9 de outubro de 2014

Trabalho escravo

VEJAM ATÉ AO FIM

10 comentários:

  1. Já conhecia e não é que é a mais pura das realidades? Um VIVA a todas as mães, sobretudo à maioria delas que são de facto MÃES!!!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu faço sempre a distinção entre Mãe e progenitora, parideira, Fatyly.
      São coisas TOTALMENTE diferentes.
      Acompanho esse via a todas as MÃES.
      Beijocas

      Eliminar
  2. Tudo indica que em certas regiões do globo, nomeadamente em Portugal , a apetência pela função é muito baixa. Basta ver as estatísticas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada vez mais se nota que a decisão de constituir família é adiada para mais tarde, Agostinho

      Eliminar
  3. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    O que seria das nossas existências sem as nossas extremosas mães?
    Caloroso abraço! Saudações dedicadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seria uma nada, Amigo João Paulo de Oliveira
      Grande abraço

      Eliminar
  4. Respostas
    1. A gente vai desconfiando do que dali vai sair, Carlos

      Eliminar
  5. Já conhecia e é incrível, deve ser mesmo o trabalho mais difícil do mundo :)
    um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem todas as características que são descritas no vídeo, Gábi.
      Isso é inegável.
      Beijinho

      Eliminar