4 de junho de 2015

Foi um aniversário perfeito!


 A minha filha completou quinze anos e organizámos a festa de aniversário com um baile num salão de festas para que convidasse todos os seus amigos.
Nessa noite, à medida que iam chegando, sentavam-se no lugar designado e em seguida ligavam os telemóveis e começavam a jogar ou a conversar por meio de sms.
Era muito comovente vê-los concentrados no ecran dos seus sóbrios e negros aparelhos, como especificava o convite “estilo desportivo e elegante e telemóveis negros”.
Tão crescidos que estão todos! 
Pensar que os conheço desde que começaram a falar... 
Ainda me recordo da voz deles, alguns já não se lembram que falavam quando eram crianças e falavam a olhar-se olhos nos olhos. 
Faziam erros ao falar e eu não os corrigia, claro, pensava que iriam crescer e aprender a falar correctamente.
Quando chegou o momento do baile, cada um colocou os auriculares, escolheu a lista de músicas que mais gostava e entrou na pista de dança. 
Dava a sensação de que todos dançavam ao som da mesma música.
A entrada de minha filha foi apoteótica, exultante de emoção. Cada um dos amigos tentava ser o primeiro a fazer chegar o seu sms de felicitações, movendo os dedos a toda velocidade.
 Os mais precavidos já tinham a mensagem preparada e só precisavam de carregar em “ok”. 
O telefone de minha filha não parava de vibrar e como era impossível lê-los todos, guardou alguns para mais tarde.
Aproximei-me dela e disse-lhe sem me dar conta:
 - Feliz aniversário filhinha.
 Ela olhou-me horrorizada e afastou-se de mim. 
Preocupado, fui atrás dela e tentei perguntar-lhe se se passava alguma coisa, o que teria feito que a incomodara. 
Puxou do telemóvel e mandou-me um sms:
 - Qres me envrgoñr frnte ms amgs? Fzme o fvor, pra q exst os tlms?
Não tive outro remédio senão ligar o meu telemóvel e mandar-lhe as minhas felicitações por sms.
 - Prdao Fliz anvers filnha Bj Papa.
 Foi um aniversário perfeito!
 Como o tempo passa e que "velho" estou. 
Pensar que quase lhe dei um beijo!

24 comentários:

  1. Muiitos parabens!
    Uma celebracao muito original.
    Abraco

    ResponderEliminar
  2. parabéns para a menina Pedro :)
    parece que já há tanto tempo que as pessoas começaram a isolar-se a olhar todas para o mesmo lado, onde estava o ecrã da televisão, depois começaram a colocar as ditas nos quartos ....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já com o comentário da Catarina eu tinha ficado na dúvida - estão a pensar que isto é real, Angela??
      Isto é um gozo.
      As minhas filhas têm 17 e 11 anos, respectivamente.
      Isto é um gozo à mania dos telemóveis hoje em dia.
      Peço desculpa se induzi alguém em erro.

      Eliminar
  3. Pedro, gostei do cenário que pintou. Ainda que inventado por si, apresenta a forma crescente de comunicação entre adolescentes (e não só), que é preocupante. A sua história leva-nos a refletir sobre esta estranha forma de socializar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fui eu quem criou, Miss Smile.
      São aquelas pérolas que o FerreirAmigo me envia.

      Eliminar
  4. Parabéns, Pedro.
    A forma foi estranha mas o conteúdo ... :-)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O FerreirAmigo desencanta cada uma, António :)))
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Preocupante é a realidade não andar muito longe desse panorama, verdadeiramente assustador ! :((

    Abraço, Pedro ! :)) ... Ainda bem que é ficção ! :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma ficção muito próxima do real.
      Não imagina a irritação que me provoca a febres dos telemóveis, o andar constantemente de pescoço dobrado a olhar para aquela porcaria.
      Era suposto facilitar a vida das pessoas, não era suposto transformar-se na vida das pessoas.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Não andaremos muito longe desse cenário, não, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente não, Carlos
      Ainda agora, no elevador, tive vontade de dar umas palmadas a uma cambada de idiotas que, até para entrar no elevador, têm que ir a olhar para a porcaria do telelé.
      Doentes!!

      Eliminar
  7. Pedro,
    Parabéns atrasados mas sentidos.
    Felicidades para a filha. :))
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é uma brincadeira, ana :))
      Eu lá permitia que as minhas filhas tivessem um comportamento destes??!!
      Elas já usam a porcaria do telemóvel em demasia.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Nem acreditava no que estava a ler, não, não podia ser verdade, não com a filhota do Pedro, muito menos com o Pedro e foi as felicitações dadas por sms que se fez luz e, eu disse para comigo, porra, eu sabia que era quase impossível.
    E assustador, triste realidade que os nossos jovens e não só, porque tenho assistido a "cotas" (como os jovens dizem) quase, se não piores.

    Beijinho Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são só os mais jovens, Adélia.
      A fulana que está sentada aqui ao meu lado, que já nada nos trintas, até irrita com o vício do telemóvel!
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Pensei que tivesse mesmo acontecido, Pedro!!
    Por isso disse que tinha sido uma “celebração original” porque me coibi de escrever o que realmente pensava sobre a festa e sobre o Pedro, como pai!! : )))

    ResponderEliminar
  10. É uma triste realidade!

    Bom fim de semana, Pedro!

    ResponderEliminar
  11. A realidade confunde-se com a ficção. Infelizmente.
    Não é o caso das Pérolas a cada dia polidas pelo Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um cenário imaginado mas que se aproxima mais e mais da realidade, Agostinho.

      Eliminar
  12. Antes de mais parabéns à sua filha!
    Quanto ao resto, ainda bem que foi a reinar. Que raio de filha tratava assim um pai?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reafirmo, Paulo Lisboa - as minhas filhas já usam o telemóvel em demasia.
      E estou sempre a aborrecer-me com elas por causa disso.
      Estes extremos seriam de todo impensáveis e inadmissíveis

      Eliminar