15 de junho de 2016

Hoje soube-me a pouco


O verso da canção de Sérgio Godinho resume na perfeição o que sinto após o empate de Portugal com a Islândia no jogo de estreia da Selecção Nacional neste Europeu - hoje soube-me a pouco.
Mais de setenta por cento de posse de bola, mais remates, domínio do jogo, melhores executantes, não chegaram para ganhar o jogo.
Soube-me a pouco.
E a Selecção Nacional tem que passar mais um bocadinho para eu não ficar louco.
Porque, no próximo jogo, com uma Áustria proibida de perder para não regressar imediatamente a casa, não se podem cometer erros como o que resultou no golo islandês, é obrigatório criar mais oportunidades que as criadas neste jogo, não se podem desperdiçar as (poucas) oportunidades criadas como se desperdiçaram no jogo com os nórdicos.
Estar a discutir opções individuais, técnicas, tácticas, de pouco ou nada adianta agora.
Cabeça fria, concentração, eficácia, essa é a receita para sábado.
Para que eu possa mudar o verso e, no fim do jogo com os austríacos, possa cantar - hoje soube-me a tanto.

34 comentários:

  1. Lamento que tenha acontecido o que eu previra após aquela estrondosa vitória final na preparação. Ficaram tão confiantes que não levaram a Islândia a sério. E não me convence a maior posse de bola, quando ela não cria oportunidades de golo, e as poucas que surgem são desperdiçadas.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fiquei com a sensação de haver ali alguma sobranceria, Elvira Carvalho.
      Lá estamos outra vez a fazer contas, que parece ser a nossa sina.
      Abraço

      Eliminar
    2. Também eu não levei a Islândia a sério e... fiquei quase louca com o empate.

      Eliminar
    3. Por mais toscos que sejam há sempre a possibilidade de se "enganarem" e darem um pontapé na bola lá para dentro.

      Eliminar
  2. Muito bem, boa prosa!!!
    Os rapazes até jogaram, mas, quanto a marcar... Nem com o melhor jogador do mundo. Aliás, penso que o grande problema da Selecção é o Ronaldo, falhou golos como qualquer um.
    Esperemos então por Sábado.Com fé.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jogar, ter posse de bola, fazer muitos passes, interessa pouco, Agostinho.
      Cada vez mais o futebol é objectividade, pragmatismo, eficácia.
      Tudo o que nos faltou.
      Vamos lá fazer contas mais uma vez.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Esperemos que este resultado sirva para assentar um pouco mais os pés na terra. Antes de começar já achávamos que éramos campeões. Confiança sim, mas com realismo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confiança não é sobranceria, luisa.
      Convém que os nosso representantes não caiam nesse erro.

      Eliminar
  4. Muita parra e pouca(íssima) uva, Pedro.

    Um treinador pouco ambicioso, as incompreensíveis convocatórias de João Moutinho e Éder, a nulidade que foi, ontem, o meio-campo português, enfim...

    Como passam 2/3 dos competidores aos oitavos de final julgo que Portugal se qualificará para essa fase, porém, daí não passará.

    Aquele abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava tanto de discordar, Ricardo.
      Mas, em consciência, não o posso fazer.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Começou o nosso fado é sempre do mesmo, não à maneira de darmos a volta.
    Um abraço.

    Andarilhar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O fado da calculadora, Francisco.
      De tantas vezes repetido já cansa.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. É verdade, ontem soube a pouco. Esperemos pelos próximos e por melhores jogos =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terá que ser melhor, Chic'Ana.
      Nem me passa pela cabeça vir para casa mais cedo.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. O problema dos nossos jogadores é " falta de mentalidade", Pedro. A qualidade está lá, mas não iremos a lado nenhum enquanto não tivermos mentalidade ganhadora. Além disso, adoramos fazer contas e andar de calculadora no bolso. Como vai acontecer a partir de sábado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A calculadora já aí está, Carlos.
      Esperemos começar a olhar menos para ela a partir de sábado.

      Eliminar
  8. Pedro, a selecção nacional portuguesa não tem classe. Essa é a triste realidade.
    Não seguir para os quartos de final, seria, no contexto de valores das outras selecções do grupo, seria escandaloso. Só que o escândalo pode estar ao virar da esquina (sábado) bastando para tal terem, os pupilos do senhor engenheiro, a mesma postura de ontem.
    Costuma dizer-se que 'quem não tem cão caça com gato' mas, onde estão os nossos 'gatos'?

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Repito o que já comentei, António - nem euforias nem depressões.
      Vamos acreditar que vamos, pelo menos, passar esta fase.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. PORTUGAL dominou a partida!!!

    Força PORTUGAL!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que esse domínio foi grandemente inconsequente, ematejoca.

      Eliminar
  10. Isto já está muito parecido com o Festival da Canção, todos com esperança e depois....
    De qualquer modo eu continuo com eles, torço por eles até ao fim e ainda com bastante esperança.
    Tenho a sensação que se joga sempre para os mínimos e não para os máximos, quero dizer : depois do golo parece que ficam satisfeitos e o jogo deixa de ser atacante e passa a ser no meio campo e aguentar....não é de agora que eu penso isto é desde sempre....
    Vamos lá embora!!!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A prova é curta, o começo não foi o melhor, mas está tudo ao alcance da equipa.
      Mais garra, mais confiança, mais frieza, e até temos todas as possibilidades de fazer um bom campeonato, papoila.
      Bjs

      Eliminar
  11. ~~~
    Será que não vamos sair da «mó de baixo»?!!

    Beijinhos.
    ~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho esperança que tenha sido só um dia menos positivo, Majo.
      Beijinhos

      Eliminar
  12. Desejo sorte para vocês, pois aqui nosso time levou uma surra do adversário. Juntam os melhores jogadores e conseguem perder, não entendo isso.
    Abraços!
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Brasil fez uma má campanha na Copa América, Anajá.
      Mas também foi eliminado de forma indecente.
      Aquele golo com a mão é inacreditável!
      Abraços, tenha uma óptima semana também

      Eliminar
  13. Não sou fã de futebol, mas sempre que entra a nossa Selecção, vejo o jogo de princípio ao fim. Foi o que fiz ontem. Quando a Islãndia fez o golo do empate, algo me disse que a coisa iria ficar assim. E ficou!
    Vamos esperar, sábado, para ver e acreditar que o Pedro irá mudar o 'verso'. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quero mesmo mudar o verso, Janita.
      Não é que não goste deste verso da canção, não gosto é da aplicação à Selecção.
      Beijinhos

      Eliminar
  14. O Futebol tem os seus próprios hinos. Os Pink Floyd e a sua composição Fearless

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se houve medo, se houve receio, Ricardo.
      Houve um erro inadmissível, isso sim.

      Eliminar
  15. Só vi um bocadinho do jogo, precisamente a parte em que a Islândia marcou...talvez seja melhor evitar ver o próximo jogo para não dar azar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi a Gábi a marcar o golo da Islândia.
      E um golo assim não se sofre nestes jogos.
      Pode ver os jogos que o problema não é a Gábi.

      Eliminar
  16. Coimbramigo

    O povo diz que uma andorinha não faz a Primavera 27 "remates" e um golo é bastante mau. Nem o eterno Ronaldo conseguiu decifrar o caso islandês.

    Mas também diz o povo que A esperança é a última a morrer... A mim também soube-me a pouco; e é bom não esquecer que na Feira do Livro de Lisboa o livro de longe mais vendido está a ser o Mein Kampf cujo autor também foi um austríaco...

    No sábado logo veremos; mas se... lá vem a calculadora...

    Qjs às mininas e abç para tu

    Leãozão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FerreirAmigo,
      No sábado a rapaziada tem que ser muito melhor.
      A atacar e a defender.
      Aquele golo não se sofre.
      Aquele abraço para ti, beijinhos para a Raquel

      Eliminar