15 de setembro de 2014

Advogada


O sujeito foi ao clínico geral, com o saco inchado. O médico disse que era uma inflamação no testículo ESQUERDO, nada grave etc, etc, mas recomendou a procurar um ESPECIALISTA que iria indicar.
Quando ia lhe dar o cartão de um colega UROLOGISTA, enganou-se e deu o cartão de uma ADVOGADA.
O cara marcou hora e estava lá diante da ADVOGADA, achando que era UROLOGISTA:
Advogada:- Em que posso ajudar? 
O sujeito abaixou as calças e mostrou:
- Como a senhora está vendo doutora, estou com uma inflamação no testículo ESQUERDO. 
A advogada ficou olhando a cena, sem entender absolutamente nada, e disse:
- Meu amigo, a minha especialidade é o Direito. 
Aí o sujeito exclama:
- Putz! Vai ser ESPECIALISTA assim lá na puta que pariu!

12 comentários:

  1. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse que o gajo, como vocês dizem, era muito promíscuo e contraiu esta inflamação no testículo esquerdo devido a uma doença venérea. Depois que ele finalmente foi consultar o urologista ficou arrasado, porque soube que a inflamação transformou-se num câncer. Mesmo tirando o testículo esquerdo a doença avançou e depois ele precisou tirar o testículo direto. Mas o câncer se alastrou e após longo sofrimento, por conta das dores atrozes e quimioterapia deixou de existir.
    Seu corpo foi cremado e suas cinzas lançadas no rio Tejo do alto da Ponte 25 de abril.
    Pobrezinho...
    Caloroso abraço! Saudações cassandristas!
    Até breve...
    João Paulo de OIiveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afinal foi uma tragédia do c#%^*lho, caro Amigo João Paulo de Oliveira.
      Literalmente! :))))

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Mais especialização que isto não parece que seja possível, Ricardo :)))

      Eliminar
  3. Lá especializada era a senhora! O pobre paciente é que foi bater à porta errada!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas a especialidade era outra, carpe diem
      A língua portuguesa é mesmo muito traiçoeira :)))
      Abraço

      Eliminar
  4. ahahah... Aqui o "direito" até poderia ter duas interpretações ! rsrs ... Olhe se o paciente pensava que era a outra ? ... :)))
    .

    ResponderEliminar
  5. E o que dá para Direito...não dará para Esquerdo?????

    Há pessoas com azar...:))))

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso era mesmo Direito com maiúscula, Janita.
      Se fosse com minúscula .......:)))

      Eliminar
  6. Respostas
    1. As confusões linguísticas são lixadas, Gábi :)))

      Eliminar