10 de janeiro de 2019

Donald Trump e Joe Wong


Continuam paralisados os serviços públicos nos Estados Unidos da América.
O famoso shutdown que tem preenchido os espaços noticiosos e que resulta de um jogo de teimosia e paciência entre Donald Trump e um Congresso que não lhe faz as vontades.
Mimado, birrento, Donald Trump insiste em ver aprovadas as verbas que lhe permitam finalmente construir o muro que prometeu construir e que é para ele uma espécie de brinquedo novo que lhe é negado.
Uma realidade que Trump desconhece e que o deixa sem chão.
Seja de betão, de aço, mesmo que não seja o México a pagar, estejam os serviços públicos paralisados ad eternum, Donald Trump tem que ter o seu muro.
Daqui, desta Região Administrativa Especial de Macau, que felizmente não conhece muros, incentivo Donald Trump e os seus fiéis a ouvirem o fantástico stand up comedian de origem chinesa Joe Wong, no Late Show de Stephen Colbert, a explicar a inutilidade dos muros.
Não afastam os perigos, não impedem a entrada de indesejados, e só séculos mais tarde ganham utilidade como atracções turísticas.
Eu sei que não é a Fox News mas espero que Donald Trump faça um esforço e tente ver e ouvir Joe Wong.
Afinal não se diz habitualmente, e Joe Wong relembra, que rir é o melhor remédio?
Pode ser que resulte.

42 comentários:

  1. Estive a ver o vídeo. Piadas giras. :))

    ResponderEliminar
  2. Não consigo ver o vídeo do stand up comedian Joe Wong, no Late Show de Stephen Colbert.

    Adoro piadas políticas. Aqui, também temos fantásticos humoristas políticos e o Donald é um tema muito grato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tente o link, Teresa - https://www.youtube.com/watch?v=36v9GSOFMFc
      Vale a pena

      Eliminar
  3. E como menino animado abandona o senado quando não lhe fazem a vontade.
    Às voltas com a recuperação da cirurgia ao olho e com uma tosse que ameaça fazer-me explodir, peço desculpa pela ausência.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Birra, Elvira, o menino fez birra.

      Não peça desculpa, trate de si o melhor que puder, mime-se.
      Isso é que é importante.

      Abraço

      Eliminar
  4. Gostei do que vi de Joe Wong.
    Donald Trump continua um pateta sem melhoras à vista.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um garoto mimado, António.
      Que, se fosse meu filho, levava um puxão de orelhas.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Interessante publicação...!!!

    O nosso amigo Gil António, diz :- Amar-te na tua essência de mulher

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. A julgar pela atitude de ontem as birras continuam, Isabel Sá.

      Eliminar
  7. Os muros só servem para ser saltados...
    E ontem, Trump abandonou a reunião logo que ouviu um não ao muro. Menino birrento...
    Pedro, continuação de boa semana.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou me fazem as vontades ou eu não brinco.
      Não conheceu garotos irritantes assim, Jaime Portela?
      Ele é o protótipo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Continuo abismada com este sujeito no poder!

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. A saga de um muro... dá história, e vai longe.
    Beijo, Pedro, continuação de boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E está tudo à espera que passe a birra ao menino, Tais Luso.
      Inacreditável :(
      Beijo, bom final de semana

      Eliminar
  10. É para "rir" Lool

    Beijos e uma excelente tarde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Joe Wong é, Cidália Ferreira.
      O Trump?
      Rir e chorar ao mesmo tempo.
      Beijos

      Eliminar
  11. Não consegui abrir o vídeo.
    Mais logo, tempo.
    De facto Trump tem que ter, e é, o seu próprio muro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquela imagem não dá acesso ao vídeo, Maria Araújo.
      O link que deixei no comentário da Teresa, sim.

      Eliminar
  12. Nao conheco, mas vou ver o video no youtube.
    Quanto ao Trump, nada mais se pode esperar...

    ResponderEliminar
  13. Para ouvir e rir, Trump teria que ter sentido de humor, que é prova de inteligência ... e aquela criatura poderá ser tudo, mas não inteligente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma brilhância, São.
      Que, quando não lhe fazem as vontades, faz birra.

      Eliminar
  14. Não conhecia o humorista, mas gostei bastante.
    Quanto ao Trump, não sei se ria se chore... para meu amigo não o queria, com toda a certeza.

    Bom resto de semana, Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joe Wong é bestial, Luisa Vaz Tavares.
      E põe o dedo na ferida.
      Bom resto de semana

      Eliminar
  15. Gostei de o ler, Amigo. Uma análise bem humorada.

    Beijinho.
    ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não levarmos estas coisas com algum humor ainda damos em doidos, Majo.
      Beijinho

      Eliminar
  16. Mas Donald Trump lá ouve alguém, Pedro?
    O homem apenas quer saber das suas ideias mirabolantes.
    É patético!!

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente patético mas com muito poder o que o torna demasiado perigoso, Janita.
      Beijos

      Eliminar
  17. Se uns abrem as fronteiras,
    outros querem construir muros
    aquele que mais faz besteiras
    pertence ao rol dos casmurros!

    Tenha uma boa noite caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na mouche, Amigo Eduardo.
      Numa época em que a tendência é abolir fronteiras, este cretino quer construir muros.
      Aquele abraço, bfds

      Eliminar
  18. Concordo que rir é o melhor remédio.
    No caso de Trump duvido que resulte, para ter sentido de humor é necessário ser minimamente inteligente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O sentido de humor dele é troçar de deficientes, Magui :(

      Eliminar
  19. Donald Trump está a lutar pelo cavalo que permitiu a sua eleição. Ou seja, quem votou nele, foi por concordar com este muro. Se há politico que quer cumprir promessas é ele :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nisso estamos de acordo.
      Ele está a tentar cumprir o que prometeu.
      A maneira como faz é que é de bradar aos céus.

      Eliminar
  20. Gostei bastante da sua análise e concordo sobre o Donald ser como uma criança mimada e birrenta. Ele faz umas coisas e eu fico só pensando "Como assim? Como ele pode fazer ou falar tal coisa"


    It's Lizzie | Facebook | Instagram

    kTHNpusq654

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode porque o deixam e porque está habituado a isso desde menino, Lizzie

      Eliminar
  21. Isso é demasiada "areia" para a cabecinha "infantil", desde sempre mimada em "berço d'ouro" e como tal com pouca ou nenhuma noção da mais vasta e plural realidade da vida, além duma realidade meramente pró financeiro-materialista do senhor Trump _ tudo sem prejuízo para os próprios infantis, literalmente como tais!

    Abraço

    ResponderEliminar
  22. O Trump somente quer deixar algo que para sempre eternize o seu mandato. E decidiu que seria um muro. No seu egocentrismo ele quer que por aqui a muitos anos, o povo diga "O Muro do Trump" - aquando presidente.
    Pois ele bem sabe que nada do que construiu até hoje vai ficar ou está na memória coletiva dos americanos ou estrangeiros. Ele bem queria que a sua mansºao fosse tão reconhecida quanto a da Playboy mas esse tipo de fama escapa-lhe, mesmo tendo ele corrido atrás dela nas revistas, festas e reality shows.

    ResponderEliminar