12 de maio de 2016

Intemporais (29)

18 comentários:

  1. A qualidade musical e a beleza são mesmo intemporais.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo com esta versão mais heavy, o essencial, a qualidade, está lá, Francisco.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Um dia destes passará por aqui uma versão bestial de um tema de um dos nossos compositores favoritos, Ricardo.
      E mais não digo...

      Eliminar
  3. Muito bom.
    Todavia prefiro a versão: simon and garfunkel.
    Grande abraço pah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O original está na galeria dos intocáveis, Kok.
      Mas esta versão está muito bem conseguida.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Não conhecia esta versão e gostei. Mas claro que a minha preferida continuará a ser a do Simon e Garfunkel :)

    Um beijinho, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Remeto para a resposta que dei acima, Miss Smile.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Gostei muito da voz do cantor e esta versão está muito bem conseguida, porém...Simon e Garfunkel farão sempre parte da nossa memória colectiva.:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São duas abordagens completamente diferentes, Janita.
      A sedução do original é muito difícil de alcançar, muito mais de ultrapassar.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Esta versão parece-me mais "agreste" mas eu gostei bastante!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A intenção era essa mesmo, papoila, mais heavy, mais agreste.
      Mas resulta muito bem.

      Eliminar
  7. Sou completamente apaixonada por esta música. Desde os meus 14 anos que a sei de cor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O original, não é, Maria do Mundo?
      E que tal a versão de Disturbed?

      Eliminar
  8. Gostei Pedro e também não conhecia. Conheço a versão do Pat Metheny desta excepcional música de um dos duos mais famosos de sempre, Paul Simon & Art Garfunkel. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma "volta"muito curiosa a uma das baladas mais famosas de sempre.
      De um dos duos mais famosos de sempre, Ricardo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Não conhecia esta versão. Gostei apenas da parte entre 1:51 e 3:14. Prefiro uma voz mais suave. : )
    Bom fim de semana, Pedro. Recordei-me que é quinta-feira, sexta aí. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta é das tais versões que ou entram imediatamente ou se odeiam, Catarina.
      Bfds

      Eliminar