24 de setembro de 2014

Uma opção muito arriscada


Confirmando os sinais que se vinham avolumando nesse sentido Fernando Santos será hoje apresentado como novo seleccionador português.
À beira de completar 60 anos, Fernando Santos consegue a proeza de treinar os três maiores clubes portugueses (Porto, Benfica e Sporting) e a Selecção Nacional.
O que é ainda mais relevante, e surpreendente, se pensarmos que estamos perante um treinador cinzentão, sem rasgo, sem chispa.
Espero estar errado na minha avaliação, mas julgo que Fernando Santos não é o timoneiro que a nau Selecção Nacional neste momento necessitava.
Por várias razões:
I) porque não é um treinador para fazer a renovação absolutamente essencial nesta fase em que uma geração está a terminar a sua carreira e outra a dar os primeiros passos (Fernando Santos só conseguiu algum sucesso com equipas que já estavam montadas, que já tinham uma dinâmica própria, como o eram o Porto e a equipa nacional grega); 
II) porque é um treinador que precisa de ter atrás de si uma estrutura muito forte para ter sucesso (precisamente o que aconteceu no Porto e na equipa nacional grega, em contraponto com o que sucedeu no Benfica e no Sporting); 
III) porque não acredito que seja um treinador capaz de ter pulso suficiente para dominar um balneário cheio de vedetas e pseudo-vedetas (Fernando Santos, que se descrevia a si próprio como alguém com cara de quem anda permanentemente com azia, não é um disciplinador, um líder nato); 
IV) porque está sujeito a um castigo pesadíssimo, imposto pela FIFA, que o pode afastar do banco durante muito tempo (confiar que esse castigo, de oito jogos de suspensão, vai ser reduzido, é uma autêntica aposta na roleta russa).
Confesso o meu desapontamento com esta escolha da Federação Portuguesa de Futebol.
E confesso que cheguei a acreditar que, depois da saída de Paulo Bento, ainda muito mal explicada nos seus contornos e a fazer adivinhar mais lavagem de roupa suja em público, a Federação Portuguesa de Futebol fosse apostar num técnico estrangeiro, totalmente estranho aos jogadores, com uma personalidade forte e com indubitável capacidade de liderança.
O escolhido foi Fernando Santos.
E não vou cair no lugar-comum de dizer que é agora o meu seleccionador.
Seria hipócrita e falso.
Porque temo que esta opção, muito arriscada, se venha a revelar um grave erro de casting.
Com sérias consequências para a tal nau Selecção Nacional neste momento a dar a sensação de andar muito à deriva.

27 comentários:

  1. Não me convence e nem sei bem porquê.

    É intuição feminina.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pérola,
      Quem me dera ter uma mulher a presidir à FPF! :))
      Porque acredito que esta opção vai dar barraca da grossa.
      E não é intuição masculina, é olhar para a personalidade do treinador, o seu currículo, as actuais condições no interior da FPF e da própria equipa.
      E, uma pergunta que não fiz no post, se a FIFA mantiver o castigo?
      O treinador vai estar no banco no último jogo.
      Isto faz algum sentido?
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Pedro,
    aos costumes disse, sou amigo da família Santos.
    No entanto, também acho que Fernando Santos não deveria ter sido o "escolhido" por duas ou três razões que passo a explanar:
    1 - Ser Seleccionador de Portugal não é profissionalmente estimulante;
    2 - Portugal é comandado não pelo Presidente da FPF ou pelo seleccionador, mas sim por um bando de crápulas mercenários que se intitulam ... jogadores;
    3 - Por fim, o Fernando irá sair chamuscado após o terminus do contrato e, para muito pena minha, com a alma amachucada.

    Quanto ao resto dizer que o Fernando foi campeão da Grécia pelo Panatinaykos e pelo Olympiakos e fez o PAOK renascer das cinzas, o homem é adorado na Grécia por todos os adeptos do futebol e o Pedro sabe o quão difícil isso é naquele país.

    Aquele abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa de ser amigo da família Santos foi uma surpresa, Ricardo.
      O engenheiro do penta vai ser o primeiro a arrepender-se desta decisão.
      Vão torrá-lo, Ricardo!
      O começar pelo seu conterrâneo Ronaldo que agora anda com a mania de ser mais que o magnífico jogador que é.
      Fernando Santos, castigado pela FIFA, à frente de um equipa cheia de anti-corpos (não esquecer os interesses que ali gravitam à volta)?
      Espero estar enganado, Ricardo.
      Mas vai um barraca tão grande que, como comentava um amigo meu, o Fernando Santos se vai ver grego com esta.
      Aquele abraço!

      Eliminar
  3. Pois devo informar vossa excelência que é um assunto sobre o qual não tenho opinião e, sinceramente, mais do que a falta de um bom seleccionador aborrece-me a falta de qualidade dos jogadores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Timtim Tim
      Uma grande verdade.
      Se descontarmos Ronaldo, agora com a mania que manda em tudo, qualidade é cosi que não há em abundância
      Para quem não tem opinião, exprimiu uma opinião muito válida!! D

      Eliminar
  4. Embora não seja, neste momento, grande adepto futebolístico, estou absolutamente de acordo contigo, Pedro !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo,
      Repito o que comentei com o outro Ricardo :))
      O Fernando Santos vai ser o primeiro a lamentar esta decisão.
      Oxalá esteja errado

      Eliminar
  5. Nota prévia: a não ser Fernando Santos teria sido Roberto Mancini.
    Que diferenças existem entre estes dois homens? Para já, um é português, outro italiano. Quanto ao resto, nada de destaque.

    O Pedro diz bem quando afirma que (...) "um treinador que precisa de ter atrás de si uma estrutura muito forte" (...)
    Haverá melhor oportunidade para criar, na selecção, uma estrutura muito forte?
    Já sei, Pedro, para criar essa estrutura, pessoas como João Vieira Pinto e Humberto Coelho (doiis exemplos apenas) têm que saír. Tem a palavra Fernando Gomes.

    O balneário não é, muitas vezes, dominado por quem se quer impôr mas sim por quem é aceite pelo grupo de atletas.

    Fernando Santos pode sentar-se no banco aquando do jogo com a França. Antes disso, apenas não pode sentar-se nele, no banco.

    Acredito em Fernando Santos.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mancini, António?!
      Onde é que há cacau para pagar a um gajo desses?
      Mas acreditaria muito mais num treinador estrangeiro, e estranho a esta marralha, do que em Fernando Santos.
      Vão dar cabo dele, António.
      A tal porcaria na Federação vai engoli-lo inteirinho!
      Mais uma vez, oxalá esteja enganado.

      E o castigo, repito, é um handicap tremendo, António.
      Faz-se uma qualificação sem o treinador no banco?
      Acredita que a FIFA reduza o castigo.
      Oxalá assim seja,
      Mas até nisso sou pessimista.
      Aquele abraço!

      Eliminar
  6. Uma opção conservadora por parte da Federação. Não sei se Fernando Santos terá capacidade e vontade de fazer a tal renovação da selecção! Há muitos jogadores que deixaram de ter utilidade e vários que sendo úteis dificilmente serão convocados devido a vários interesses instalados!

    Quero muito acreditar no sucesso de F.Santos. Outra questão completamente diferente é a realidade!
    Outro dos perigos para o seleccionador será Ronaldo... se os maus resultados se mantiverem!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carpe diem,
      Fernando Santos (opinião generalizada e que o Ricardo Meneses poderá corroborar) é uma boa pessoa.
      Precisamente o oposto do que seria necessário neste momento naquela casa desarrumada, diria eu.
      Com tanta máfia à volta dele, a mesma que conseguiu liquidar um durão como o Paulo Bento, não vejo grande futuro nesta escolha.
      Abraço

      Eliminar
  7. Tomara que ele te surpreenda e tenha um bom resultado. O que resta é torcer para ele levar avante o time.
    Tenha um ótimo dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anajá,
      Este é um daqueles momentos que torcemos para não ter razão na opinião que emitimos.
      Repito o que já comentei - oxalá eu esteja enganado na minha avaliação.
      O dia aqui está a acabar (22.30)
      Mas foi muito bom.
      E amanhã também vai ser.
      Para mim é para si.

      Eliminar
  8. Como bem sabes não gosto de futebol, embora leia as notícias sobre a máfia ou máfias que envolvem todos os clubes sem excepção e sobretudo as selecções. Tudo pago pela FIFA, nada entra dos contribuintes de cada país... claríssimo como água...mas de um pantanal, onde mudam as moscas e a "...." continua igual.

    Não o conheço pessoalmente, mas sei que Fernando Santos é uma excelente pessoa e os feitos na Grécia mostram isso, porque cativar aquele povo não é para qualquer estrangeiro, certo? Mas ao contrário do Bento, ele impõe-se e será como ele quer, porque alguns jogadores como por exemplo o Ronaldo que tanto mal dizem do rapaz, o que foi que ele disse no falhanço no Brasil? Pois é...os jogadores serão sempre as peças fundamentais numa equipe, quer se goste ou não...e recordo muito bem a equipe de Eusébio e mais recente a do Figo.
    Ser português é dizer mal de tudo e de todos antes do tempo (isto em todas as áreas), quando devemos parar para pensar, meditar, porque a "coisa" ainda não começou e já há batalhas escritas entre quem apoia ou não, quem gosta e não gosta...e caramba lá vem a onda anti-Ronaldo, quando este é o que é, mas para ser o que é tem de ter uma equipe, mas é o que é...e maisnada:):):)

    Isto aplica-se a tudo, mas tudo...como é possível eu opinar se o homem irá ser bom (isso já é por natureza, um charme:) ) e não me importava nada de ganhar o que ele e outros ganham.

    Pedro, acho que desta vez vais perder, portanto não apostes nada, faz como eu...fica com os dos pés atrás e não entre "em campo" fora de jogo hehehehe

    Um enorme abraço e o que me ri com os comentários:):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu espero bem estar enganado, Fatyly.
      Mas o facto de Fernando Santos ser tido como uma boa pessoa ainda me faz temer mais pelo seu futuro.
      E prefiro exprimir já um opinião do que fazer-lhe a caminha lá mais para a frente.

      Já o Ronaldo, sendo um jogador único, o melhor e mais completo que vi jogar (já escrevi isto tantas vezes) está a querer ter muito poder dentro e fora do campo.
      Quando se devia limitar a jogar à bola.
      Já são demasiadas encrencas com ele, e com treinadores diferentes, para ser coincidência.
      Vai ser Fernando Santos a dar-lhe uma lição?
      Não creio.
      Mais uma vez, oxalá esteja enganado.

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Falando de Ronaldo, agora diz-me uma coisa, sendo ele como é - muito, mas muito profissional - depois de uma época desgastante, com uma lesão que poderia dar muito mau resultado, afinfa dois golos já nem sei contra quem e leva a selecção ao Brasil. Como ele, outros nas mesmas condições.
      Mas pior do que isso, foi a escolha do local para onde foram, num hotel de luxo de um tal Costa (se não me engano), dois ou três dias antes, com tudo...mas a horas de distância dos estádios, onde o calor é sufocante (para mim não seria porque nasci e vivi ainda 26 anos na minha terra com a mesma carga de calor e humidade, mas treinei natação competitiva até aos 18 e o efeito sobre os músculos ui, ui)) e outras coisas tais por alma de quem? Quanto é que a FPF não terá ganho por debaixo da mesa com tão "idílica" escolha? Depois quantos treinos houve entre o da África do Sul e do Brasil? Pois é...e as lesões vieram de enxurrada.

      Já agora, eu que não percebo nada, qual o quantitativo da indemnização de rescisão do contrato do Senhor "a...a...a...Bento"?

      Fernando Santos sabe muito bem quem é o Ronaldo e do seu poder com todo o mérito, ao contrário de outros e quem te garante que Ronaldo não será mais compreendido?
      Quando alguém diz: que não joga para arranjar "amigos", mas sim para ser altamente profissional...diz tudo. Claro que ele tem amigos, mas na entrevista percebeu-se bem a que tipo de amigos se referia!

      Tem lá calma rapaz, deixa a bola rolar e preocupa-te sim com outras coisas que nos colocam "com os cabelos em pé e agoniados"!

      Beijocas

      Eliminar
    3. Paulo Bento terá embolsado meio milhão de euros, Fatyly.
      Tinha direito a bem mais (renovar um contrato antes de uma competição dá nisto!!) mas ficou-se "só" pelo meio milhão de euros.

      Toda a operação Brasil me fez recordar o que se passou na Coreia/Japão, com passagem por Macau.
      Tudo feito em cima do joelho, borga, falta de profissionalismo, um desastre.

      Se há alguém que é fã do Ronaldo, esse alguém sou eu, Fatyly.
      Mas o comportamento dele nos últimos tempos tem deixado muito a desejar.
      Está a precisar de um puxão de orelhas como aquele que lhe deu o Ferguson.
      E não creio que Fernando Santos seja o homem indicado para isso.

      Mais uma vez, espero bem estar enganado na minha avaliação.

      Beijocas

      Eliminar
  9. É certo que a opção tem riscos, Pedro, mas nesta altura não vejo melhor nome do que ele para seleccionador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos,
      Eu apostava num treinador estrangeiro, durão, que os jogadores não conheçam, que os ponha no lugar.
      E que ponha no lugar também a estrutura federativa.
      Vai ser o Fernando santos a fazer isso?
      Duvido muito.

      Eliminar
  10. Costumo ler os posts sobre futebol, que por norma não comento, hoje digo é bom que o Pedro se engane mesmo.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também quero estar errado, Adélia.
      Há momentos em que a gente até gosta de errar.
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Quando se contrata um treinador/seleccionador que nem pode estar no banco...mas fica a ganhar bastante para pôr no banco! :)

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só esse handicap deveria conduzir a outro desfecho, Rosa dos Ventos.
      O castigo está confirmado, segue-se o recurso.
      Com resultados imprevisíveis, num momento em que o seleccionador devia ter a cabeça limpa e concentrar-se apenas no seu trabalho.

      Eliminar
  12. O homem é Santos. Terá algum que lhe valha neste empenho?
    A Federação precisa de uma desinfeção com lixívia pura. Há por lá muita...
    A começar pelos "avençados" do sistema e a terminar na equipa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E passando pelo montão de interesses que gravita à volta daquela gente toda, Agostinho.
      O Fernando Santos, se eu tiver alguma razão no que escrevo, vai arrepender-se desta decisão.

      Eliminar