12 de junho de 2014

A bola vai começar a rolar


Estamos a poucas horas do jogo Brasil/Croácia, o jogo de abertura do Mundial de Futebol 2014.
No próximo mês a atenção de muitos milhões de pessoas, um pouco por todo o Mundo (todos os Continentes estão representados na prova), vai desviar-se dos problemas habituais do dia a dia para se focar nas notícias que chegam do Brasil.
Portugal, apurado mesmo em cima da meta (já é hábito), não foge a esta regra.
A crise, os desmandos de alguns senhores, a discussão política, cederão temporariamente o lugar à Brazuca e às paixões a esta associadas.
Quando se aborda este tipo de provas a pergunta que todos fazem é - quem são os favoritos à vitória final?
Directamente ligada a esta uma outra, esta já mais de um ponto de vista estritamente português - estará Portugal entre esses favoritos?
Começo por esta última - não incluo a Selecção de Portugal no lote de favoritos.
Sejamos realistas - Portugal tem uma equipa pouco mais que vulgar, na qual se inclui um jogador invulgar.
Muito do que estes 23 jogadores vierem a fazer neste Mundial estará dependente do que fizer esse jogador.
Com um Ronaldo inspirado, e em boas condições físicas, Portugal poderá incluir-se num lote de equipas que poderão ser consideradas outsiders na luta pelo título e que poderão fazer uma prova interessante, as "coisas bonitas" de que falava Artur Jorge.
Estão nas mesmas condições as selecções francesa, italiana, belga, uruguaia, colombiana, por exemplo.
O lote de grandes favoritos, numa opinião muito pessoal, é encabeçado pelo Brasil.
Os brasileiros dispõem de um lote de jogadores fenomenais, com grande experiência nas mais fortes ligas europeias, jogam em casa.
Sobra sempre a dúvida - será que têm uma equipa?
A mesma dúvida se coloca acerca de holandeses e argentinos.
Grande equipa, e grandes jogadores, são características que têm que se reconhecer a espanhóis e alemães.
Deste conjunto de selecções, se não houver grandes surpresas, sairá o vencedor do torneio.
Seria muito bom que estivesse enganado e que os portugueses fossem a tal grande surpresa.
Mas não acredito.
A bola vai começar a rolar, é redonda, são onze de cada lado, e pode bem acontecer que Gary Lineker tenha razão - no fim, ganha a Alemanha.

28 comentários:

  1. Respostas
    1. Não sei, Catarina.
      Fico sempre na mesma dúvida - têm uma boa equipa, um bom conjunto?
      Individualidades têm.
      Mas isso não chega.
      E uma dúvida que será fundamental neste Mundial - quem é que está melhor fisicamente?
      O campeão também passará muito por aí.

      Eliminar
  2. Da mesma forma que Portugal vive de Ronaldo e que por ele pode passar o sucesso, apesar da sua indesmentível incapacidade física, o Brasil funciona com vários 'Ronaldos' que face à sua real classe, podem fazer 'miséria'.
    Se a 'luta' fosse entre portugueses e brasileiros, os 'brazucas' ganhariam por KO ao primeiro assalto.
    Tenho muitas dúvidas em relação à selecção portuguesa. Mesmo com Ronaldo em bom nível, situação pouco provável, a manta é curta.

    Hoje (5ª feira) faremos um diagnóstico ao Brasil, ante uma selecção que apresenta sempre bom futebol (Croácia).

    Há selecções que por força da utilização dos seus jogadores nas diversas provas envolvidos, estarão cansadas. A Espanha, desde logo.

    Outros países, com jogadores de grande nível podem subir ao pódio. Alemanha, Argentina, Holanda, para não falar de um qualquer 'outsider' (atenção ao Gana, por exemplo) que surgirá certamente.

    Temo que Portugal não passe da fase de grupos. Aguardemos, tranquilamente.
    Favorito? Para mim, o Brasil.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, António - o factor cansaço/condição física vai ser determinante para se saber quem poderá ser vencedor.

      O Brasil é, para mim, o grande favorito.
      Tem grandes jogadores em todas as posições e grandes jogadores no banco, na retaguarda.
      E tem um país inteiro a puxar por eles.

      Depois há os eternos Alemanha, Espanha, Holanda, Argentina.

      E há uma série de equipas que podem fazer miséria - França, Itália, Bélgica, Colômbia, Uruguai.
      Nos africanos não acredito porque dão sempre barraca.

      Portugal, repito, é uma equipa pouco mais que vulgar.
      Tem é um jogador de todo invulgar.
      E vive quase exclusivamente dele.
      Não chega para lutar pelo título.
      Oxalá esteja enganado.

      Role a bola!!

      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Espero que logo à noite possa ver a abertura da COPA porque nisso os brasileiros são uns craques. Quanto ao resto não verei porque é modalidade que não aprecio. Temos lá uma selecção ou teremos antes um Ronaldo que por acaso é o melhor do mundo? Mas o rapaz deu o seu melhor na equipe onde trabalha e em termos profissionais ele também é o melhor. Mas cansado oxalá que no primeiro embate não o lesionem ainda mais porque o pormenor da sua lesão é comentada à exaustão e isso é bom? Basta um adversário querer...que lhe dão cabo da perna ou sei lá eu!

    Para vocês amantes do futebol que desfrutem ao segundo e a todos os brasileiros que tenham depois...melhores dias na sua já tão difícil vida!

    Um abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é outra dúvida, Fatyly - qual é a condição física de Ronaldo?
      Eu vou de férias daqui a dias.
      E não sei se, e quando, poderei acompanhar os jogos.
      Aqui seria complicado - horários horríveis.
      Um abraço

      Eliminar
  4. Quando a seleção brasileira entrar em campo nesta quinta-feira (12/06) para enfrentar a Croácia na partida inaugural do Campeonato de 2014, as estatísticas estão a seu favor.
    Nunca um país anfitrião de um Mundial perdeu na sua estreia, nem mesmo quando seleções de menor expressão como África do Sul, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos e Suíça foram as organizadoras.

    O MEU FAVORITO: PORTUGAL!

    O Brasil vai ganhar o campeonato de 2014!


    PS: Houve um acontecimento que abalou a minha vida, no entanto, vou tentar não desaparecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais importante é que esteja bem, ematejoca.
      Acompanhando as notícias, o que se viu assustou um bocado.

      No que diz respeito ao Mundial, repito - o Lineker não terá razão? No fim, ganha a Alemanha?
      Não me admirava nada.

      Eliminar
  5. Essa frase de Lineker tem muita piada, mas há muito tempo que a Alemanha não é assim tão forte,

    Concordo com a análise que faz e não tenho grande esperança no futuro da nossa Selecção, porque Ronaldo não costuma jogar aí como o faz nos clubes por onde tem passado.

    Gosto de futebol, acho muito interessante o jogo em si,,,mas , aqui ,já se ultrapassou todos os limites mesmo antes do Mundial...agora, então, é melhor nem falar .

    A programação televisiva é paupérrima , muitissimo pior do que a de Estado Novo, que ainda tinha programas com Vilaret, Nátália Correia, Mourão Ferreira, Homem de Melo, teatro,..

    Agora são doses maciças e diárias de telenovelas, futebol e programas de baixíssimo nível .Como se não bastasse, os progrmas que vale a pena ver são emitidos à meia-noite ou mais tarde ainda.

    Desculpe o tamanho e seja feliz :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou a Portugal dentro de dias, São.
      O que tenho constatado das poucas vezes que aí vou é exactamente o que diz - o muito pouco que tem algum interesse ver, em termos de programas televisivos, é emitido a horas tardias.
      O horário nobre é preenchido com chouriçada, enlatados do mais reles possível.

      Farto-me de ler quando aí estou.
      Fico em casa com a família (é raro ver a família que aí está tenho que passar algum tempo com eles) mas não me peçam para ver essas porcarias.
      Vou para o escritório ler.

      Não acredito que tenhamos grandes chances de fazer um brilharete neste Mundial.
      Oxalá esteja enganado, mas não acredito.
      Lá vou eu ler mais um bom bocado quando aí estiver.

      Comente sempre, escreva tudo o que lhe apetecer.
      Eu só agradeço.

      Como dizia o Solnado - faça-me o favor de ser feliz :))

      Eliminar
  6. Penso que os portugueses não estão, ao contrário de outras edições da prova, muito "vidrados" no Mundial, Pedro.

    E não estão porque, ao contrário de outros anos, acham que os gastos com estadia, alojamento e prémios dados às nossas "vedetas" atingiram valores pornográficos e muito acima das reais possibilidades do País.

    Quanto aos meus favoritos são Espanha, Holanda, Itália, Alemanha e França, meu caro.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixa o Brasil e a Argentina de fora, Ricardo?
      Vamos ver.
      Acredito que, tal como acontece no Brasil, os portugueses estejam agora mais preocupados com outras coisas.
      Mas deixe a bola começar a rolar e vai ver a alteração desse padrão, Ricardo!
      Dos três "F", o futebol é o único que nunca cai.
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  7. Parece que Portugal está em 5º lugar dos favoritos!
    Eu torço por Portugal!
    Precisamos de alguma alegria e já que não vem de outro lado que venha daqui!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também torço por Portugal, Rosa dos Ventos.
      Mas isso não me impede de ver que estamos longe do potencial de outras equipas.
      Vou mais longe - este primeiro jogo, contra a Alemanha, pode ser fundamental para o que vier depois.
      Uma má exibição, e um mau resultado, podem deixar cicatrizes difíceis de apagar num torneio tão curto.
      Abraço

      Eliminar
  8. A selecção nunca mexeu muito comigo. Fico, obviamente, satisfeito quando ganha mas sou incapaz de pular e gritar instintivamente quando marcam um golo. Isso só me acontece com o GLORIOSO SLB.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Krises Kanhoto,
      Acho que isso acontece com a maioria das pessoas - o fervor clubista é superior ao encanto com a Selecção.
      Não sei se está bem, ou mal.
      É assim.
      Eu sou portista, já agora :))

      Eliminar
  9. Futebol não é euromilhões em que um cara vai ao quiosque gasta umas moedinhas e tem hipótese de ganhar.
    Por Portugal ter o "melhor" jogador do mundo (há muita gente com aquela fézada da lotaria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um jogador pode desequilibrar, Agostinho.
      É o caso do Ronaldo.
      Mas não faz uma equipa.
      E é o colectivo que vem antes de tudo.
      A nossa equipa, sem contar com o Ronaldo, é muito forte?
      Sejamos honestos connosco próprios - não, não é.

      Eliminar
    2. Pedro o comentário ficou incompleto, por isso, continuo:
      ...da lotaria) não quer dizer que ganhe. Habilitado à sorte está mas pela lei das probabilidades as hipóteses são muito reduzidas. Se tivesse uma boa equipa (como já teve) potenciada pelo Cristiano Ronaldo a 100%, aí sim, poderia disputar com o Brasil, a Alemanha, a Argentina, etc. de igual para igual.
      O que poderemos desejar é que tenha uma participação briosa e que chegue o mais longe possível. Se chegássemos à meias-finais seria um feito glorioso.

      Eliminar
    3. Estamos em sintonia total, Agostinho

      Eliminar
  10. ~
    ~ Faço minhas as palavras da Leo, no comentário precedente.

    ~ Quanto ao resto, tens a maior razão e os teus pareceres parecem-me perfeitos.

    ~ Valham-nos os nossos e todos os santinhos-- populares e eruditos!

    ~ ~ ~ Que a sorte nos favoreça! ~ ~ ~

    ~ ~ ~ ~ ~ ~ B e i j i n h o s. ~ ~ ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com um pouco de sorte, com muita inspiração e muita transpiração, até podemos fazer uma boa prova, Majo.
      Lutar pelo título?
      Não acredito.
      E não vale a pena construir castelos de areia.
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Como é do seu conhecimento sou um néscio futebolístico e, nesta condição, padeço sobremaneira em anos de Copa do Mundo de Futebol, porque enquanto meus patrícios ficam em estado de frenesi faço parte da minoria da população que não vibra. É dificílimo "remar contra a maré".
    Nesta Copa do Mundo, o que me deixa exasperado é saber tudo o que teve nos bastidores para que a minha amada Pátria, que ainda tem palmeiras e sabiás (não sei até quando...) sediasse o Campeonato.
    Apesar do fanatismo da maioria dos meus patrícios por esta modalidade esportiva a insatisfação é generalizada dividindo opiniões sobre a pertinência de sediarmos a Copa do Mundo, a custa de muita corrupção e vultuosos gastos do erário público na construção de estádios e outros equipamentos públicos, enquanto a Saúde, a Educação, o Transporte e a Segurança Pública não atendem preceitos Constitucionais, que estabelecem a universalização e serviços de qualidade as todos os brasileiros.
    Li no periódico paulistano "Folha de São Paulo", na edição de hoje que os turistas estão estupefatos ao se darem conta que nem parece que estamos a sediar um Campeonato de Futebol devido a falta de clima de festa que, nos viés dos turistas, deveria imperar aqui.
    Apesar de não vibrar, espero sinceramente que vença a melhor Equipe Futebolística, sem que tenha interesses escusos e sórdidos nos bastidores da FIFA.
    Caloroso abraço! Saudações desalentadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo João Paulo de Oliveira,
      Estou em crer que essa festa vai começar hoje.
      Quando a bola começar a rolar muitas dessas agruras ficarão em segundo plano e o Brasil vai vibrar com a Copa.
      Que, comungo do seu desejo, espero que seja um sucesso.
      Em todos os aspectos.
      Até na possibilidade de trazer para a ribalta esses problemas que, por vezes, estão esquecidos.
      Sem batota, com fair play, que ganhe o melhor.
      Grande abraço!

      Eliminar
  12. Espanta-me sempre que os portugueses sejam tão otimistas em relação aos resultados da seleção: parece que 11% acredita que Portugal vai vencer o mundial e quase 40% que estará nas meias finais. Não percebo nada de bola, mas mesmo que Ronaldo seja muito bom, sozinho não faz uma equipa...

    Mas pronto, esperemos que deem luta e tentem ganhar... pelo menos tanto como as outras seleções! ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Teté.
      Uma equipa pode melhorar muito com a prestação de um jogador excepcional.
      Mas, para que isso aconteça, tem que haver a EQUIPA.
      Sem isso......
      Beijocas

      Eliminar
  13. Eu não vejo jogo nenhum, mas já que Portugal lá está, gostaria que ganhasse, também penso que tanto o Brasil, Portugal existe tanta miséria e, de facto o dinheiro que se investe nos jogos seria muito importante na vida de muita criança e não só, mas isto talvez seja o meu mau feitio a falar.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho sempre muita dificuldade em ver as coisas por esse prisma, Adélia.
      Se me garantirem que o dinheiro que foi gasto na bola, se não fosse gasto na bola era aplicado em saúde, educação, pão, então não tenho dúvidas - antes o pão que o circo.
      Mas, e aí é que está o problema, ninguém nos garante isso.
      Esse dinheiro até podia ser aplicado a engordar mais umas contas muito rechonchudas.
      Para isso, é preferível que se distribua alegria pelas pessoas.
      Beijinhos

      Eliminar