço

      Eliminar