24 de abril de 2019

O Povo é estúpido?



Kathleen Madigan, stand-up comediant americana, dizia que o seu pai, apoiante do Partido Republicano, advogado de profissão, dotado de um sentido de humor verrinoso, fazia troça dela por ser apoiante de Hillary Clinton.
Perguntava-lhe se ela achava que a mãe, porque era casada com ele e vivia com ele, podia ser advogada.
Porque aparentemente era essa a base para Kathleen Madigan apoiar Hilary Clinton e dizer que a candidata do Partido Democrata tinha experiência política.
Folguedos à parte, o raciocínio do pai de Kathleen Madigan vai fazendo cada vez mais sentido neste Mundo conturbado.
Cansados de politiquice e politiqueiros, os povos deixam-se seduzir pela aparência, pelo diferente, pelo populismo.
E aparece um Estrada nas Filipinas porque combatia o crime em filmes e séries televisivas; um Beppe Grilo em Itália por puro gozo; agora um Zelenski na Ucrânia porque troçava dos políticos em séries televisivas.
Quando se dizia que o jogo político se jogava muito nos meios de comunicação social não era este o cenário que se tinha em mente de certeza absoluta.
Doravante vamos eleger quem literalmente brincar aos políticos nas televisões ou cinemas?
Custa perguntar mas tem que ser feita a pergunta com toda a frontalidade – o Povo é estúpido?

47 comentários:

  1. No comment… ou correria o risco de ser politicamente incorreta! : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esteja à vontade, Catarina.
      Amanhã até é 25 de Abril....

      Eliminar
  2. Tambem fiquei pasmada com a eleicao na Ucrania...o mundo esta louco!!! E qualquer dia temos um Kanye West ou Kim Kardashian como presidentes Americanos...ja nada me surpreende :)

    ResponderEliminar
  3. Acha que não? Quer maior prova disso do que a destruição que vem fazendo do único lugar que tem para viver?
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pergunta com uma resposta óbvia, não é, Elvira Carvalho?
      Abraço

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

  5. Os países genericamente são governados por políticos que fazem promessas e que depois de eleitos nada cumprem do anunciado em campanha eleitoral.
    Movem-se à volta de interesses íntimos e que não olham para o povo, nem nele pensam.
    O eleitorado está farto deles !
    Variemos os critérios e pode ser que constitua uma séria lição para os políticos arrepiarem caminho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vitória destas figurinhas exprime essa revolta, João Menéres.
      Mas assim mata-se o doente com o que devia ser a cura.

      Eliminar
  6. É! Mas a estupidez está a chegar a um grau irrealista!

    :)

    ResponderEliminar
  7. Para te ser muito honesta, eu sempre tive algum "desprezo" pela classe política porque sempre achei que quem deve estar à frente de um país na hora de formar um governo (por exemplo) devem ser aqueles que verdadeiramente entendem dos pelouros que vão ocupar: economistas na pasta da Economia, profissionais com experiência na área da saúde para a pasta da saúde, and so on.
    Só que na verdade não é isso que acontece... já que quem está à frente dos destinos das nações ou são apenas demagogos que dominam a oratória e convencem as massas a votar neles...ou são estes "palhacitos" de que falas que democraticamente são escolhidos só porque são populares.
    Não entendo porque é que a Tecnocracia é vista com tão maus olhos... pois tudo poderia ser melhor se quem tomasse as decisões fossem as pessoas competentes para os cargos que ocupam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seria bom que assim fosse, Clara.
      Não sei se algum dia será.
      E é esse desencanto que explica muitos destes fenómenos.

      Eliminar
  8. Não creio que o Povo seja estúpido, Pedro!
    Está é cansado de ver políticos experientes a governar sem denotar experiência e tacto governativo, a bem dos países e dos povos, e não em seu próprio proveito.
    Assim, vota na diferença, naqueles que sem formação política poderão governar melhor. Os Povos, de um modo geral, Pedro, atingiram um verdadeiro estado de saturação, mas estúpidos, isso não são! Esta é a minha opinião que, sendo leiga, ainda pensa pela sua cabeça. :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saturados, acredito que estejam saturados, Janita.
      Tem em mim um bom (ou mau) exemplo.
      Saturado e desiludido.
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Também fiquei estupefato com o resultado da eleição.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As sondagens apontavam todas no sentido do que veio a ser o resultado final.

      Eliminar
  10. Ainda vou ver aqui em Portugal um Tino de Rãns em 1º Ministro! Quem sabe se acabava com os corruptos de vez? Não estou a ver um calceteiro com maus vícios.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  11. Estúpido, o povo não é.
    O povo está farto dos palhaços que estão no governo, opta por outras pessoas na esperança de ver outros feitos que os defendam.
    Só que o poder corrompe os costumes, não sabemos o que sairá destes novos "políticos".
    O tempo o dirá.

    ResponderEliminar
  12. Eu acho que sim, e casa vez mais (estúpido)

    Hoje:-Quando o sol brilha em desalento.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim é que eu gosto, diversidade de pontos de vista.
      Bjs

      Eliminar
  13. Não, o povo não é estúpido, anda sim desesperado com os políticos actuais. Um comediante é, por vezes, mais inteligente do que muitos presidentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há presidentes que são verdadeiros comediantes, Teresa.
      Citando Joe Wong a propósito de Trump - “Have you seen his performance at the UN? He killed!” :)))

      Eliminar
  14. Diria que é ignorante e irresponsável.

    Beijinhos, Pedro

    ResponderEliminar
  15. Acredito que as pessoas estão cansadas de tantos políticos ruins por aí. Eu nao vi o que ocorreu é necessário vê realmente para comentar algo

    Beijos Pâm Sensato
    Pâmela Sensato

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desta vez foi a eleição de um comediante, Pamela Sensato.
      Beijos

      Eliminar
  16. Acho que o povo é imaturo! Sobretudo as camadas mais jovens da população já em idade de votar. Tudo lhes "mete" graça,e sem ver as consequências votam nestas pessoas, só por gozo! É isso.
    Então votam em actores, palhaços ( ver o deputado no Brasil), futebolistas, etc,etc,...
    Cumprimentos da Maria do Porto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu compreendo a revolta, o cansaço, o enfado, Maria do Porto.
      Mas com atitudes destas só se agrava o problema.
      Cumprimentos

      Eliminar
  17. Por vezes parece que sim, Pedro.
    Esta é uma das situações que nos leva a colocar a questão.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reacções epidérmicas normalmente dão origem a grandes disparates, António.
      Aquele abraço

      Eliminar
  18. O povo está acomodado, o que o torna estúpido.
    Existem casos de pessoas sem experiência política que estão a fazer um bom trabalho nas autarquias
    Assim como assim, é tudo uma comédia pegada!

    ResponderEliminar
  19. Às vezes, acredito que seja, Pedro. Isso porque vemos o resultado de muitas eleições! Parece que o povo não "pensa" ou tem preguiça de pensar, buscar e conhecer.

    Beijos, meu amigo.

    Deliciosa Ilusão

    ResponderEliminar
  20. Un saludo Pedro, que tengas un buen día

    ResponderEliminar
  21. A maioria está a ficar estupidificada, senão, como explica
    a eleição do símbolo da estupidez nos USA?
    Beijinhos.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  22. Como disse alguém, algum dia: "O povo quer é gritar!"
    E, porque não sou político dependente do voto popular e por isso não tenho hipocritamente de bajular o povo, digo eu frontalmente que estou cada vez mais convencido que o povo, a grande e amorfa massa dita de popular, é de facto estúpido/a ao embarcar bastas vezes em óbvias e diria mesmo pornográficas demagogias logo à partida; além de parecer que para o povo ser-se estrela televisiva ou personalidade com normativa presença televisiva, até por isso ídolo popular, é por si só e parece que crescentemente motivo para eleição política _ enfim se o povo senão é estúpido é pelo menos muito futilmente dado a sensacionalismos, mesmo que vazios de fundamento e/ou aberrantemente controversos na forma e no ser!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah! Já agora o próprio caso presidencial Português é exemplo da eleitoralista influência televisiva, do mal o menos, que com os seus naturais defeitos e virtudes como todos os demais humanos, o presidente Português até é um positivo oásis no meio, eu ia dizer do deserto, mas talvez diga melhor se disser no meio dum crescente lamaçal de sensacionalista-populistas eleitos noutras paragens.
      VB

      Eliminar
    2. O PR chega amanhã a Macau, Victor Barão.
      Uma visita relâmpago a caminho de Lisboa.

      Eliminar
  23. O POvo no geral mão me parece estúpido, mas existem milhões de pessoas que o são.

    É crucial que os políticos comecem a reflectir a sério no que está acontecendo!!

    ResponderEliminar