14 de abril de 2015

Memórias de Coimbra

































25 comentários:

  1. Respostas
    1. Uma cidade mágica também ematejoca.
      Vejo aqui algumas das figuras típicas da cidade, alguns locais que estão completamente diferentes, algumas memórias que nos acompanham uma vida.

      Eliminar
  2. "Oh Coimbra do Mondego
    e dos amores que eu lá tive
    quem te não viu anda cego
    quem te não ama não vive
    quem te não viu anda cego
    quem te não ama não vive

    Do Choupal até à Lapa
    foi Coimbra meus amores
    e sombra da minha capa
    deu no chão abriu em flores "

    José Afonso

    Não sendo eu de Coimbra, nem tão pouco ter lá estado na Academia, ia com frequência a Coimbra "visitar" amigos quando estudava na FD de Lisboa, Pedro.
    Coimbra tem o encanto das terras pequenas e, ao mesmo tempo, aquela sensação de claustrofobia que nos obriga a dali sair ao fim de algum tempo, gosto muito de Coimbra, da sua portugalidade, das suas gentes, mas, prefiro...Lisboa.

    Aquele abraço, meu caro amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Coimbra tem o encanto das terras pequenas e, ao mesmo tempo, aquela sensação de claustrofobia que nos obriga a dali sair ao fim de algum tempo"

      Exactamente como Macau, Ricardo.
      Será destino meu??

      Aquele abraço

      Eliminar
  3. ~ ~ Recordações do papá?

    ~ ~ ~ Beijinho amigo. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De um conterrâneo, Majo.
      Eu é que enviei ao meu pai.
      Que é muitíssimo mais bairrista que eu.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Maravilhosa esta postagem. Os selos..., o bilhete, que caixinha de surpresas abriu, Pedro?
    Um destes dias coloco a torre numa perspectiva diferente, numa espécie de desafio.:))
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico à espera, ana.
      As figuras tão típicas de Coimbra que todos conhecemos.
      Um mimo!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. O Carlos ainda se lembra do Teixeira, do Raul ("polícia eléctrico")??

      Eliminar
  6. Olá Pedro, lembrei-me do filme de 1946 que mostra a vida de Camões associada a Coimbra:

    https://www.youtube.com/watch?v=e8O_NbmUfmY

    boa noite
    Angela



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será sempre a minha cidade, o meu berço, Angela.

      Eliminar
  7. Praticamente não conheço Coimbra. Estive lá na semana passada em trabalho, por isso só fiquei a conhecer as paredes da sala de reuniões... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma cidade muito pequenina em tamanho, como diz o Ricardo.
      Mas muito grande em alma, acrescento eu, luisa.

      Eliminar
  8. Uma viagem ao passado :) Gostei particularmente da publicidade ao Bazar do Porto e à grandiosa excursão a S. João da Madeira :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Preços e destinos quase proibitivos, Gábi :))))))

      Eliminar
  9. O meu pai nasceu no distrito de Coimbra e estudou na Universidade de Coimbra. Por isso conheço mais ou menos bem a cidade de Coimbra.
    A cerveja Topázio ainda hoje se faz e pode ser adquirida na zona de Coimbra. E é tão boa!!!
    Gostei de ver o polícia sinaleiro e o velho Calhabé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De camisola cor de laranja tem aquele que terá sido o polícia sinaleiro mais famoso de Coimbra, Paulo Lisboa - o único Raul, o eléctrico.
      Era um espectáculo!

      Eliminar
    2. Quem diria? Sem o boné de polícia, o polícia electrico passou-me completamente ao lado. Mas é sem dúvida uma figura pitoresca da cidade de Coimbra. Li no Expresso online que se reformou há pouco tempo.

      Eliminar
    3. Olha para ele aqui, Paulo Lisboa:
      https://www.youtube.com/watch?v=DAHMFERmxBo

      Eliminar
    4. O «Polícia Eléctrico» teve o seu «momento de glória» e a partir daí ficou conhecido a nível nacional, quando numa final da Supertaça em Coimbra, salvo erro entre o Benfica e o Porto, sacou da sua pistola e com ela em riste, tentou acalmar alguns adeptos mais exaltados.

      Eliminar
    5. Outro momento inesquecível foi na célebre manifestação dos secos e dos molhados.
      O que gozámos com ele nos cortejos de Queima por causa disso :)))

      Eliminar
  10. Lembro-me de alguém que era conhecido como Dr. Adesivo e que, de quando em vez, achava que era o Búfalo Bill e que se vestia a condizer. Andava muito pela Ferreira Borges onde frequentava, salvo erro, A Brasileira, café onde Miguel Torga tomava o seu café todos os dias. E até se metia com o médico/escritor a quem chamava Tarzan da Portagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá antonio verissimo caneira,
      Quem o meu amigo agora foi lembrar - o Adesivo.
      Uma figura pitoresca, um chato do ..... caraças.
      Quando era adolescente, e os meus primos começaram a namorar, passei umas boas tardes N' A Brasileira com eles e os amigos.
      E lá estava o Adesivo.
      E o Torga, de poucas falas, que o meu Padrinho conhecia.
      Bem haja pelas memórias que me fez reviver.
      Um abraço desde Macau

      Eliminar