10 de novembro de 2015

Guia do Cidadão Português nos Países de Língua Portuguesa


Quer aqui no blogue, quer através de mensagens privadas, fui várias vezes interrogado acerca das condições necessárias para cidadãos portugueses se poderem fixar em Macau.
Respondi o melhor que podia e sabia a todas elas.
A partir de Maio do próximo ano tal já não vai ser necessário.
O Guia do Cidadão Português nos Países de Língua Portuguesa será um auxiliar precioso para todos aqueles que desejem fixar-se nesses países.
Um iniciativa que se saúda vivamente e que aqui tinha que publicitar.
Espreitem aqui o Guia do Cidadão Português em Macau, mais uma excelente iniciativa com o apoio do Consulado - Geral de Portugal em Macau e Hong Kong.

13 comentários:

  1. Respostas
    1. Catarina,
      Não procure na imagem, Catarina.
      O link para o Guia de Macau, em pdf, está devidamente assinalado no texto.

      Eliminar
    2. Foi esse que tentei. Amanha, tentarei por outra via.

      Eliminar
  2. Parece muito bom embora não tenha lido todo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que está aqui disponível é o de Macau em específico, Elvira Carvalho.
      Mais uma chapelada para o Cônsul que não tem feitio para estar quieto.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Um instrumento útil, sem dúvida.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma óptima iniciativa, António.
      Tanta gente que me contactou através do blogue e do Facebook com este tipo de perguntas!!!
      Estão aqui muito melhor respondidas que os esclarecimentos que a todos prestei.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Muito interessante e da maneira como isto está, até apetece ir voando!!!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estão ali naquele link esclarecidas todas(???) as dúvidas que se possa ter, papoila.
      Bjs

      Eliminar
  5. Felizmente há pessoas que lançam mãos à obra em iniciativas deste género que facilitam a vida das pessoas. São insignificantes na obra mas gigantes no alcance.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foram tantas as pessoas a fazerem-me as perguntas que estão agora aqui respondidas, Agostinho.
      Uma excelente iniciativa.

      Eliminar
  6. Tenho raízes muito profundas aqui neste rectângulo à beira do Atlântico...
    Não me imagino a viver em nenhuma outra parte do mundo.

    Beijinhos para ti desde este lado do mundo
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta é uma excelente iniciativa, Afrodite.
      Aqui no blogue, através do Facebook, houve imensa gente a perguntar-me o que agora aqui encontra resposta.
      Vir à aventura é um perigo!!
      Beijinhos

      Eliminar