26 de junho de 2013

Heart Warming (28)


12 comentários:

  1. Respostas
    1. Sexta-feira há outra semelhante para acabar a rubrica, Ricardo

      Eliminar
  2. Pai é pai e filho é filho. Mais palavras para quê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A de sexta-feira é muito semelhante, Firehead

      Eliminar
  3. Esta é a emoção comovente de um pai que aperta nos braços um filho, pela primeira vez!
    Diz-mo a minha intuição e a sua expressão!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também seria a minha aposta, Janita
      Arrepia!!

      Eliminar
  4. A espera por limpidez
    não foi em vão!

    abç

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não imagino espera mais longa que a espera para poder abraçar pela primeira vez um filho, Margot.

      Eliminar
  5. Só hoje consigo comentar esta foto por fartei-me de chorar por relembrar cenários como esse. Homens que se emocionam ou pelo abraçar do filho pela primeira vez...ou Homens que depois de uma missão dantesca eram surpreendidos por bébes que sobreviviam aos ataques e vi tantos a abraçar "esses seres tão indefesos" e choravam copiosamente.
    Maldita guerra que não consigo esquecer, possas!!!!

    ResponderEliminar

  6. Nunca vivi um cenário de guerra, Fatyly.
    E espero nunca viver.
    Mas acredito que seja algo que nunca nos abandone

    ResponderEliminar
  7. Estes encontros Pedro... Estes encontros... (Como já disse, na dúvida prefiro sempre pensar que é um encontro ao invés de uma partida) :)

    ResponderEliminar
  8. Uma chegada, tem que ser uma chegada, Poppy

    ResponderEliminar