30 de junho de 2015

A MELHOR ANEDOTA DE LOIRAS



Uma loira muito sensual entrou num casino. 
Trocou dez mil euros por fichas e dirigiu-se à mesa da roleta. 
Quando chegou anunciou que apostaria todo o seu dinheiro e que acertaria os números num único lance.
E fitando os dois empregados responsáveis pela roleta acrescentou:
- Olhem, espero que vocês não se importem, mas tenho mais sorte quando estou toda nua.
Dito isto, ela despiu-se completamente e colocou as fichas todas sobre a mesa.
Completamente abananado, o croupier girou a roleta.
Enquanto esta girava, a loura cantava:
- MÃEZINHA PRECISO DE ROUPAS NOVAS! MÃEZINHA PRECISO DE ROUPAS NOVAS!...
Assim que a roleta parou, ela começou a dar grandes pulos e a gritar:
- GANHEI!!! GANHEI!!! QUE MARAVIIIIILHAAA!!! GANHEEEI!!!
Ela então abraçou e beijou cada um dos croupiers.
Em seguida debruçou-se sobre a mesa e recolheu todo o dinheiro e as fichas.
Vestiu-se rapidamente e foi-se embora. 
Os croupiers entreolharam-se boquiabertos. 
Finalmente, um deles, voltando a si perguntou:
Em que número é que ela apostou?
E o outro:
- Sei lá... Pensei que estivesses a olhar...
Moral da história: **Nem todas as louras são burras, mas os HOMENS SÃO TODOS IGUAIS!

BOA SEMANA!!
(Mais um abraço para o FerreirAmigo)

Ai mê pai


Um ciganito, menor de idade, levava uma carroça cheia de azeitona roubada
Mais à frente, um polícia mandou-o parar.
Como não tinha factura das azeitonas, carta de condução, nem dinheiro para pagar a multa, o polícia deu-lhe o castigo de meter 10 azeitonas no cu.
Por cada azeitona que o ciganito metia no cu, só gritava: ai mê pai, ai mê pai!!!
O policia, intrigado, perguntou-lhe:
"Olha lá, porque estas só a gritar pelo teu pai??"
Diz-lhe o ciganito:
"É que o mê pai vem lá mais atrás com uma carroça cheia de melões!!!"

PASSWORD


- Desculpa, sabes dizer-me qual é aqui a senha de Wi-fi?
- Estamos num velório, idiota!!!
- E é tudo junto??

23 de junho de 2015

SETÚBAL NO SEU MELHOR



Porto de Setúbal, na entrada de um barco de grande porte, manobra de atracagem e ouvem-se gritos do cais: 
- Atirrá corrda!
E ouve-se do lado do barco...
- What?
- Atirra a corrda!
- What? I don't understand! ( novamente do barco, com mão junto da orelha, como se assim entendesse melhor)
- A-ti-rra a coorr-daa! Pa porr assim aqui... pámarrar o barrque... a corrda!( esbracejando)
- What?
-Sóce! Atirra a corrda, sóce...cósenão vais ca maré!
Eis senão quando um amigo aparece no cais...
- Ó Zéi?
- Quéi?
- Vê lá tú se te entendes c'o camone, qu' ele parrece qué parrve! Tou paqui à mais de meia horra a d'zer ó gaije pátirrar a corrda... nam me ouve...parrece qué mouque!
- É aquele que tá ali da borrda da prroa, ca cabecinha d'ódeforra?
- Éi,éi...
- Do you speak English? (diz o Zéi)
- Yes, Yes...
- Atã... atirra a merrda cooorrda, porra!

BOA SEMANA!
(Os próximos dias serão passados no Japão. O blogue estará de volta no dia 30) 

NO AUTOCARRO


Um bêbado entra num autocarro e desata numa grande gritaria:
- Estes maricas aqui à minha frente são todos rotos! Os desgraçados aqui atrás são todos cabrões! Os merdas aqui ao meu lado são todos filhos da puta!
O motorista, indignado com a conversa, faz uma travagem brusca, as pessoas desequilibram-se, levanta-se um e agarra o bêbado pelos colarinhos e ameaça:
- Quem é roto e cabrão aqui?
Responde o bêbado de mansinho:
- Não sei. Agora, com a travagem, misturou-se tudo ...

Comadres alentejanas


- Sabe, comadre, ontem à noute estive a ver um programa sobre sexo, mas houve algumas expressões que eu não entendi.
- Então diga lá quais foram as suas dúvidas, pode ser que eu a possa ajudar.
- Olhe, não sei o que é... sexo oral !?!
- Isso tá-se mesmo a ver o que é: Sexo de hora a hora.
- Então e sexo anal ?
- Isso é... sexo de ano a ano.
- E homossexual ?
- Oh comadre !!! Vossemecê não percebe mesmo nada disto. Tá-se mesmo a ver que é um detergente para lavar os tomates!!!

19 de junho de 2015

Humor Negro


A mulher grita louca na varanda de sua casa, para o marido que está no parque conversando com amigos.


- Chico! Ó Chiiiiico! Ganhamos 50 milhões no Euromilhões !!!

O homem salta como louco de alegria, deixa os amigos, e lança-se numa corrida para casa para abraçar a mulher.
Atravessa a rua a correr, e Zaááááááásss!... aparece um camião a 100 km/h e, sem abrandar, leva-o de rastos.

Ela, da janela, abre os olhos quase fora das órbitas e exclama:
- F...-se.! Quando se está com sorte... ela vem de todos os lados!
Agora até o SEGURO DE VIDA !!!

BOM FIM-DE-SEMANA!!

(Segunda-feira não há blogue - tolerância de ponto. Na terça haverá mais humor e depois uns dias de intervalo para uma estadia breve no Japão)

Conquista feminina no Afeganistão


A repórter Glória Maria, da TV Globo, quando esteve no Afeganistão, há 10 anos, notou que as mulheres caminhavam sempre meio metro atrás dos seus maridos.

Voltando lá agora, observou que elas tinham passado a caminhar pelo menos 5 metros à frente deles.


Interessantíssima nessa mudança de comportamento, a jornalista imaginou que tal mudança de costumes deveria significar uma grande vitória feminina.


Aproximou-se de uma das mulheres e disse, deslumbrada:
-"Amiiiga! Que maravilhaaaaaaa! O que aconteceu aqui que fez com que se extinguisse aquele costume absurdo de a mulher caminhar atrás dos maridos e que, agora, caminham gloriosamente à frente deles?"

E a mulher afegã respondeu:

- "Minas terrestres!"

Mudança de Hora


Tinha acabado de entrar o "horário de Verão".
Na paragem do autocarro, estavam uma velhinha, a sua neta de dezoito anos e dois fulanos a conversar.
Um deles pergunta ao outro:
*- João, que horas são?*
Responde o outro:
*- Três na nova e duas na velha! *
E a velha, que não tinha ouvido tudo, dispara:
*- E cinco na tua mãe, meu grande f.... da p.....!!! *

18 de junho de 2015

The Wall


Não, não se trata da obra-prima da banda britânica Pink Floyd.
Este muro ameaça ser muito real, ameaça substituir o Muro de Berlim, agora a separar não um mas dois Estados europeus, um já membro da União Europeia (Hungria), outro em processo de adesão (Sérvia).
Victor Orban, primeiro-ministro húngaro, conhecido pelas suas posições polémicas, extremistas (combate à imigração, aos ciganos, defesa da pena de morte), ameaça construir um novo muro na Europa, a mesma Europa que se quer livre de fronteiras.
Um muro com quatro metros de altura, que barre a entrada a imigrantes sérvios na Hungria (54 mil só nos primeiros meses de 2015, são os números que se apontam).
Não se percebe como poderá um membro da União Europeia assumir tão radical e obtusa posição.
Uma posição que encerra em si a negação da ideia de inclusão, de livre circulação de pessoas, dos mais básicos pilares em que se funda a União Europeia.
Muito menos se percebe a postura dessa mesma União Europeia face a tão grave atentado aos seus fundamentos, à sua raíz.
Aí sim, vale a pena lembrar um trecho fenomenal de The Wall, dos imortais Pink Floyd, para caracterizar a posição da União Europeia face aos desejos expressos pelo irresponsável primeiro-ministro húngaro - comfortably numb.

Há boas alternativas ao motor de busca da Google

Há boas alternativas ao motor de busca da Google. Apresentamos-lhe seis.
Não há dúvidas quanto à popularidade do Google. 
Mas se o que quer é informação mais técnica, fidedigna ou perdida nos primórdios do ciberespaço, há alternativas melhores.
Pesquisar na internet pode ser um problema, já que muita da informação disponibilizada carece de fontes fidedignas ou tem direitos de autor associados.

Autor
 Tiago Palma



· GOOGLE






· TOPSY


Em que ano foi a Batalha de Alcácer-Quibir? 
Qual é o nome do arquiteto oitocentista italiano que projetou a Torre dos Clérigos? 
Que cognome tinha o primeiro Rei da Dinastia Brigantina? 
Em que ano morreu António Egas Moniz, o primeiro — e único — Nobel da Medicina (1949) português? 
E como é que são apelidados os naturais de Salvaterra de Magos?
Não, não é um questionário do concurso “Quem Quer Ser Milionário”, nem lhe ofereceremos um cheque chorudo se entender por bem desistir a meio, mas, se tem pequenada lá em casa em idade escolar, são tudo questões que poderá ouvir volta e meia.
Há um bom par de anos, resolveria a questão com uma ida às enciclopédias empoeiradas da estante, ou ligando para o avô e a avó que são bons de datas, mas hoje não; hoje googla ou manda googlar. 
O termo em Portugal é resultado de um anglicismo, e são já poucos os que não fazem uso dele, mas na língua original, a inglesa, o termo ganhou até contornos de verbo transitivo. 
Até aqui tudo bem. 
Há uma dúvida, menor, com datas ou com nomes, quem fez e o que fez, lá se encontra uma fonte, acredita-se dela que é credível, e logo se responde que João IV foi “O Restaurador” ou “O Afortunado”, e está a prole satisfeita.
O problema é que nem tudo o que surge no Google ou via Wikipedia — que funciona por meio de crowdsourcing e nem sempre a “crowd” que por lá partilha informação é de se fiar — pode induzir-nos em erro, e nós, por conseguinte, e involuntariamente, vamos induzir em erro mais e mais pessoas. Há alternativas ao motor de busca do Google (e cita-mo-lo por ser profundamente popular, um dos pioneiros, com quase duas décadas, e por indexar um bilião de páginas), sobretudo se quer dar credibilidade a um trabalho académico ou, simplesmente, não quer fazer má figura quando for àquele programa dos milionários na TV.

1) À caça de informação científica:”Science Research”

Como em tudo, há que separar o trigo do joio. 
Se o que quer é informação técnica, como papers académicos, teses de mestrado ou doutoramento, investigações, o mais sensato é procurar em repositórios. 
No campo das ciências sociais, há estudos de direito, economia, humanidades, no Social Science Research Network, que desde há muitos anos está no topo do Ranking Web of World Repositoires
Se se interessa por ciências naturais (ou exatas), a solução é o Science Research.


2) Um “twitteiro” muito pessoal: “TOPSY”

São publicados diariamente mais de 500 milhões de twitts. Certo, você já segue quem quer, só segue quem quer, e não precisa de ajuda no Twitter para encontrar informação. 
Mas não estará a contar certamente com algoritmo do Twitter (também o há no Facebook) que lhe alimenta o “feed”, ora aleatoriamente, ora com base nas suas próprias pesquisas passadas, com a informação que considera mais relevante para si, omitindo outra que até lhe poderia interessar. 
Os algoritmos são “tramados”, mas a ferramenta Topsy — que é paga, mas que na versão básica (e gratuita) é igualmente útil — ajudá-lo-á não só a refinar a procurar, como a buscá-la nos primórdios do Twitter, desde 2006, com base em palavras-chave, nome do utilizador que procura, ou tão simplesmente no tema da informação que pretende.


3) Livre-se dos direitos de autor: “Creativecommons.org”

Quando se procura por uma fotografia no Google, e se quer utilizá-la profissionalmente, acresce sempre o problema dos direitos autorais, quer nas fotografias mais recentes, quer, sobretudo, nas mais antigas, cujo autor já foi tantas vezes partilhado e repartilhado que se perdeu no ciberespaço. 
Mas existe. 
Para se salvaguardar, utilize o creativecommons.org, que tem uma vastíssima base de dados, não só fotográfica, mas também de vídeos, música e textos, totalmente livres de direitos de autor.


4) A invisibilidade (possível) na internet: “duckduckgo.com”

Sai, limpa o cache e os cookies, mas quando volta, o Google, por via do seu IP, “recorda-se” de tudo quanto por lá buscou, e vicia (o que pode ser útil ou não) os resultados da pesquisa. 
A alternativa está no duckduckgo.com, que, garante Gabriel Weinberg, que o criou em 2011, elimina, à saída, a sua “pegada digital”.


5) Revolver no passado: ”Wayback Machine”

Um dos problemas do motor de busca da Google é que, até por necessidade de refinar a procura, e tendo em conta a quantidade diária de informação que é posta a circular na rede, tem que eliminar conteúdo de tempos a tempos. 
Experimente o Wayback Machine, que guarda mais de 40 mil milhões (!) de páginas, a contar desde 1996, se o que quer é encontrar páginas já extintas ou desaparecidas do Google. 
A pesquisa pode ser realizada, por exemplo, com recurso ao dia, ao mês ou ao ano da publicação, ou tão somente ao nome de uma página que deseje.


6) Fotografias falsas? Não, aqui não:”Tin Eye”

Experimente pesquisar (sem nenhum instinto necrófilo) por “bin laden dead body”. 
Esta foi uma das pesquisas mais comuns (e virais) no Google em 2011, quando o líder da Al-Qaeda foi abatido pelos Navy SEAL norte-americanos. 
E sim, vai encontrar fotografias do corpo do defunto…falsas. Se não quer ser enganado por quem tem demasiado tempo livre para se recriar no Photoshop, use a Tin Eye
É uma aplicação gratuita, e que, com recurso a uma tecnologia de reconhecimento digital, não partilha fotografias manipuladas.


17 de junho de 2015

Tsipras between a rock and a hard place



Na imagem Alexis Tsipras aponta para o relógio.
Uma imagem simbólica acerca do que está a acontecer na Grécia - o prazo para ser encontrada uma solução que agrade a "gregos e troianos" está a esgotar-se.
Os "troianos" (credores) pressionam no sentido de lhes ser apresentada uma solução credível, uma solução do seu agrado.
E o mal-estar é tal que, como bem sublinhava Nicolau Santos, um dos credores (Fundo Monetário Internacional), um organismo composto por membros nomeados, não eleitos, se acha no direito de dizer a um Estado soberano em que áreas pode e não pode fazer reajustamentos orçamentais. 
Nas últimas horas, Jean-Claude Junker, representante de outro dos credores (Comissão Europeia), também ele eleito em círculo fechado, não se coibiu de publicamente demonstrar o seu enfado com o arrastar das negociações, de afirmar que não se importa minimamente com o que pensa o governo grego (apenas o povo grego o preocupa), que os governantes gregos mentem nas declarações que fazem à comunicação social, nas explicações que dão ao povo grego. 
No meio deste turbilhão, à beira da tempestade perfeita, Tsipras procura jogar em dois tabuleiros em simultâneo. 
Não podendo aceitar os cortes que lhe são impostos, porque se revelam socialmente injustos e politicamente inaceitáveis pela traição que representariam face à esperança depositada pelos gregos no Syriza, Alexis Tsipras procura conseguir os maiores ganhos, procura uma solução que não faça parecer que cedeu em demasia e que simultaneamente permita à Grécia permanecer na Zona Euro e, em última análise, na própria União Europeia. 
Do outro lado, os credores procuram jogar com o aproximar dos prazos de maturidade da dívida grega para fazer os governantes gregos ceder mais e mais. 
No mais célebre conflito ocorrido entre gregos e troianos a solução passou por um bem conhecido equídeo. 
Será Alexis Tsipras capaz de encontrar um novo Cavalo de Tróia em pleno século XXI? 
Os próximos dias darão a resposta a esta pergunta e permitirão perceber qual o futuro da Grécia no seio da união monetária e da própria União Europeia.

12 razões pelas quais NÃO DEVE visitar Portugal

1. Têm praias a mais e torna-se difícil escolher uma


Sim, é verdade. Quem, em seu pleno juízo, consegue escolher entre uma praia nas falésias do Algarve, uma praia no quase selvagem litoral alentejano ou praias de areia negra nos Açores? Escolher uma delas obriga-nos a abdicar de centenas de outras. Um drama!

2. As livrarias têm classe a mais e são demasiado antigas

Foto: Susan Anderson

Entrar na livraria Lello é um trauma. Torna-se difícil escolher um livro no meio de tanta beleza. Mais vale procurar um país onde as livrarias estão nos centros comerciais.

3. As bibliotecas são muito antigas e algumas têm morcegos


Biblioteca
Aplica-se a mesma regra das livrarias: se estamos lá para ver livros, qual é o interesse da decoração? E para quem Chiropterofobia (fobia a morcegos) e quer entrar na Biblioteca do Palácio de Mafra? Bahhh…

4. As aldeias são todas de pedra e perdidas no meio da serra

Monsanto – Jorge Órfão

Sejamos honestos: o que nós queremos ver é autoestradas e blocos de apartamentos com graffitis. Visitar uma aldeia perdida no meio da serra? Isso é coisa de gente doida.

5. É difícil escolher um vinho


Com todas as castas de vinho que existem exclusivamente em Portugal e tantas regiões demarcadas, escolher um vinho é uma aventura. Correrá o risco de escolher o 5º melhor vinho do mundo sem perceber que na carta de vinhos do menu estão também os 4 primeiros. E provavelmente, até o vinho da casa feito pelo proprietário do restaurante receberia um prémio internacional se fosse a concurso. Quem consegue escolher por entre tanta possibilidade? Uma loucura!

6. Fado? Que coisa é essa?


Jantar numa casa de fados e ouvir uma mulher a cantar uma música que fala de Lisboa e de Saudade? Qual é a piada disso se podemos ir a um festival de música techno em qualquer sítio do mundo?

7. O Alentejo é a nova Toscana?

Primavera no Alentejo – Rosa Castro

Viajar por paisagens ondulantes e melancólicas, com cores que variam consoante as estações do ano, parar numa vila com vestígios árabes e noutro logo ao lado com vestígios romanos, entrar numa tasca e ouvir um grupo de homens a cantar cante alentejano? Hmmmm… não convence.

8. Os Açores são as ilhas mais bonitas do mundo?

Foto: Rick Wilhelmsen

Isso é muito subjectivo. O que têm de especial essas ilhas que não tenha o Havai? Lagoas? Vulcões? Piscinas naturais de água quente? Esperar 5 horas por um cozido feito debaixo de terra? Estradas rodeadas por hortênsias? Provavelmente todas as ilhas terão coisas dessas. Ou não?

9. O estilo manuelino é mais um estilo igual aos outros

Foto: José Flacho

Que tem o estilo manuelino de especial? Pedras esculpidas que parecem renda feitas por artesãos de uma forma que hoje nem se compreende como o teriam feito?

10. Paisagens imensas esculpidas pelo Homem

Douro – Susana Soares

Que há de especial no Douro? Lá por ter demorado séculos a ser construído, sempre apenas com a força dos homens e das mulheres daquela região e com a teimosia própria de quem não se deixa intimidar pelo trabalho e fabrica um dos melhores vinhos do mundo, não quer dizer que seja algo de especial. Ou é?

11. Azulejos por toda a parte

Foto: Joana Sá

Decorar casas, igrejas e fachadas com azulejos deve ser algo próprio de alguém que não tem mais nada que fazer. Para quê todo esse trabalho se podiam pintar as paredes todas de branco?

12. Gastronomia variada ou apenas bacalhau?


Mais de 1000 formas diferentes de cozinhar bacalhau? Que povo estranho é este que vai buscar o seu prato típico a milhares de quilómetros de distância? E aquelas coisas estranhas que eles comem, tipo caracóis, arroz com sangue, tripas de porco. Hmmm… é tudo muito duvidoso.

Um abraço muito especial ao grande Amigo João Paulo de Oliveira 

16 de junho de 2015

Crónica de uma rejeição anunciada


Começa amanhã a ser discutida a proposta de reforma política apresentada por Pequim tendo em vista as eleições para o cargo de Chefe do Executivo de Hong Kong em 2017.
A menos que se assista a um volte-face de todo inesperado, a proposta apresentada por Pequim deverá ser rejeitada pelo Legco da Região Administrativa Especial de Hong Kong.
Chegou-se a uma fase em que, para além das posições extremadas do campo pró-Pequim e do Executivo de Hong Kong de um lado, e dos pró-democratas do outro, o próprio tema parece ter perdido grande parte do seu interesse, da sua sedução, lost momentum.
A fraca participação na manifestação realizada no último domingo é disso mesmo um sinal óbvio.
A busca de consensos há muito que se encontra num impasse, a fase de protestos nas ruas teve o seu momento alto no longo período do Occupy Central, é chegada a hora da discussão e votação.
As dissensões e divergências que se verificam no campo pró-democrata, entre os que defendem uma postura mais musculada e os que procuram um caminho de maior diálogo, que Pequim procura explorar em benefício da sua proposta de reforma política,  não deverão revelar-se suficientes para fazer aprovar esta.
Prevê-se uma rejeição dessa proposta, desse pequeno passo que sempre se encontra no início de uma longa caminhada.
Se é mais ou menos fácil antever  este desenlace, é tarefa de aventureiros e videntes adivinhar as suas consequências.
As vozes mais pessimistas anunciam um período de ingovernabilidade de Hong Kong.
Será assim?
Impossível prever com um mínimo de rigor.
Fácil será prever que a governabilidade da Região Administrativa Especial estará em sério risco face a um extremar de posições tão acentuado. 

FACTURA ENCONTRADA NA TORRE DO TOMBO (1853)


15 de junho de 2015

Manual das Tias de Cascais


Escola:
Qual é a diferença entre uma tia burra e uma tia inteligente?
É que a tia burra passa para o caderno o que a professora escreve no quadro, mas quando a professora apaga ela apaga também. A tia inteligente não passa, porque já sabe que a professora vai apagar.

Pão:
P: Qual é a diferença entre um pão e uma tia?
R: O pão tem miolo!

Teste de gravidez:
Bom dia, doutor! Pode dar-me o resultado do meu teste de gravidez?
- Negativo! Responde calmamente o médico.
A tia furiosa:
- Ah, é?! Então vou consultar outro médico!

Conta-quilómetros:
Uma tia queria vender o seu carro velho mas tinha muitas dificuldades porque o mostrador acusava 250.000 Km. Após muito reflectir, ela decide pedir um conselho a uma amiga, que lhe perguntou:
- Estás pronta para fazer algo ilegal?
- Sim! - Respondeu a tia - Quero vendê-lo, custe o que custar! -
Então, vais ter com o meu amigo que é mecânico. Ele vai colocar o teu contador de quilómetros em 50.000 Km.
A tia vai ao tal mecânico e este coloca de novo o contador em 50.000 Km.
Alguns dias mais tarde, a amiga pergunta à tia:
- Vendeste o carro?
- Estás doida? Agora que ele só tem 50.000 Km, fico com ele!

Sapatos de tia:
Uma tia foi ao centro comercial comprar um par de sapatos de jacaré legítimo. O vendedor informou-a do preço:
- São 500 euros!
- O quê? Não é possível... Não há outra maneira de conseguir um par de sapatos de jacaré legitimo?.
- Humm, acho que sim... - respondeu o vendedor - Eu conheço um parque aqui perto onde há alguns jacarés. A senhora pode ir até lá caçar um deles e fica com o seu próprio sapato!
A tia , decidida, disse que iria até ao tal parque caçar os jacarés para conseguir sapatos legítimos!
No início, o vendedor não acreditou, mas resolveu ir ao parque verificar se ela estava por lá.
Quando chegou, viu a tia dentro do pântano, a dar um tiro num jacaré enorme e arrastando-o até à margem, onde estavam mais ou menos uma dúzia de jacarés mortos.
Espantado, sem acreditar no que estava a ver, o vendedor viu a caçadora tia com muita dificuldade em tirar o jacaré morto da água e exclamar, com cara de decepção:
- Mas que porcaria! Outro sem sapatos!

Roubo:
Uma tia liga para o 112 para participar um assalto ao seu carro.
Completamente histérica gritava:
- Roubaram-me o tablier, o volante, o travão, até o acelerador levaram!
- Calma - diz a voz do outro lado - dentro de 5 minutos estará aí um agente da PSP.
Ainda não tinham passado 2 minutos, a tia liga novamente e diz:
- Olhe, deixe estar! Afinal sentei-me no banco de trás por engano...

Um olho:
Duas tias passeiam num parque quando uma diz:
- Oh! Olha para aquele cão só com um olho!
A outra, tapando um olho com a mão, pergunta:
-Onde? Onde? 

BOA SEMANA!!

(Mais uma contribuição do FerreirAmigo)

12 de junho de 2015

O Brinde do Zé


Naquela noite, o Zé estava inspirado e, levantando o seu copo de cerveja, brindou:
- Quero passar o resto da minha vida entre as pernas da minha mulher!
Isto valeu-lhe o prémio de melhor brinde da noite, lá na cervejaria.
Voltou para casa e contou à mulher:
- Maria, hoje ganhei o prémio para o "Melhor Brinde da Noite", lá na cervejaria.
- Parabéns! E qual foi o brinde?
Sem coragem de contar a verdade, disse:
- Brindei assim:
- Quero passar o resto da minha vida na missa, sentado ao lado da minha mulher.
- Muito bem, isso foi realmente muito bonito!
No dia seguinte, a Maria encontrou um dos amigos do Zé, que riu furtivamente e disse:
- Sabe, D. Maria, que o Zé ganhou o prémio de melhor brinde da noite?
E o brinde foi sobre você...
- Sim, ele contou-me e eu fiquei surpreendida, pois ele não é muito dado ao assunto.
Desde que casámos, só esteve lá uma vez.
Veja que eu até tive que puxá-lo pelas orelhas para o fazer entrar.
Ainda por cima, adormeceu antes do final.

BOM FIM-DE-SEMANA!!

(Mais um abraço para o FerreirAmigo)

O que é 69??



- Mãe, 69 é o quê? 
- Bem, meu filho, 69 é uma posição sexual onde o homem coloca a boca na piriquita da mulher e a mulher coloca a boca no pinto do homem e os dois se chupam, lambem, essas coisas, entendeu meu filho ? 
-Isso já sei mãe, mas eu só queria saber se era par ou ímpar.

5 frases dos 5 judeus mais importantes da História


As 5 frases que os 5 judeus mais importantes da História proclamaram foram:
Moisés quando disse "A Lei é tudo";
Cristo quando disse  "O Amor é tudo";
Marx quando disse "O Capital é tudo";
Freud quando disse  "O Sexo é tudo";
Depois veio Einstein e deixou os outros na merda quando disse "Tudo... é relativo".

11 de junho de 2015

Ausência dos conselheiros das comunidades nas cerimónias oficiais do 10 de Junho no Consulado Geral de Portugal em Macau


Declaração prévia - não sou, nem quero ser, exemplo para ninguém em muitos aspectos.
Um dos quais, sem sombra de dúvida, a comparência em cerimónias oficiais.
Posso ser exemplo de uma conduta a não seguir, acredito e aceito que o seja.
Isto porque confesso que fujo do "croquete e pastel de bacalhau" como Maomé do toucinho.
Mas eu, cidadão comum, posso ter essa atitude sem que me possa ser imputada qualquer consequência que não seja a crítica de terceiros ao meu comportamento.
Sticks and stones...
Já assim não é quando a condição de cidadão comum é conscientemente abandonada e a pessoa passa a ocupar cargos públicos, a dispor de um qualquer estatuto oficial.
Neste último caso há deveres, prerrogativas, que vêm associadas ao cargo que se ocupa.
O célebre noblesse oblige.
Numa época em que é indisfarçável a existência de um certo mal-estar entre uma boa fatia da comunidade portuguesa e os conselheiros das comunidades, a ausência destes nas cerimónias oficiais que tiveram ontem lugar nas instalações do Consulado Geral de Portugal em Macau, ainda para mais a coberto de desculpas de ocasião, foi um momento muito infeliz, representou uma clara falta de consideração para com as entidades oficiais presentes e as entidades organizadoras do evento.
Uma atitude feia, muito feia.

METEOROLOGIA

PORQUE É QUE DEUS ENVIA CHUVA
PARA O MÉXICO E NÃO PARA 
O MÉDIO ORIENTE?

Porque é preciso saber pedi-la! 

No México:










No Médio Oriente:





(Assim nem uma gota!)