13 de junho de 2012

Very Rare photos (33)


Salvador Dali e Raquel Welch



10 comentários:

  1. Esta senhora continua muito elegante. Cuidou bem de si ao longo de todos estes anos.

    ResponderEliminar
  2. As mulheres daqueles tempos é que eram... nada a ver com as falsas de hoje...

    ResponderEliminar
  3. Ali não há nada de falso, FireHead.
    E há um mulheraço que faz favor!!!

    ResponderEliminar
  4. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Ela era, como dizemos aqui, de fechar o comércio!!!!
    Falando em fechar o comércio, você certamente fez um elogio a ela ao chamá-la de bomba... Na banda de cá a palavra bomba tem outros significados... Como sempre digo, nossa amada língua portuguesa tornou-se riquíssima por conta das variações linguísticas!!!!!
    Caloroso abraço! Saudações bombásticas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  5. Caro Prof. João Paulo de Oliveira,
    Bomba, neste caso, como num grande carro, é um grande elogio.
    No Brasil, dizem de fazer fechar o comércio; em Portugal, de parar o trânsito!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  6. Não pude deixar de sorrir, Pedro!

    Fabulosa!
    Beijinho e Portugal ganhOUUUU. :))))))

    ResponderEliminar
  7. A foto está impecável, ana.

    Não vi o jogo (começou à meia-noite).
    Mas, pelo que já li, bate, bate coração.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Sem photoshop :) Mas chamarem as mulheres actuais (nas quais me incluo) de falsas também me parece um bocadinho duro, não?

    Os artistas é que a sabiam toda, lembro-me de ver uma reportagem sobre o Klimt e segundo a mesma a vida dele era a verdadeira vida boémia!

    ResponderEliminar
  9. Não é o seu caso, Catarina.
    Há para aí muitas fulanas que, depois de tanta porcaria que fizeram, e que meteram, nem devem poder apanhar sol para não derreterem.
    E, quando se riem, fecham os olhos.
    É dessas que estamos a falar.

    ResponderEliminar