14 de dezembro de 2016

1º Festival Internacional de Cinema de Macau


A sabedoria popular ensina-nos que "o que nasce torto tarde ou nunca se endireita".
Se esta pode ser a regra geral, como em todas as situações há excepções a essa regra.
Uma dessas excepções será o 1º Festival Internacional de Cinema de Macau que ontem chegou ao fim.
Depois do impacto que a imprevisível e intempestiva decisão de Marco Muller de se demitir da direcção do Festival teve, a poucos dias do início do Festival é bom recordar, o controlo de danos foi muito bem gerido e o certame acabou por ser um sucesso e por deixar aberto o apetite para futuras edições.
Participação variada, filmes, realizadores e actores que misturam os já consagrados com os que só agora se dão a conhecer, tudo a correr sobre rodas, sem grandes sobressaltos, com assinalável êxito.
Êxito que foi o que conheceram o realizador português Marco Martins e o actor Nuno Lopes, vencedores dos prémios de melhor realizador e  melhor actor, respectivamente, com o filme São Jorge.
Êxito maior para El Invierno, uma produção franco-argentina, com Emiliano Torres como realizador, que conseguiu o prémio de melhor filme a concurso.
Foram dias de intensa exibição de filmes, de passadeiras vermelhas e glamour, de Macau falado por outras razões que não o inevitável Jogo.
Quando tanto se fala em diversificação económica, e tão pouco se vê fazer nesse sentido, são realizações como esta que podem contribuir definitivamente para esse desiderato e para dar outro brilho a esta cidade que é Região Administrativa Especial da China.
Ficamos todos à espera das próximas edições.

24 comentários:

  1. São Jorge? Melhor realizador e melhor ator?
    Boa!. Parabéns aos dois.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno Lopes repete o prémio de Veneza, Elvira Carvalho.
      Infelizmente não esteve presente (compromissos profissionais).
      Um abraço

      Eliminar
  2. É de realçar a importância cultural, e não só, da nossa presença a marcar a realização do 1• Festival Internacional de Cinema de Macau. Uma forma de perpetuar a nossa ligação, e a lembrança que dela resta, a esse território tão longínquo.
    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
  3. Folgo com que tenha corrido bem e espero que haja mais e , pelo menos, ao mesmo nível.

    Gosto de ver trabalhar Nuno Lopes, já o vi ao vivo no Dª Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele não veio a Macau precisamente por estar a trabalhar numa peça teatral, São

      Eliminar
  4. Felizmente que este teve um final feliz e agora venham os próximos anos para vermos se o festival tem pernas para andar.
    Um abraço e continuação de boa semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é a minha expectativa, Francisco.
      Valeu, queremos mais.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Afinal, não foi tudo mau, Pedro.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, Ricardo, pelo contrário até correu bastante bem.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Fico feliz por ter corrido bem e que fique o desejo de próximas edições =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Ainda há coisas boas na vida.
    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correu bem, António.
      Apesar dos percalços correu bem.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Iniciativa auspiciosa.
    Caloroso abraço. Saudações cinéfilas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que esperemos se repita, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. É bom saber que em Macau não há só jogo e outros acontecimentos culturais, vão dando lugar de destaque a essa terra maravilhosa que bem merece.

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É essa a minha esperança, Manu.
      mais do que discurso oficial que realmente comecem a aparecer outras actividades, outros acontecimentos que coloquem Macau no mapa mundial.
      Beijos

      Eliminar
  10. Que boa notícia, Pedro.
    ~~~ Beijinho ~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso foram só boas notícias.
      Uma falhazita ou outra é mais que normal para uma primeira edição.
      Beijinhos

      Eliminar