28 de setembro de 2016

Onde foi parar o aço do World Trade Center?

Aqui está ele! O navio feito com aço do World Trade Center.





Foi construído com 24 toneladas de fragmentos de aço do World Trade Center .
Este é o 5º numa nova classe de navios de guerra - projetados para missões que incluem operações especiais contra terroristas. Carregará uma tripulação de 360 marinheiros e 700 marines combatentes prontos para sair e actuar através de helicópteros e embarcações de ataque.
O aço do World Trade Center foi derretido numa fundição em Amite, Los Angeles para moldar a parte curva do navio. Quando o aço derretido foi derramado nos moldes em 9 de setembro de 2003, "aqueles trabalhadores grandes e rústicos do aço trataram aquilo com total reverência", recordou o capitão da Marinha, Kevin Wensing, que estava lá. ' Foi um momento espiritual para todos lá. '
Junior Chavers, o gerente de operações da fundição, disse que assim que o aço do trade center chegou, ele o tocou com sua mão e "o cabelo da minha nuca se arrepiou". "Aquilo tinha um grande significado para todos nós" ele disse. " Eles nos golpearam. Eles não podem nos manter por baixo. Nós vamos voltar."
O lema do navio?
 Nunca Esqueceremos! 

10 comentários:

  1. E nunca esqueceremos mesmo, Pedro.

    Quem este em NY, antes do ataque às Torres, e que agora chega sente um vazio naquele espaço de Lower Manhattan.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais extraordinário é que ainda há quem ponha em dúvida o que aconteceu em Nova Iorque, Ricardo.
      Devem ser os mesmos que põem em causa o Holocausto e a alunagem.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Que não esqueçam e que não seja negado, António.

      Eliminar
  3. Não fazia a menor ideia. Quanto ao resto, fazem muito bem em não esquecer... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não sabia, Teté.
      É também acho essencial que se preserve a memória.
      De tudo o que aconteceu em 11 de Setembro, antes e depois

      Eliminar
  4. A reciclagem, o navio e a memória são interessantes...
    O mesmo não digo em relação ao ódio e vingança subjacentes.
    ~~~ Abraço, Pedro ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que se espera é que a memória, toda!, seja simbolicamente preservada neste navio ou no que quer que seja, Majo.
      Abraço

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Espero que preserve TODA a memória, que não seja selectiva, Carlos.

      Eliminar