10 de setembro de 2014

Prometo uma crise política?


Lêem-se e ouvem-se as mais diversas análises tendo como tema o debate de ontem entre os candidatos à liderança do PS.
O debate dentro do partido que será governo quando a actual coligação perder o poder.
Uma questão de tempo, como todos já percebemos.
Para quem quer ser, e vai ser, governo, as propostas políticas apresentadas foram muito poucas.
Curiosamente a que mais se destacou foi apresentada por António José Seguro e ficou a meio caminho entre Groucho Marx (nunca seria membro de um clube que aceitasse um tipo como eu para membro) e a plataforma de candidatura presidencial de Manuel João Vieira (só desisto se for eleito).
Prometer que se demite do cargo de primeiro-ministro, e consequentemente provoca uma crise política, caso se veja obrigado a aumentar impostos, não é só irresponsável e populista, meu caro António José Seguro.
É cómico, é risível.
E a comicidade e o humor devem ser deixados para os Groucho Marx e Manuel João Vieira deste mundo.
Não para um dos mais fortes candidatos à governação de um país.

22 comentários:

  1. Mais uma do "jovem" mais velho de Portugal, Pedro.
    Eu se votasse nas "primárias" do PS não tinha dúvidas, porém, lamento o timing escolhido por António Costa.
    Como dizia o outro "é a vida"!!!😂😂😂😂
    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para tiro no pé, foi óptima, Ricardo.
      António Costa continua a jogar à defesa.
      Afinal o que é que ele quer para o País??

      O que é se passa com o Blogue, Ricardo?
      Abandonou?

      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Vi os últimos dez minutos do debate e os excertos que passaram nos blocos noticiosos.

    Mas ainda ouvi essa pérola de se demitir se tiver que aumentar impostos !

    Se calhar o melhor mesmo é não fazer promessas e deixar de se armar em vítima.

    António Costa tem muito mais experiência, deveria ter avançado na altura própria e eu gostaria de lhe ouvir propostas mais concretas.

    Enfim, são os políticos que temos ...

    Espero que o tempo esteja bem melhor do que aqui: chove!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a ver o ouvir muito lavar de roupa suja, São.
      E não é isso que as pessoas querem ouvir.
      O que querem ouvir são propostas concretas, alternativas de governação.
      Estes tipos estão a fazer o jogo que mais convém à dupla Passos/Portas.

      Por aqui estamos com dias lindíssimos.
      Mas muito quentes.
      Mais uns dias e começa a épica mais agradável do ano em termos de clima - mais fresco e com menos humidade

      Eliminar
  3. Curiosamente - ou não - ninguém quer cortar, nem governo nem oposição, nas aquisições de serviços. Vá lá saber-se porquê. E nem sou eu que vou sugerir porque é aí que estão as grandes negociatas.

    Também quanto às autarquias também ninguém pia. Deviam, quando o Relvas mandou fazer o apuramento da divida, cerca de dez mil milhões. Hoje, provavelmente e juntado todo o "universo" autárquico, o bolo deve ser ainda maior. Mas obrigá-las a pagar...não é coisa que interesse, Pelo contrário. Não dá votos e ainda era capaz de aborrecer os caciques locais que, quase sempre, decidem a eleição do querido lider...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kruzes Kanhoto,
      Como referi na resposta anterior, estou a ver e ouvir muito poucas propostas políticas.
      As zangas dos Antonios não me interessam nada.
      Resolvam-nas ao estalo se quiserem.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. E eu remeto para resposta que deixei à São, Maria do Sol.
      O Passos e o Portas é que se vão rindo.
      Abraço

      Eliminar
  5. Está acontecendo eleições ai também? Meu Deus a politica tomou rumos inacreditáveis. Aqui parece uma briga de ladrão nas esquinas, os presos foram soltos dos presídios e estão concorrendo a eleição presidencial.
    É patético ver os debates, eles nunca respondem o que é perguntado.
    Aqui estou sem opção de candidato, espero que por ai estejas com alguma opção.
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anajá,
      Estas são eleições em Portugal para escolher o líder do Partido Socialista.
      Mas, entre os dois candidatos, o que se tem ouvido são trocas de acusações.
      Ideias?
      Pouco, ou nada.
      Votos de uma óptima semana também

      Eliminar

  6. Eu até me ria... só que que infelizmente isto é mais uma questão para chorar! :(
    Pedro, entendes agora porque abomino políticos e fujo de falar de política!?

    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Coimbramigo

    Concordo em grande parte contigo, mas...
    ... para mim foi um (quase) empate: Costa 50,1%, Seguro 49,9%. No entanto e por isso a diferença, o Tozé foi malcriado (eu não escrevi mal criado, muito menos mau criado...) No restante, as diferenças não se notaram muito. Volto atrás. O verdadeiro resultado foi 50,4% para AC e 49,6% para AJS, porque este também chamou (implicitamente) velho caduco e ultrapassado a AC:

    Por mim(*) pelo seguro vou votar Costa

    (*) Militante do PS n.º 1033, já vindo da JASP e da ASP; o que quer dizer que sou um velho caduco e ultrapassado...

    Abç

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FerreirAmigo,
      O que eu queria ver de ambos era a apresentação de propostas de governação.
      Porque, ganhe quem ganhar, será muito provavelmente o próximo primeiro-ministro.
      E vai afinal fazer o quê de diferente da actual governação?
      Pelo que já ouvi do debate de ontem continuámos na mesma onda.
      "Fica-te mal, António"
      "A ti é que te fica mal, Tozé"
      Como é aquela asneira acabada em "-se"?
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. ~ ~ Concordo com a São: é o que temos disponível e há que optar.

    ~ ~ ~ Bom restinho de festa, em ambiente familiar. ~ ~ ~

    ~ ~ ~ ~ ~ Beijinhos. ~ ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      Não são capazes de melhor que isto?
      Não são capazes de melhor que ataques pessoais?
      É esta a alternativa que apresentam à dupla Passos/Portas?
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Pedro, com a minha idade, já ouvi de tudo. Infelizmente quase sempre mentira. Não gosto de fazer mal a mim próprio. Respeito quem tem tempo para ouvir os políticos portugueses ou estrangeiros, eu não o perco, sejam eles de que quadrante político forem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá vou ouvindo para poder perceber se aparece alguém que me motive.
      Até agora, zero!

      Eliminar
  10. Caro Pedro, apanhou-o mesmo "na testa, não comerá mais crianças no caminho da floresta". O homem tem um defeito, como se tem visto desde que vestiu o colete: fala de mais com a ansiedade de quem quer ser notado. Se fosse esperto teria aceitado o desafio de Costa sem rodriguinhos. Barricou-se com birra à espera que as pessoas mudassem de opinião (por exaustão?) e não perceber que era ele que deveria ter mudado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo que ouvi, ontem foi ataque cerrado dos dois lados, Agostinho.
      E o Passos e o Portas a rir.

      Eliminar
    2. Não são só o Passos e o Portas a rir, também o Bloco da Esquerda e os comunistas estão a rir-se à brava com este teatro socialista.

      O governo actual é péssimo, mas estes dois galos de combate não vão governar melhor.

      Bom fim de semana, Pedro!

      Eliminar
    3. Mudar as moscas não é o que precisamos, ematejoca

      Eliminar