26 de julho de 2016

Novas exigências do Governo Central para Hong Kong



O Governo Central e Hong Kong já há muito tempo que andam de candeias às avessas.
O último desenvolvimento nesta relação conturbada é a exigência de os candidatos ao Legco assinarem um documento que contempla uma série de artigos da Lei Básica e o expresso reconhecimento de que Hong Kong é parte inalienável da China.
Confrontadas com a existência de movimentos de cariz independentista em Hong Kong, que se viriam juntar a outros bem conhecidos no interior da China, as autoridades centrais reagem em forma de exigência prévia aos putativos candidatos a um assento no Legco.
Uma exigência que parece descabida e desnecessária porque se trata de reafirmar o óbvio - a obrigatoriedade de cumprir o estipulado na Lei Básica.
Uma exigência que só se pode compreender no quadro de uma inequívoca demonstração de força e autoridade do primeiro sistema face ao segundo.
E como mais um puxão de orelhas à Região Administrativa Especial que não regulamentou o célebre artigo 23º da Lei Básica, um enorme pedregulho no sapato das autoridades centrais.

14 comentários:

  1. Ando tudo às avessas.... aí, aqui e por todo o lado...

    As férias foram boas? Claro que sim, não é? Descanso é sempre bom! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As férias foram óptimas, Golimix.
      Mas já acabaram e agora chegou o jet lag

      Eliminar
  2. Quem manda, manda e o governo central está lá para impor a sua vontade a democracia é para os outros.
    Um abraço e boa semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chega a ser piadético ver as autoridades centrais e Hong Kong constantemente às turras, Francisco.
      Este é só mais um episódio, o mais recente, dessa saga.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Pedro, li o artigo, e apesar de o entender, nem sei o que lhe dizer. Acho que esse desentendimento já nada a passar as medidas do razoável...

    Beijinhos, bom recomeço de volta à rotina! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Governo Central anda com vontade de dar lições a Hong Kong, Janita.
      Sem perceber que, cada vez que o faz, mais pessoas em Hong Kong se revoltam com estas paranóias.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Espero que as férias tenham sido boas...
    O mundo anda todo virado do avesso. Ninguém se entende.
    Não terão razão os que prevêem um fim próximo?

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os actuais governantes chineses têm muitos tiques maoístas.
      No pior que isso representa, Mariazita.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Sinceramente, não percebi muito bem. Mas isto deve ser do meu cérebro, que também veio de férias - especialmente para politiquices. :)

    Beijocas e bom regresso a casa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Puxões de orelhas da China a Hong Kong, Teté.
      Que surtem o efeito contrário do desejado.
      Beijocas

      Eliminar