8 de julho de 2015

A Brookings Institution deve ter cometido um erro


Um dos mais famosos think tanks norte-americanos terá cometido um erro grosseiro ao analisar a situação económica de Macau no relatório "Metromonitor".
A Macau que nos vai sendo por estes dias vendida como estando mergulhada em profunda crise económica, que poderá inclusivamente obrigar o Executivo a adoptar medidas de austeridade (acabam-se os cheques??), é agora apresentada pelos peritos da Brookings Institution como a mais vibrante economia metropolitana da bacia da Ásia-Pacífico??
Em Washington devem andar muito mal informados acerca da penúria que se sente neste cantinho do Rio das Pérolas!
Só assim se compreende tamanho lapso.
Mas é curioso que, no meio de tanta ignorância, o "Metromonitor" pareça muito bem informado para conseguir perceber o perigo,  já referido ad nauseam, da excessiva dependência económica do sector do Jogo.
Será ignorância selectiva? 

8 comentários:

  1. A ignorância selectiva interessa a certos figurões. Um sussuro em Nova Iorque poderá ser um chinfrim em Macau.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora é ao contrário, Agostinho.
      Macau é que anda a apregoar que está em crise.
      Os americanos vêm dizer precisamente o contrário.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. ~~~
    ~ Diferentes modos de avaliar, baseados em parametros muito diferentes...

    ~~~~ Beijinhos. ~~~~~~~~~~~~

    ~ Ps ~ Peço desculpa pela falta de circunflexos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é boca minha para os iditotas aqui de Macau que, cheios de dinheiro ( menos que antes mas ainda é MUITO) têm a distinta lata de falar em crise e em medidas de austeridade.
      Estes parvos nem sabem o que é isso!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Será que estes erros tão grosseiros são genuínos ou propositados? Estou inclinando.me mais para a segunda hipótese....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consigo aceder ao link que me envia, São.
      Estou no iPad.
      Amanhã, no PC, talvez já consiga

      Eliminar
  4. Hummm... erro uma pinoia! Faz lembrar aquelas pessoas abastadas que passam a vida a queixar-se da carestia de vida, quando nem sequer sabem o que são verdadeiras dificuldades monetárias.Nunca percebi se fazem isso para se queixarem de alguma coisa, se por forretice, com medo que lhes peçam dinheiro,emprestado ou coisa... ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O caso de Macau é algo semelhante, Teté.
      Diz-se que estamos em crise (estes gajos nem sabem o que é isso, devem ter ouvido no Telejornal!!!) e procura-se sacar mais algum ao Governo.
      Quem não os conhecer que os compre!!
      Beijocas

      Eliminar