12 de setembro de 2013

Baixa política


Escrevia ontem aqui que vai animada a campanha política em Macau.
Pelo que se viu e ouviu nas últimas horas, animada e suja.
Um nickname, de uma utilizadora (presume-se que seja uma utilizadora....) do Fórum Macau, veio dar conteúdo literal ao conceito de baixa política.
As acusações dirigidas ao deputado, e candidato à reeleição, José Pereira Coutinho, a coberto do anonimato, utilizando a táctica que só a língua inglesa permite caracterizar de forma perfeita - a blow below the belt - são de uma baixeza vil e de um ridículo patético.
A hipotética (ex) virgem ofendida diz-se enganada pelo visado, traída nas suas expectativas.
E afirma que não terá sido a única vítima do terrível predador sexual que será José Pereira Coutinho.
Que, atenção, não é acusado de violar ninguém.
É acusado de ter uma grande lábia e de iludir as pobres e indefesas virgens.
Apetece perguntar -  terão sido setenta e duas??!!
Este súbito pudor, esta dor insuportável, que convenientemente surge em vésperas do acto eleitoral, tresanda a esturro.
Mas, ou muito me engano, ou poderá ter o efeito contrário ao pretendido, poderá revelar-se como um exemplo perfeito não só de baixa política como também de tiro pela culatra.
A crescente infantilização da sociedade de Macau, acompanhada de um falso pudor irritante, quero crer que ainda não atingiram o ponto de não se perceber que, aforismo jurídico bem conhecido, o dolo no casamento não é relevante.
Nem no casamento, nem debaixo dos lençóis, acrescento eu em interpretação extensiva.

14 comentários:

  1. Essa táticas de denúncia sexual são de uma vileza irritante.

    Salvo se forem sobre violação e verdadeiras.

    Pensei que se confinassem aos EUA: fico perplexa cada vez que recordo o caso Clinton - Mónica L.

    Como é possível uma vilania daquelas que fez gastar milhões de dólares num caso de vida privada num país sem protacção social de espécie alguma?!

    Tenha bom dia, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São,
      Neste caso muito particular, eu até sou amigo do deputado.
      Ninguém o elegeu para ele ser santinho.
      Nem ele nunca prometeu isso.
      A sua vida privada só a ele diz respeito.
      E esta menina (será uma menina??) só se sente ofendida na sua honra em vésperas do acto eleitoral?
      Tão conveniente, não é?
      Exemplo clássico - Kennedy.
      Não podia ver uma burra de calças que ficava doido.
      Problema dele e da família.
      O que era importante é que era um excelente governante.
      E foi só para isso que foi eleito.

      Eliminar
  2. Uma tristeza quando o pensamento desce abaixo da ...cintura, Pedro!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma nojice, Ricardo.
      Eu não quero eleger anjinhos, santinhos.
      Quero eleger gente competente.
      Questões pessoais não me dizem respeito.
      Se há casos de polícia, então é às autoridades policiais que devem ser entregues.

      Eliminar
  3. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Mas isso é de uma baixeza extrema, só em Macau é que poderia acontecer.
    Conheco faz imenso anos o Jose´Pedro Coutinho e nunca vi nele a pessoa que dá conta essa ex virgem, antes pelo contrário, sempre o vi como uma pessoa sincera e prestativa, amigo de seu amigo.
    Tenho imensa consideracao pelo José Pedro Coutinho, oxalá consiga a recandidatura, já que dentro daquele maralho de deputados é uma dos poucos que diz as verdades e luta pelos mais necessitados.
    Abraco amigo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Agora vale tudo Amigo Cambeta.
      Difamação, calúnia, o que for preciso
      Não vou dizer que o Pereira Coutinho e santo.
      Mas também ninguém lhe pede que o seja.
      Estas manobras é que são de uma baixeza atroz
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  4. Olá, vim aqui conferir depois que o amigo Henrique Antunes nos falou de você. Adorei seu blog.
    Rapaz, ando tão descrente em politica, eles não sabem mais por onde corromper. O irritante que boa lábia eles tem para convenceram os desavisados. Vejo que a corrupção se espalhou pelo mundo, o que virá como paradigma desta fase, espero que não seja mais o apocalipse. Vamos torcer por dias melhores neste meio desbotado que é a politica.
    Tenha um ótimo dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha vida de campo,
      Neste caso a baixeza chega abaixo do cinto.
      E fica, as pessoas recordam.
      Um óptimo dia para si também.

      Eliminar
  5. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Fico exasperadíssimo com sordidez deste tipo em períodos de campanhas eletivas.
    Como dar crédito a denúncias anônimas?
    Caloroso abraço! Saudações inconformadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não dou crédito rigorosamente nenhum, Amigo João Paulo de Oliveira
      Revolto-me com esta nojice, só isso.
      Grande abraço!!

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Coincidências muito convenientes, Adélia :))
      Beijinho

      Eliminar
  7. Mulheres violadas, espancadas, maltratadas têm toda a minha solidariedade. Agora "puritanas" da treta, que por razões políticas ou por vingança pessoal resolvem vir dizer que o A, B ou C as enganou, com uma grande lábia, para mim só têm uma resposta: para a próxima, que não sejam tão totós!

    Fez-me lembrar os boatos postos a correr que Sócrates era 'gay' (nunca provados, mas ninguém tem nada a ver com isso) quando concorreu contra Santana Lopes. Este ou os seus apoiantes deviam estar muito confiantes que a homofobia venceria as eleições, e que um playboyzinho é muito bem visto pelo povo. Enganaram-se redondamente... :)

    Enfim, cá se fazem, cá se pagam!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas gajas que se fazem de púdicas, e que, em boa verdade, são umas boas pu.....metem-me nojo, Teté.
      O mesmo nojo que me metem esses boatos acerca da orientação sexual das pessoas.
      Eu que até não gosto do Sócrates nem um bocadinho.
      Beijocas!

      Eliminar