30 de março de 2015

A fé que nos salva


 D. Beatriz, senhora alentejana, 80 anos, solteira, organista numa igreja da Diocese de Beja.
É admirada por todos pela sua simpatia e doçura.
Uma tarde, convidou o novo padre da igreja para ir lanchar a sua casa e ele ficou sentado no sofá, enquanto ela foi preparar um chá.
Olhando para cima do órgão, o jovem padre reparou numa jarra de vidro com água e, lá dentro, boiava um preservativo.
Quando a D. Beatriz voltou com o chá e as torradas, o padre não resistiu e perguntou-lhe o porquê de tal decoração em cima do órgão.
E responde ela apontando para a jarra:
 "Ah! refere-se a isto? Maravilhoso, não é? Há uns meses atrás, ia eu a passear pelo parque, quando encontrei um pacotinho no chão. As indicações diziam para colocar no órgão, manter húmido e que, assim, ficava prevenida contra todas as doenças. E sabe uma coisa? Este Inverno ainda não me constipei".

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Foi a Janita que me enviou, Elvira Carvalho :))

      Eliminar
  2. ~ A receita da 'mézinha' vem repetida...

    ~ ~ Não vá alguém esquecer!! ~ ~

    ~ ~ ~ Tempos saudáveis. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguém estava a esquecer mesmo, Majo.
      Sorry :)))

      Eliminar
  3. Pelo menos funcionou com a dita senhora. :-)))

    ResponderEliminar
  4. Às tantas esse achado da D. Beatriz funciona melhor do que a vacina anti gripe, Pedro!! :))

    *-*

    ResponderEliminar