25 de novembro de 2010

As séries da minha vida (72)

A série em destaque hoje pode ser apresentada como o clássico exemplo de uma série que se prolongou por demasiado tempo.
Com esse prolongamento, perdeu grande parte da sedução que a celebrizou - ER.
A acção concentra-se agora nas emergências de um hospital em Chicago.
Exibida entre 1994 e 2009 no canal NBC, ER foi criada por Michael Crichton e tinha argumento de David Zabel, Joe Sachs, John Wells, R. Scott Gemmill, Jack Orman e Lydia Woodward.
Sob a direcção de Christopher Chulack, Jonathan Kaplan e Richard Thorpe, passou pela série, nas 15 temporadas que esteve no ar, uma galeria de actores imensa - Anthony Edwards, George Clooney, Sherry Stringfield, Noah Wyle, Eriq La Salle, Julianna Margulies, Gloria Reuben, Laura Innes, Maria Bello, Alex Kingston, Kellie Martin, Paul McCrane, Goran Visnjic, Michael Michele, Erik Palladino, Ming-Na, Maura Tierney, Sharif Atkins, Mekhi Phifer, Parminder Nagra, Linda Cardellini, Shane West, Scott Grimes, John Stamos, David Lyons e Angela Bassett.
Se tivesse acabado antes, teria ficado na história da televisão de um ponto de vista positivo.
Assim, fica apenas como uma série que só terminou em acentuado declínio.
Faltam três séries para acabar esta rubrica.
A de amanhã, com uma famosa dupla de investigadores do FBI; a de sábado, uma série de humor que tem ganho prémios quase todos os anos; para finalizar, um programa de informação.
Tentem adivinhar.
O par romântico da série (George Clooney e Julianna Margulies)
O final com um elenco totalmente renovado

4 comentários:

  1. Não é essa Catarina.
    Essa é interessante.
    A que quero destacar é excelente.

    ResponderEliminar
  2. Também podia ser.
    Mas vi poucos episódios.
    Ainda não é essa.
    Dou uma pista - tem uma ligação com Saturday Night Live.

    ResponderEliminar