10 de dezembro de 2014

O poder do contabilista (comissaire aux comptes)


O meu pai e o meu padrinho exerceram toda a sua vida profissional na área da contabilidade.
Nunca os considerei pessoas poderosas, nunca me passou pela cabeça que tivessem nas mãos a capacidade de destruir um Banco centenário.
Ricardo Salgado, de uma penada, veio contrariar em absoluto a minha percepção.
Afinal, palavra de Ricardo Salgado, que é sinónimo de verdade absoluta como todos sabemos, um contabilista pode destruir um Banco com o prestígio, a história, o pedigree que supostamente teria o Banco Espírito Santo (BES)  e todo o império edificado à volta do mesmo.
Em boa verdade não se tratava de um simples contabilista.
O meliante era um "commissaire aux comptes" (sic) que, como todos estamos fartos de saber, são bem menos confiáveis que os contabilistas, os em tempos idos tratados com desdém por mangas de alpaca.
Ricardo Salgado, o célebre DDT (Dono Disto Tudo), teve o desplante de publicamente substituir o conhecido "mate-se o mensageiro" pelo "mate-se o contabilista".
Está mais que na hora de se proceder ao devido "ajustement de comptes" com quem traiu os clientes do Banco, deixou mais um enorme buraco na economia portuguesa, uma factura cujo montante ainda não se conhece verdadeiramente, mas que vai ser mais uma vez paga pelo contribuinte português.
E o responsável por este desastre não é um qualquer obscuro contabilista nem mesmo um mais estrangeirado comissaire aux comptes.

20 comentários:

  1. Tive a pachorra, entre os afazeres da casa, ouvir as 10 horas de "nadas, versus nadas" apenas uma bela construção de palavras feitas, encomendadas, apreendidas, dadas por advogados, pois.

    Como o tempo muda, um simples contabilista afinal mora em casa própria em três países diferentes.

    Para além do culpado ser o famoso contabilista, também foi "o corte informático, blá, blá" no que toca ao BESA e o tal Sobrinho que deve ser mais afilhado.

    Esfíngico quanto basta para me causar náuseas...e nem uma palavra de gratidão para os milhares de trabalhadores que cada vez mais...dão em malucos.

    Uma vez mais, oxalá esteja enganada, a culpa irá morrer solteira lá para "nenhures".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas alguém em seu perfeito juízo acredita que um contabilista é que deita aquele império todo ao chão, Fatyly??
      Este senhor continua a gozar o pagode.
      E ainda sai impune da brincadeira.

      Eliminar
  2. Esta ópera bufa em que está transformado o nosso país e em que os contribuintes sem hipótese de fuga é que pagam extremamente caro os bilhetes , faz-me lembrar o tristemente célebre Al Capone, que foi condenado - imagine-se - por fraude fiscal!!

    Ontem foi dia de circo, com uma exibição de ódio entre Ricciardi , o impoluto, e seu primo Salgado...

    Deploro vivamente a maneira como decorrem as sessões das Comissões Parlamentares: acho que, nesse aspecto, as estado-unidenses têm um modelo muito mais adequado!

    Tudo de bom, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas comissões parlamentares (também ha disso por aqui) às vezes dão vómitos, São.
      Ver Ricardo Salgado apontar para o contabilista é do mais ridículo que se pode imaginar.
      Com a ajuda do primo, um espectáculo deplorável
      Tudo de bom também

      Eliminar
  3. ~ Não tenho conhecimentos para avaliar estas gatunagens de alto gabarito , no entanto, atrevo-me a considerar que dá a impressão que detiveram alguns para deixarem o maior à solta...

    ~ ~ Um final de dia muito feliz. ~ ~

    ~ ~ ~ Beijinhos. ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tipo pagou os três milhões da caução, Majo.....
      Beijinhos

      Eliminar
  4. E eu, contabilista, que por instantes me senti tão poderosa... ;)
    Só tretas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguma vez lhe passou pela cabeça que tinha tanto poder, Su??!! :)

      Eliminar
  5. Pedro, gastei várias caixas de Kleenex só a limpar as minhas lágrimas de crocodilo.

    Aquele abraço, meu amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo de ir às lagrimas, Ricardo.
      Ainda não consegui perceber se de riso ou tristeza.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Existem contabilistas, acredito que a maioria, com o perfil do seu valoroso pai e padrinho, mas desgraçadamente existem "contabilistas" que deveriam ir para os quintos dos infernos.
    Caloroso abraço! Saudações desalentadas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo esses contabilistas não seriam capazes de destruir um império financeiro, Amigo João Paulo de Oliveira.
      E é isso que este senhor, figura de proa do império Espírito Santo, nos quer fazer crer.
      Grande abraço

      Eliminar
  7. Estes inquéritos servem para quê??? Funciona como um tribunal?
    Não estou a ser irónica é mesmo uma pergunta fruto da minha total ignorância....
    Se me souberem responder...agradeço antecipadamente :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa pergunta, papoila.
      Lamento não ter a resposta

      Eliminar
  8. O que é preciso é livrar a água do capote... a culpa até podia ser da senhora da limpeza, desde que os mandões conseguirem livrar a água do capote... Que pouca vergonha!!

    ResponderEliminar
  9. Coimbramigo

    Mas, se eu não fiz nada para quê esta palhaçada?... Vendo bem as coisas o culpado - o único culpado - foi o estagiário de ajudante de auxiliar de praticante. Mai nada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FerreirAmigo,
      Como diz um amigo meu, a culpa de certeza que é do primo do tio da avó da moça.
      Não há cu que aguente, porra!!

      Eliminar