16 de janeiro de 2014

A Moody's, os ditados populares e a alienação da Caixa Seguros


A agência financeira Moody's não faz a coisa por menos - o gigante financeiro Fosun é afinal um tigre de papel, é lixo.
Na voragem de alienação de grandes empresas portuguesas a capital estrangeiro, ultimamente sobretudo proveniente de Angola e da China, é preciso que os governantes portugueses se rodeiem de todo o cuidado.
Um cuidado que, em boa verdade, parece muitas vezes, pelo menos aos olhos do comum cidadão, de todo ausente.
A Moody's afirma peremptoriamente que o grupo Fosun se encontra numa situação de endividamento tal que não poderá fazer face a uma  operação financeira da dimensão daquela que envolve a alienação da Caixa Seguros.
Um endividamento calculado em 8,5 vezes o EBITDA (lucros antes da dedução de despesas com juros, impostos, depreciação e amortização) que torna a operação, no mínimo, um negócio de alto risco.
O gigante chinês, que se apressou a desmentir esta avaliação, pode afinal esconder uma série de artroses.
Algo que não surpreenderia  se pensarmos na opacidade dos dados financeiros que ainda envolvem muitos dos grandes conglomerados chineses.
A sabedoria popular é aplicável, e deve ser atendível, a todos os domínios da nossa vida diária.
Neste caso, vêm à memória imediatamente dois célebres ditados populares - "quem te avisa, teu amigo é"; e "cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém".
Esperemos que o Governo português conheça ambos e se lembre deles na hora de alienar a Caixa Seguros ao grupo Fosun em detrimento da venda em Bolsa.
Porque, depois, e continuando nos ditados populares, "não  adianta chorar sobre o leite derramado".

19 comentários:

  1. Pouco sobra para vender. Alguns têm lucrado muito.

    Em breve, não haverá mais leite para derramar, nem lágrimas para chorar!

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      Começa a imperar essa ideia que ao jóias de família estão a ser todas vendidas.
      E com alguma precipitação, até.
      Este caso é bem ilustrativo dessa possibilidade.
      Abraço

      Eliminar
    2. Uma dessas jóias é o Pavilhão Atlântico, que está a ser vendido a preço de saldo, como tudo:

      https://www.facebook.com/jornalexpresso/posts/10151692189877949
      Ótimo dia.

      Eliminar
  2. A famosa luz no túnel será em breve vislumbrada ou continuará a ser utopia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina,
      Eu tenho sempre medo que essa luz ao fundo túnel seja um camião que leva tudo à frente
      Por enquanto, nem túnel, quanto mais luz.

      Eliminar
  3. Bom dia Pedro
    Parece-me que o bom senso governativo não anda muito ligado com pessoas de bem. Os gorilas andam nos saldos já há uns tempos - Quem dá mais...?
    Já há pouco para vender. Vendam o próprio Estado se ainda tem algum préstimo.

    ResponderEliminar
  4. Há luz, mas à custa do sangue, suor e lágrimas de milhões de portugueses, meus amigos.

    Conseguiremos sair e dar a volta por cima, como sempre o fizemos ao longo da nossa (longa) História!

    Abraço aos dois, Pedro e Catarina!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho dúvidas a esse respeito, Ricardo.
      A questão é só uma - quando?
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  5. O lixo é o denominador comum. Que se pode aplicar, até, à Moody's.
    Do ponto de vista destas agências, quem não será lixo?

    As agências generalizam.

    Sobre o Pavilhão Atlântico, o que dizer de um senhor (Montez) que até deve a vários dos seus colaboradores, nomeadamente no grupo de rádios que detém?
    Esse senhor sim, é lixo e do mal cheiroso.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Moody's, bem observado por um outro amigo, tinha um outro motivo - a outra empresa concorrente era.....americana.
      Que coincidência, não é?
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  6. "os actuais governantes" nem páram, escutam e olham...é tudo feito em cima do joelho e "o cantar de vitória" com a ténue melhoria é à custa dos saques de quem trabalha no duro e sobretudo nos que já trabalharam - hoje reformados. Nestes não incluo os políticos que com várias reformas chorudas após 10/12 e alguns ainda menos...ainda gozam com quem sofre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar de a Moody's ter uma pedra no sapato, os avisos da agência deviam ser ouvidos e estudados com cuidado, Fatyly.
      Foram?
      Tenho sérias dúvidas.

      Eliminar
  7. É tudo farinha do mesmo saco - que é quase um ditado popular!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esperemos que não se tenha vendido um activo muito depreciado, em boa verdade, por ouro dos tolos, Rosa dos Ventos.

      Eliminar
  8. Portugal está sendo desmantelado e vendido a retalho e ao desbarato, como o são aqueles navios que vão para abate!

    Chamam traidor a Miguel Vasconcelos , esquecendo que nem sequer fora criado em Portugal e que Filipe tinha direito ao trono português , e mesmo assim avisara D. Sebastião ser muito pouco sensato meter-se na aventura africana.

    Que é esta corja actualmente no Poder e arredores , a quem - não sei porque razão - o reformado de Boliqueime tudo consente, tornando-se cúmplice da destruição de milhões de vidas?!

    Tudo de bom, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cavaco não vai mexer uma palha até ao fim do mandato, São
      Só se for para conseguir controlo de danos para os amigalhaços

      Eliminar
    2. Pois não vai , não!

      No tempo de Sócrates a dívida era insustentável e os sacrifícios tinham limites.

      Com PSD/CDS a fazer estragos que deixarão marcas profundas durante anos e anos , o reformado que se mantém há 25 anos no Poder, dá-lhes publicamente protecção total e carta branca para tudo quanto queiram fazer quando disse que num país normal as eleições só se realizam de quatro em quatro anos.

      Que asco, meu Deus!!!

      Abraços

      Eliminar
  9. Obrigada, Pedro, pela presença na minha «CASA» e pela gentileza das suas palavras.
    Quando se vive intensamente (mesmo só em sonho…) as recordações perduram.
    Beijinhos
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    PS - Com artroses ou sem elas... a verdade é que vão estendendo os seus tentáculos, e qualquer dia estamos todos com os olhos em bico.
    + 1 abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mariazita Azevedo,
      Eu sou dos que acham que o dinheiro não tem cor.
      No entanto, é bom perceber se esse dinheiro existe, se é ouro, ou se é pirite (ouro dos tolos).
      Foi observado esse cuidado?
      Não parece que o tenha sido.
      Um abraço

      Eliminar