25 de novembro de 2010

As coisas "vareiam" muito depressa!


Quando era garoto, conhecia uns "maduros" que gostavam muito de me dizer - 'Pedro, as coisas "vareiam" muito depressa!'
Muitos anos depois, percebo finalmente o verdadeiro significado da expressão. 
Então não é que a língua portuguesa, que ainda há poucos dias, na cerimónia de abertura do ano judicial, era diabolizada, apresentada como causadora de todos os males, mãe de todos os atrasos, é agora, no debate sectorial das Linhas de Acção Governativa, a nóvel paixão dos senhores deputados?!
O que terá acontecido entretanto para justificar tão radical alteração?
O Festival de Gastronomia?
O Grande Prémio de Macau?
Nem houve nenhuma visita de um qualquer alto dirigente de Pequim a Macau, daqueles que puxam as orelhas (moucas) a quem se porta mal nem nada....
Que terá acontecido??
Realmente, razão tinham aqueles "maduros" - as coisas "vareiam" muito depressa!

2 comentários:

  1. S'o falta ver o Chan Chak Mo a dizer que 'e preciso usar mais a l'ingua portuguesa para se ter visto tudo!

    ResponderEliminar
  2. Lá chegaremos, lá chegaremos.
    Há que manter acesa a esperança!! :)

    ResponderEliminar