18 de março de 2014

Com tanta distribuição de dinheiro, o 1º de Maio deve ser sossegado


Sem surpresa, depois de já terem sido actualizados os subsídios atribuídos ao funcionalismo público, o porta-voz do Conselho Executivo confirmou ontem o aumento salarial para o corrente ano (5,71%) e a devolução de parte do imposto profissional retido no ano de 2012 (2013 será devolvido no próximo ano) até um máximo de 12 000 patacas por pessoa.
Não sejamos ingénuos, no entanto.
Não se trata de uma questão de justiça distributiva, de cobrir a inflacção galopante que se sente em Macau, sobretudo em bens de primeira necessidade.
Se estes aspectos também foram tidos em conta, e acredito que o tenham sido, o que sobretudo se procura com esta distribuição de benesses (não esquecer a distribuição de cheques e vales de saúde) é garantir que, no ano em que o Chefe do Executivo vai iniciar o seu segundo mandato, confrontado com focos cada vez mais sensíveis de descontentamento entre a população, um Governo de cofres cheios decide comprar sossego e tranquilidade.
É fácil prever que o 1º de Maio, curiosamente o primeiro dia oficial da nova época balnear, não tenha muita gente na rua.
Se São Pedro ajudar, poderá até ter mais gente nas praias e nas piscinas municipais.
O dinheiro não compra tudo.
Mas compra muita coisa.
Neste caso, paz social, sossego e tranquilidade.

14 comentários:

  1. ~ Não faço ideia de quanto são 12 000 patacas!

    ~ Abraham Lincoln afirmou:

    ~ ""You can fool some of the people all the time, and all of the people

    for some of the time, but you can not fool all the people all of the time.""

    ~ ~ ~ Beijinhos. ~ ~ ~







    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 12 000 patacas são cerca de 1200 euros, Majo.
      Percebe-se perfeitamente a intenção do Executivo de Macau com estas benesses.
      Só não percebe quem for tontinho.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Nem de propóstito, caro Pedro Coimbra!
    Mor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai tudo para a praia e a piscina, Mor.
      Com os bolsos mais recheados para a bifana e o copo de três :)))

      Eliminar
  3. Clap, clap, clap ...palminhas para o Governo de Macau, que julga que pode comprar a dignidade de cada um com as suas patacas!

    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo,
      Até Junho vai ser um fartote.
      Devolução de impostos (Abril); aumentos salariais (Maio); distribuição de cheques ao pessoal a partir de Junho.
      E, com isto tudo, não vai haver barulho na rua.
      Que é o que realmente se quer.
      Aquele abraço!

      Eliminar
  4. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Já era de esperar os políticos compra tudo ou alugam tudo o que queiram com o dinheiro do povo.
    Ainda bem que os funcionários de Macau vão ter seus salários aumentados, ao contrário dos reformados que recebem pela CGA, e vivem em Macau, em abril irão sofre um aumento no desconto para a chamada Soliriedade., é assim já.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu sogro está precisamente na mesma situação, Amigo Cambeta.
      Confiaram na palavra dada por Portugal e Portugal faltou à palavra.
      Que vergonha!
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  5. Com que então boas-festas em Maio!?
    Será seguro entregar o cheque no dia em que vão para a praia?
    A moda por cá vai ser um loto com popós. Os cidadãos que fizerem trabalho para as Finanças ficam habilitados a concurso semanal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O cheque só vem a partir de Junho, Agostinho.
      8000 patacas, mais ou menos 800 euros, para cada residente permanente.
      Antes disso vem a devolução de impostos (Abril) e os aumentos salariais (Maio)

      Eliminar
  6. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Sou sempre cético com essas benesses, porque de fato não recebemos nada de mão beijada...
    Caloroso abraço! Saudações desconfiadas!
    Até breve...
    João paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso é muito fácil perceber o que se pretende, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Não venham para a rua no dia primeiro de Maio
      Aquele abraço!

      Eliminar
  7. encontrei isto no arquivo: http://devaneiosaoriente.blogspot.pt/2011/03/e-agora-os-anos-70-47.html

    :)

    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma melodia deslumbrante, Tétisq.
      Que ainda me agrada mais na versão de Elvis Costello.
      Boa semana!

      Eliminar