12 de agosto de 2015

Como sair da cama em menos de um minuto

Como sair da cama em menos de um minuto

Se carrega no snooze mais vezes do que o BCE fala em dívida, conheça cinco medidas que podem ajudá-lo a ter uma manhã mais produtiva.



1. Veja onde põe o despertador

Não vale encaixar o smartphone debaixo da almofada para carregar no snooze — função que adia o segundo toque mais uns minutos — ainda de olhos fechados. 
Se é para sair da cama, ponha o alarme fora de alcance. Melhor: arranje um despertador que foge de adiamentos (e marteladas) pelo quarto fora, como o Clocky, que salta da mesa-de-cabeceira à hora a que o programar. 
E que não haja desculpas: para prevenir tonturas, sente-se uns segundos antes de assumir a posição do bípede que é.
 O despertador foge, mas não tem as chaves de casa.



2. Ponha um alarme à hora a que deve ir dormir

Encare-o como a maçã do seu sono: uma técnica preventiva e que, consumida todos os dias, só lhe vai fazer bem. 
Programe o despertador não só para de manhã mas também para a hora a que deve ir para a cama, e deixe-o no quarto para ser obrigado a mudar de divisão. 
Por mais atarefado que estiver, e mesmo que a essa hora se sinta mais desperto do que um cão pastor a tomar conta do rebanho, ouça o alarme como a voz da consciência. 
De manhã vai-lhe agradecer.

3. Deixe um copo de água na mesa de cabeceira

A ideia não é ficar com a bexiga cheia ao ponto de ter de sair da cama disparado para a casa de banho, ou recorrer a medidas drásticas e pedir a quem viver consigo para o despejar por cima da almofada, qual método pós-bebedeira dos westerns. 
O copo está lá para ser a primeira coisa que vê de manhã — a imagem transmite uma sensação de frescura, boa para acordar, e pode ser que o convença a fazer os primeiros movimentos do dia num duplo gesto saudável: sair da cama e beber um copo de água em jejum, como Gisele Bundchen e outra gente de aspecto agradável.

4. Deixe entrar um fio de luz que seja 

Se fecha os estores, as cortinas e as portadas como se vivesse na caverna de um urso em hibernação, o resultado é esse: vai ter vontade de hibernar. 
Deixe uma fresta para mostrar que às sete da manhã começa a haver vida lá fora. 

5. Saia do Facebook

Já não é segredo para ninguém: a luz do ecrã, seja do computador, do tablet ou do telemóvel, faz com que seja muito mais difícil ao seu cérebro desligar e passar a um estado de sonolência. 
Está a ver o alarme que programou para a hora de ir dormir? Essa é a altura certa para desligar todos os aparelhos electrónicos e passar para a velhinha invenção de Gutenberg: um livro, cuja leitura é uma actividade tão ou mais estimulante mas que não impede a produção de melatonina, a hormona do sono. 
Não é nenhuma ciência complicada: se dormir bem, vai ser muito mais fácil tolerar o despertador na manhã seguinte.

19 comentários:

  1. Parecem boas dicas. Eu nunca tive dificuldade em acordar, sim em adormecer.
    Também nunca precisei despertador. Quando há seis anos, comecei a usar o aparelho para dormir, por sofrer de apneia, o meu estudo de sono dava como média de sono 2 horas e 53 minutos. Agora a minha média é de quase 5 horas. Durmo de persiana levantada, a escuridão tira-me o sono. O pc, não interfere em nada, se me der o sono, sou capaz de adormecer em frente dele, mas tive que deixar de ler à noite pois não conseguia dormir enquanto não acabasse a leitura, e cheguei a ir trabalhar sem ter dormido, por causa disso..
    Geralmente deito às duas, acordo, seis e meia, um quarto para as sete. Mas se tiver que acordar às 5, basta-me repetir três vezes antes de adormecer.
    "Preciso acordar às cinco" Tem resultado a vida inteira.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O relógio biológico ajuda muito, Elvira Carvalho
      Um abraço

      Eliminar
  2. Boas sugestoes! Vamos segui-las.
    Bons sonos.
    : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas já sigo há muitos anos, Catarina.
      O copo de água ao meu lado que é para beber logo que acordo, o ficar uns momentos sentado na cama antes de me levantar, os aparelhos electrónicos todos desligados quando vou dormir, um fio de luz no quarto.
      Faço-o porque é assim que me sinto bem, não porque tivesse conhecimento destes conselhos.

      Eliminar
  3. Óptimas dicas, Pedro. A de desligar os aparelhos e pegar num livro é seguida por aqui :)
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Idem, aspas, Carpe Diem.
      Neste momento, o livro de cabeceira é "O Terceiro Gémeo", de Ken Follet.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Se há coisa que não suporto é o segundo toque. Desligo logo totalmente o despertador. Se volto a adormecer ( o que é raro), pior para mim. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu relógio biológico é muito fiável, luisa.
      Normalmente, uns minutinhos antes de o despertador tocar, já eu estou mais ou menos acordado.

      Eliminar
  5. Pedro também deve haver truques para aqueles que não se conseguem deitar! e ando por aí no dia seguinte feitos zombies !
    até amanhã
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estão aqui alguns, Angela.
      Desligar aparelhos electrónicos, pegar num bom livro, por exemplo.

      Eliminar
  6. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    A viperina disse que foi o HenriquAmigo que te enviou.
    Caloroso abraço. Saudações henriquetes.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa megera não tá com nada, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Esta não tem nada a ver com o FerreirAmigo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Sem ter conhecimento deles sigo uma grande parte, Maria do Sol.
      Porque me sinto bem assim.
      Abraço

      Eliminar
  8. Eu tenho um que adia o segundo toque. Estive a imaginar-me com o clocky :)) que não sabia que existia, e acho que iria ser terrível :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca necessito do segundo toque, Gábi.
      Muitas vezes nem do primeiro.
      À hora que é suposto acordar já estou mais ou menos alerta.

      Eliminar
  9. Não uso despertadores de qualquer tipo. A "máquina" está programada. O problema é quando se pretende ficar mais um pedacinho a compor, especialmente depois de noitadas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes não apetece mesmo nada sair da cama, Agostinho.
      O que tem de ser tem muita força.....

      Eliminar
  10. Eu uso o ronco do mê senhor para acordar. Nada melhor e tem até uma certa sonoridade
    Kis :=>)

    ResponderEliminar