25 de janeiro de 2018

Intemporais (103)

10 comentários:

  1. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Não conhecia esta canção.
    Caloroso abraço. Saudações musicais.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma das grandes baladas dos Beatles, saída da inspiração de George Harriso, the quiet Beatle, aqui numa interpretação muito fiel ao original e cheia de sentimento.
      Vale a pena ouvir também a versão de Rufus Wainwright, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Um belo tema e um filme inesquecível.
    Gostei mais desta versão na voz de Fiona Apple do que na voz dos dois Beatles, Pedro! É mais suave. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Num registo diferente, aconselho a versão de Rufus Wainwright, Janita.
      Muito, muito boa.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Fiona é o nome da minha cadela ;)
    Gostei da música!
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o nome da que era a melhor amiga da minha filha Catarina na escola, Mena almeida.
      Agora têm as duas quase 20 anos, a Catarina está a estudar em Hong Kong, a Fiona nos Estados Unidos.
      E eu a sentir-me velho :)))
      Beijinho

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Muito fiel ao original muito, muito bonita esta balada, Carlos

      Eliminar
  5. Gostei do registo, em modo descontraído, como se tudo fosse natural.

    Uma boa semana, Pedro :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta descontracção e simplicidade é que tornam o registo mais belo, AC

      Eliminar