28 de janeiro de 2016

Intemporais (14)

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Original respeitado mas muito bem desmontado, Catarina.
      Também sou fã incondicional.

      Eliminar
  2. Uma maravilha e como me soube tão bem ouvir!

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão por aqui passar mais umas pérolas deste género, Fatyly.
      Originais bons, versões que não lhes ficam atrás.
      Beijos

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Já gostava do original de Depeche Mode, Ricardo.
      Esta versão de Johny Cash também é muito boa.
      Há uma outra Marylin Manson que já não faz o meu género.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. O tema é intemporal. A versão muito boa. Gostei de ouvir, Pedro!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jonhy Cash desmontou o original muito bem, Janita.
      Sabendo respeitá-lo.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Johny Cash ... que grande versão!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão passar por aqui mais algumas muito boas, António
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Apreciei assistir esta versão.
    Caloroso abraço. Saudações musicais.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto do original, gosto também muito da versão, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Não faltam exemplos de situações em que as versões destroem os originais, Maria do Mundo.
      Não é manifestamente esse o caso aqui.

      Eliminar