10 de dezembro de 2013

Escavações recentes nos EUA



Durante escavações recentes nos EUA, os arqueólogos descobriram, a 100 m de profundidade, vestígios de fios de cobre que datavam do ano 1.000. Os americanos concluíram que os seus antepassados já dispunham de uma rede telefónica desde aquela época.

Entretanto os espanhóis escavaram também o seu subsolo, encontrando restos de fibras ópticas a 200 m de profundidade. Após minuciosas análises, concluíram que elas tinham cerca de 2.000 anos de idade, divulgando triunfantes, que os seus antepassados já dispunham de uma rede digital à base de fibra óptica quando Jesus nasceu!

Uma semana depois, em Beja, no semanário local, foi publicada a seguinte notícia:
"Após inúmeras escavações arqueológicas no subsolo de Beja, Évora, Moura, Estremoz e Redondo, entre outras localidades alentejanas, até uma profundidade de 5000 m, os cientistas alentejanos não encontraram absolutamente nada. Assim se conclui que os antigos habitantes daquela região alentejana já dispunham, há 5.000 anos atrás, de uma rede de comunicações sem-fios, vulgarmente conhecida, hoje em dia, pela designação de "Wireless".

6 comentários:

  1. Fantásticos, sapientes e sobredotados; os nossos muito estimados alentejanos.

    ResponderEliminar
  2. Os alentejanos agora surpreenderam-me pela positiva. :))
    Em relação ao meu ultimo post, a curiosidade tem a ver com o facto de eu trabalhar na Tap e conhecer os músicos envolvidos no projecto.
    Abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As coisas que os nossos compadres fazem/fizeram, Luciano!
      Uns incompreendidos....

      O folclore é um defeito meu - não entra mesmo comigo, não dá :(

      Eliminar
  3. Falta só um post scriptum: tomem e embrulhem betinhos castelhanos e amaricanos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos, Diga-me que não é verdade que o primeiro ministro espanhol disse o que hoje li nas cerimónias fúnebres de Mandela.
      Porque, se disse, merece um pelotão de fuzilamento.

      Eliminar