7 de setembro de 2017

Nos 150 anos de Camilo Pessanha

18 comentários:

  1. Estudámos Camilo Pessanha o ano lectivo passado.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nascido em Coimbra há 150 anos viveu e faleceu em Macau, Elvira Carvalho.
      Está a ser homenageado aqui em Macau por estes dias.
      Abraço

      Eliminar
    2. Sabia que tinha nascido em Coimbra, mas não me lembrava que foi Macau a cidade que o viu morrer.

      Eliminar
    3. Daqueles seres extraordinários que nascem em Coimbra e se radicam em Macau, Teresa :))

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Gente com um percurso ligado a Coimbra e a Macau é gente extraordinária, Agostinho :)))
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Era tão jovem quando li "Clépsidra" .A música é linda.

    Merecida homenagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nascido em Coimbra, radicado em Macau até à morte, São.
      E relembrado por aqui por estes dias.

      Eliminar
  4. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Saudações poéticas sesquicentenárias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cento e cinquenta anos que se comemoram hoje, Amigo João Paulo de Oliveira.
      De alguém que viveu entre Coimbra e Macau

      Eliminar
  5. Na minha adolescência, sabia de cor a poesia de Camilo Pessanha, um verdadeiro poeta português.

    ResponderEliminar
  6. Uma excelente homenagem a um grande poeta.
    Fiquei sensibilizada.

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabaram as cerimónias aqui em Macau ontem.
      Beijos

      Eliminar
  7. Não conhecia o video e gostei imenso.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi homenageado por estes dias em Macau, Fatyly.
      A cidade onde viveu a maior parte da vida, morreu e está sepultado.
      Beijocas

      Eliminar
  8. Merece homenagem e é bom saber que ainda é (re)conhecido na terra onde viveu e morreu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda aqui há familiares dele, Maria Araújo.
      E gente com memória.

      Eliminar