17 de maio de 2016

Fim da Árvore Genealógica?(Luis Fernando Veríssimo)


Mãe, vou casar!
Jura, meu filho? Estou tão feliz! Quem é a moça?
Não é moça. Vou casar com um moço, mãe. O nome dele é Murilo.
Você falou Murilo... Ou foi meu cérebro que sofreu um pequeno surto psicótico?
Eu falei Murilo. Por que, mãe? Tá acontecendo alguma coisa?
Nada, não... Só minha visão, que está um pouco turva. E meu coração, que talvez dê uma parada. No mais, tá tudo ótimo.
Se você tiver algum problema, em relação a isto, é melhor falar logo...
Problema ? Problema nenhum. Só pensei que algum dia ia ter uma nora... Ou isso.
Você vai ter uma nora. Só que uma nora.... Meio macho. 
Ou um genro meio fêmea. Resumindo: uma nora quase macho, tendendo a um genro quase fêmea... E quando eu vou conhecer o meu. A minha... O Murilo ?
Pode chamar ele de Biscoito. É o apelido. 
Tá ! Biscoito... Já gostei dele.. Alguém, com esse apelido, só pode ser uma pessoa bacana. Quando o Biscoito vem aqui?
Por quê? 
Por nada. Só prá eu poder desacordar seu pai com antecedência.
Você acha que o Papai não vai aceitar? 
Claro que vai aceitar! Lógico que vai. Só não sei se ele vai sobreviver... Mas, isso também é uma bobagem. Ele morre, sabendo que você achou sua cara-metade. E olha que espetáculo: as duas metades com bigode.
Mãe, que besteira ... Hoje em dia ... Praticamente, todos os meus amigos são gays.
Só espero que tenha sobrado algum, que não seja... Prá poder apresentar à tua irmã.
A Bel já tá namorando. 
A Bel? Namorando?! Ela não me falou nada... Quem é?
Uma tal de Veruska. 
Como? 
Veruska... 
Ah !, bom! Que susto! Pensei que você tivesse falado Veruska.
Mãe !!!...
Tá, tá, tudo bem, meu filho.Se vocês são felizes... Só fico triste, porque não vou ter um neto.
Por que não ? Eu e o Biscoito queremos dois filhos. Eu vou doar os espermatozóides. E a ex-namorada do Biscoito vai doar os óvulos.
Ex-namorada? O Biscoito tem ex-namorada?
Quando ele era hétero... A Veruska.
Que Veruska? 
A namorada da Bel... 
"Peraí". A ex-namorada do teu atual namorado... E a atual namorada da tua irmã . Que é minha filha também... Que se chama Bel. É isso? Porque eu me perdi um pouco...
É isso. Pois é... A Veruska doou os óvulos. E nós vamos alugar um útero...
De quem? 
Da Bel. 
Mas, logo da Bel?! Quer dizer, então... Que a Bel vai gerar um filho teu e do Biscoito. Com o teu espermatozóide e com o óvulo da namorada dela, que é a Veruska.
Isso. 
Essa criança, de uma certa forma, vai ser tua filha, filha do Biscoito, filha da Veruska e filha da Bel.
Em termos.... 
A criança vai ter duas mães : você e o Biscoito. E dois pais: a Veruska e a Bel.
Por aí... 
Por outro lado, a Bel, além de mãe, é tia... Ou tio... Porque é tua irmã.
Exato. E, ano que vem, vamos ter um segundo filho. Aí, o Biscoito é que entra com o espermatozóide. Que, dessa vez, vai ser gerado no ventre da Veruska... Com o óvulo da Bel. A gente só vai trocar.
Só trocar, né ? Agora o óvulo vai ser da Bel. E o ventre da Veruska.
Exato! 
Agora eu entendi ! Agora, eu realmente entendi...
Entendeu o quê? 
Entendi que é uma espécie de swing, dos tempos modernos!
Que swing, mãe?!!....
É swing, sim ! Uma troca de casais... Com os óvulos e os espermatozóides, uma hora no útero de uma, outra hora no útero de outra...
Mas... 
Mas uns tomates! Isso é um bacanal, de última geração! E pior... Com incesto no meio...
A Bel e a Veruska só vão ajudar na concepção do nosso filho, só isso... 
Sei !!! ... E quando elas quiserem ter filhos...
Nós ajudamos. 
Quer saber? No final das contas não entendi mais nada. Não entendi quem vai ser mãe de quem, quem vai ser pai de quem, de quem vai ser o útero,o espermatozóide. .. A única coisa, meu filho, que eu entendi é que...
O que mãe.... ? 
Que fazer árvore genealógica, daqui prá frente... vai ser difícil... 

20 comentários:

  1. Respostas
    1. O Veríssimo é genial, luisa.
      Há por aí publicado um boneco da Porta dos Fundos que é muito semelhante a este escrito do Veríssimo.

      Eliminar
  2. ~~~
    Tem razão, Pedro.
    ~~ LV é genial.
    Excelente sátira!

    ~~ Beijinhos.~~
    ~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leio o Veríssimo, releio, e fico sempre bem disposto, Majo.
      Cinco estrelas!!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Sempre achei um disparate a preocupação dos pais com a vida sexual e amorosa dos filhos. Que interessa aos meus pais se me sinto atraída por homens ou mulheres?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim, enquanto pai, interessa-me muito, Nádia.
      O que não significa que vá castrar as opções delas, são coisas diferentes.
      Falo com elas abertamente, sou pai mas também sou amigo, sem as forçar a coisa nenhuma.
      Isso é que é um erro e é perfeitamente contraproducente.

      Eliminar
  4. Li "Fim da Árvore Genealógica?" numa revista brasileira. Uma história divertida que retrata a realidade na Alemanha.

    Gosto de ler os escritos do Luis Fernando Veríssimo, como já gostava de ler os romances sérios do seu pai.

    Embora, eu tenha um toque masculino, não sou a Veruska, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veja Casal Normal, uma sátira d' A Porta dos Fundos, ematejoca.
      Certamente baseada neste escrito e como tal absolutamente hilariante.

      Eliminar
  5. Acho que estou baralhada , vou ler de novo :)

    Realmente não há coração que resista a tanta confusão! :)

    Um beijinho amigo Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Veríssimo é extraordinário, Fê :))
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Jesus! Nada contra, mas fiquei zonza!! :))

    Hoje, nada é problema, nem sequer a descendência de casais homossexuais. Os pais podem ficar sossegados, netos não vão faltar. Já os pais de sacerdotes...cadê a descendência?
    Excelente sátira aos tempos que correm! :))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Típica do Veríssimo e da sua escrita única, Janita.
      Beijinhos

      Eliminar

  7. Acho que também me perdi um pouco, Pedro !!!
    até amanhã :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Papel e lápis, Angela.
      É essa a solução :))

      Eliminar
  8. Nunca tinha lido nada de LV e acho o texto uma maravilha.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Procure mais alguns dos textos extraordinários deste génio bem disposto, Elvira Carvalho.
      Vale a pena.
      Um abraço

      Eliminar
  9. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Sou fã de carteirinha deste sapiente patrício, meu dileto escritor.
    Esta árvore ginecológica, digo, genealógica daqui para a frente será um "angu de caroço", como dizem os habitantes do Estado da Federação vizinho do meu, os mineiros.
    Caloroso abraço. Saudações homoafetivas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Veríssimo é genial, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Já por aqui passou várias vezes, decerto irá passar muitas mais.
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. Muito difícil, até fica difícil seguir quando eu pensava que poderia ter duas mães e dois pais, percebi que os filhos eram só para o filho e para o marido dele e que mais tarde é que eles poderiam ajudar a irmã e a mulher dela a terem filhos também...
    um beijinho e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Repito o conselho que deixei à Angela, Gábi - papel e lápis :)))
      Beijinhos, boa semana

      Eliminar