27 de abril de 2015

O CAÇADOR DE LEÕES



O sujeito volta de um safari e comenta suas aventuras com um amigo:
Estava no meio da selva, quando de repente ouço um barulho, olho para trás e vejo um leão enorme, lambendo 
os beiços. 
Ele começa a vir em minha direcção e eu a correr.
O leão vem logo atrás e quando sinto o bafo dele na minha nuca, ele escorrega e eu aproveito para me distanciar. 
O leão levanta-se e continua a perseguir-me.
Novamente, quando sinto seu bafo, ele escorrega. 
Nisso vejo uma casinha e quando estou indo para lá, sinto que o leão está quase a alcançar-me. 
Ele escorrega novamente e eu consigo entrar na casa.
- Que loucura! - Exclama o amigo - Eu ter-me-ia borrado todo!
- E no que achas que o leão escorregava?

15 comentários:

  1. Mais uma vez se prova que, numa época de tecnologia de ponta, o que nos acode é mesmo aquilo que "temos à mão" :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma estratégia de m#$%@ que deu resultado, Miss Smile :))

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Como diria o Eanes - "não confirmo, nem desminto", Agostinho :)))

      Eliminar
  3. O leão é assim quando está quase...escorrega, Pedro! :DDDD

    Votos de uma excelente semana para si e as suas mais que tudo, meu caro amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não conseguia responder ao seu comentário, Ricardo :(
      Tive que responder adicionando outro comentário.
      Agora já dá para responder.
      Mistério......

      Antes mais, comentário cinco estrelas, provocação bem conseguida :)))
      Eu acrescento que, não só escorrega, como escorrega na m$%^@ :))))
      Aquele abraço, votos de boa semana para si e para as suas princesas

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. É por isto que eu não gosto de caça nem de caçar (leões) :))
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só cacei uma vez na vida, Fê.
      E percebi que não tinha vida para aquilo e que a maioria dos "caçadores" quer é "caçar" no prato.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Esta eu já conhecia.
    Mas é sempre bom relembrar
    Um abraço

    ResponderEliminar