7 de outubro de 2016

Médicos


Um jovem médico, viajando de carro, percebeu que estava ficando sem
 combustível.

Entrou num vilarejo e dirigiu-se a um posto de gasolina para abastecer o
 carro.

Não viu uma vivalma no posto e, apesar de buzinar várias vezes,
 ninguém vinha atendê-lo.

Finalmente apareceu um rapazinho que lhe disse:
 
- Não adianta buzinar, porque o posto está fechado; a filha do
 dono
 morreu ontem e todos estão no velório.
 
 
O jovem médico pensa uns segundos e chega à seguinte
 conclusão:
 
 
- Se não posso prosseguir e não sei a que horas irão
 retornar,
 vou até ao velório também, já que não posso fazer mais
 nada.
Lá
 chegando, aproxima-se do caixão por mera curiosidade, e de
 repente,
 observa algo extremamente raro.
Chama o pai da 'falecida' e
 diz-lhe:
 
 
- Olhe, sou médico, a sua filha não está morta, está em
 estado
 catatónico; parece morta, mas está viva!
 
 
O pai, nervosíssimo, pergunta: 
- O Sr. pode fazer alguma coisa?
 
 
O jovem médico, explica-lhe que há uma possibilidade, embora
 remota,
 de trazê-la à vida.
Para isso, teriam que submetê-la a uma
 sensação
 muito forte.
 
 
Pergunta então ao pai:
- A sua filha tinha namorado?
 
Embora estranhando a pergunta, o pai respondeu sim, e que ele se
 encontrava presente.
 
 
Bem, disse o jovem médico, então tirem o corpo do caixão,
 levem-no
 para uma cama junto com o namorado e deixem que eles façam
 sexo.
 
 
Ainda que com algumas reservas, o pai dá ordens para que seja
 feito
 tudo o que o doutor disse, mas pede para que ele fique, a fim de
 comprovar o 'resultado'.
 
 
Passadas quatro horas abre-se a porta do quarto e, como por um
 milagre, a moça aparece vivinha da silva!
 
 
 
Foi uma grande alegria para todos, que logo programam uma festa
 e
 convidam o jovem doutor.

Este se desculpa, alegando que tem de ir visitar um familiar que
 se 
encontra doente, mas promete passar pela aldeia na viagem de
regresso.
 

Tanque cheio, o médico prossegue sua viajem.
 

Passados 15 dias ele regressa e decide cumprir o que prometera:
 passar pela aldeia para ver como estava a jovem ex-defunta.


Ao chegar ao posto, avista o mesmo rapaz, que desta vez está ali 
tomando conta do negócio.

Assim que reconhece o doutor, o rapaz corre desesperado ao seu 
encontro e lhe diz:
 

- Graças a Deus que o senhor voltou!
Não sabíamos como
 encontrá-lo e estávamos a sua espera! O Sr. Engrácio, pai da menina que o
 senhor 
salvou, morreu há 10 dias! Metade do vilarejo já comeu ele,
 mas
 nada do homem ressuscitar!
 
 


MORAL DA HISTÓRIA:
O MESMO MEDICAMENTO NÃO SERVE PARA TODOS!


Não se auto-medique, nem aconselhe medicamentos a ninguém.
Procure um médico!!!!

BOM FIM-DE-SEMANA!
(Prolongado em Macau que na segunda-feira há tolerância de ponto)

38 comentários:

  1. Gostei da conclusão da história é muito assertiva.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma anedota com boa moral, Francisco.
      Aquele abraço, bfds

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Sorrir e pensar ao mesmo tempo, Chic'Ana:))
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Uma boa anedota, Pedro.

    Excelente fim de semana para si e suas mais que tudo, meu amigo.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com moral e tudo, Ricardo
      Aquele abraço, Bfds para si e as suas princesas

      Eliminar
  4. Nunca mais compro medicamentos sem receita médica, livra !:))

    Amigo Pedro por aí é só feriados ! :D

    Beijinhos e bom fim de semana prolongado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou explicar, Fê:
      Na semana passada celebrou-se a fundação da República Popular da China. São dois dias (1 e 2).
      Esta semana o Culto dos Antepassados (Cheong Ieong), que é celebrado no domingo.
      Em Macau e Hong Kong todos os feriados que caiam no fim-de-semana são compensados nos dias úteis imediatamente a seguir.
      Por isso temos estas compensações todas.
      Beijinhos, Bfds

      Eliminar
  5. Que ninguém faça a experiência em casa!
    E que se lembre toda a gente de que nem tudo se resolve a comer! :)))))

    Para terminar a semana, soube bem ler a história.
    Abraço, Pedro, bom fim de semana alargado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior ainda é tentar fazer a experiência fora de casa, com estranhos, António :))))
      Aquele abraço, Bfds

      Eliminar
  6. A isto eu chamo uma verdadeira história de suspense!! Credo!
    Não imagina, Pedro, como fui lendo cheia de vontade de chegar ao fim e saber o final da narrativa. Claro, o desfecho foi de 'morte'! Ehehehehe

    Beijinhos, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente o mesmo remédio não funciona com todos, Janita :))))
      Beijinhos, Bfds

      Eliminar
  7. necrofilia?? Lol.
    Não estava nada a ver onde esta ia dar, Pedro...
    BFS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Necrofilia em duas vertentes, Portuguesinha.
      Ao que nós chegámos!! :))))
      Bfds

      Eliminar
  8. Sou só eu que vejo uns pequenos quadrados entre as linhas do texto com a inscrição L SEP? Já não sei, que esta última atualização correu muito mal, ando a apanhar bonés... ;)

    Distraí-me com isto, demorei a perceber a anedota.

    Beijocas e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta circula entre médicos, Teté.
      Essa será a explicação para esse slogan que confesso não sei o que significa.
      Beijocas, Bfds

      Eliminar
  9. Esta anedota foi criada pela Ordem dos Médicos, Pedro?
    Mais um Fds prolongado? Que seja bom. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta veio de Coimbra mas teve uma passagem pelo Brasil, Carlos.
      E sim, circula entre médicos.
      Aquele abraço, Bfds

      Eliminar
  10. Rrrrssssss


    Pois , precisa-se ter cuidado!


    Bom fim de semana prolongado e tudo de bom até para fins de Outubro, quando eu regressar ao blogue, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai fazer uma pausa, São?
      Que seja retemperadora e por um bom motivo.

      Eliminar
  11. Lá isso é verdade!
    Um abraço da bela cidade de Coimbra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu berço, Elisabete.
      Coimbra é o meu berço, Macau o meu lar.
      Um abraço

      Eliminar
  12. Não esperava esse final. rsrs

    *direto de Porto Alegre/RS/Brasil, deixo um abraço*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu replico com um abraço desde Macau, Rosa Mattos

      Eliminar
  13. Depois de longa ausência, aqui lhe mostro um outro videopoema meu O Pó https://youtu.be/TuztHs6loYw Cumprimentos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho que tentar ver noutra plataforma porque, no iPad, não consigo, Vieira Calado.
      Cumprimentos

      Eliminar
  14. Esta por acaso já conhecia. Lá está, tenho um amigo que é médico!

    Um abraço e continuação de bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é mesmo da comunidade médica que esta vem, Alquimista.

      Eliminar
  15. Sempre ouvi dizer que o resultado dos medicamentos podem variar de pessoa para pessoa :))

    Bom feriado Pedro.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitas vezes é cá com cada variação, Adélia!!! :)))
      Beijinhos

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Não estava à espera de uma sessão de necrofilia, Gábi, confesse lá :)))

      Eliminar
  17. Uma boa gargalhada...
    Andei tão ocupada, que hoje tenho receita a dobrar...
    Beijinho.
    ~~~

    ResponderEliminar
  18. Respostas
    1. E é melhor procurar aconselhamento profissional, CÉU :)))

      Eliminar