30 de setembro de 2016

O avô, o neto e a Internet


(Cruel, mas muito possível nos dias de hoje.)

O avô finalmente comprou um computador e até se desenrasca bem, em especial com os e-mails!
E eis que recebe um e-mail de André, o seu neto de quinze anos, que diz: 
«Bom dia avô, como vais?
É muito fixe agora nós podermos trocar e-mails...
Assim não preciso de ir a tua casa para saber notícias tuas!
Olha avô, para a minha semanada, tu sabes, tu agora podes fazer a transferência para esta minha conta-jovem:
PT50 0123 4567 8901 2345 678 90.
Fácil, não é, avô?
Teu neto André que te adora». 
E o avô responde: 
«Querido André, está tudo bem.
Eu comprei uma impressora com scaner.
Assim, eu vou digitalizar uma nota de 20€, e envio-ta por e-mail, e quando tu tiveres um pouco de tempo, podes vir a minha casa buscar o original». 
Assinado:
"Teu avô virtual".

28 comentários:

  1. Respostas
    1. Já o disse muitas vezes, Carlos.
      E vou repetir muitas mais.
      O meu avô materno foi a gajo mais porreiro que conheci.
      Morreu em Abril de 74, tinha eu dez anos, e nunca mais o vou esquecer.

      Eliminar
  2. Consegui sorrir com a primeira, gostei muito do sentido de humor.
    A segunda, essa, já faz pensar um pouco mais e penso reflectir o afastamento familiar. Não acredito que seja pela "internet", apenas os tempos e os valores são outros, as pessoas parecem mais desligadas e já não existe a mesma maneira de estar e de pensar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Abelharuco - os tempos em que as famílias estavam muito próximas, até viviam debaixo do mesmo tecto, acabaram.

      Eliminar
  3. Boa ! eheheh... Nesta, inversamente à seguinte, o avô a mostrar ao neto que não é aquele "tanso" que ele poderia julgar que sim ! eheheh

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer o meu avô Sá (materno) quer o meu avô Adriano (paterno) de tansos é que não tinham nada, Rui.
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. O Pedro já não é neto pequeno há muitos anos ! rsrs
      Sabe que "eles" hoje tentam "dar-nos a volta" e é preciso conhecer-lhes as "manhãs", para não sermos "levados" !?... rsrsrs
      Hoje são mais "artimanhosos" ! rsrs

      Eliminar
  4. Esta já conhecia. E nos tempos actuais é bem possível de acontecer
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se acontecer é muito bem feito para o chico-esperto do neto, Elvira Carvalho.
      Um abraço, Bfds

      Eliminar
  5. Acredito que nenhum dos meus netos, um com 16 e o outro com 14, me fariam isso. Mas, se o fizessem, levariam a mesma resposta que esse avô deu!! Abençoado!!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei da resposta do avô, Janita.
      Desde muito novo, e até idade adulta, os domingos eram para visitar os avós paternos (os maternos viviam comigo).
      Porque o meu pai assim o exigia é porque o respeito não conhece idades.

      Eliminar
  6. BOA!

    Com que então os avós não percebem nada da net, hem! :D

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora se percebem, Fê!!
      O meu pai passa horas de volta do computador.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. A mania que estes putos têm de acharem que são mais espertos ;)
    Dado este panorama, não tenho pressa nenhuma para ser avó ... (e tenho uma suspeita de que tu também não!) :D

    Beijinhos virtuais
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Catarina só agora completou 18 anos.
      A Mariana,13
      Têm muito tempo e muita coisa para fazer antes de pensarem em me fazer avô, Afrodite :))))
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Precisamente!!
      E eu sei do que falas... porque o meu filho tem a idade da tua Catarina :))

      Eliminar
  8. Comodismo do neto, sabedoria do avô.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O puto vai-se meter com quem tem a escola da vida leva na tromba com toda a pinta :))

      Eliminar
  9. assim é que é ! um avô será mais do tipo caixa multi-banco, é preciso chegar-se ao pé para receber as notinhas!
    até amanhã Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deus me livre de ter um comportamento deste com os meus avós, Portuguesinha.
      Nem eles nem os meus pais deixariam passar a brincadeira.

      Eliminar
  10. Aí está uma bela sugestão para muitos avós, e um alerta para outros tantos netos.:(

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sobretudo uma boa lição para os netos que acham que são espertos, GL.
      Aquele abraço

      Eliminar
  11. Boa....Adorei. Quem fala assim nao é gago. Cinco estrelas :)

    ResponderEliminar