6 de junho de 2013

Aula de Direito


Uma manhã, quando nosso novo professor de "Introdução ao Direito" entrou na sala, a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:
- Como te chamas?
- Chamo-me Juan, senhor.
... - Saia de minha aula e não quero que voltes nunca mais! - gritou o desagradável professor.

Juan estava desconcertado. Quando voltou a si, levantou-se rapidamente, recolheu suas coisas e saiu da sala. Todos estávamos assustados e indignados, porém ninguém falou nada.

- Agora sim! - e perguntou o professor - para que servem as leis?...
Seguíamos assustados, porém pouco a pouco começamos a responder à sua pergunta:
- Para que haja uma ordem em nossa sociedade.
- Não! - respondia o professor.
- Para cumpri-las.
- Não!
- Para que as pessoas erradas paguem por seus atos.
- Não!!
- Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?!
- Para que haja justiça - falou timidamente uma garota.
- Até que enfim! É isso... para que haja justiça.
E agora, para que serve a justiça?
Todos começávamos a ficar incomodados pela atitude tão grosseira.
Porém, seguíamos respondendo:
- Para salva guardar os direitos humanos...
- Bem, que mais? - perguntava o professor.
- Para diferençar o certo do errado... Para premiar a quem faz o bem...
- Ok, não está mal, porém... respondam a esta pergunta: - agi correctamente ao expulsar Juan da sala de aula?...
Todos ficamos calados, ninguém respondia.
- Quero uma resposta decidida e unânime!
- Não!! - respondemos todos a uma só voz.
- Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?
- Sim!!!
- E por que ninguém fez nada a respeito?
Para que queremos leis e regras se não dispomos da vontade necessária para praticá-las?
- Cada um de vocês tem a obrigação de reclamar quando presenciar uma injustiça. Todos.
Não voltem a ficar calados, nunca mais!
- Vá buscar o Juan - disse, olhando-me fixamente.
Naquele dia recebi a lição mais prática no meu curso de Direito.
Quando não defendemos nossos direitos perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia.


"O PREÇO A PAGAR PELA TUA NÃO PARTICIPAÇÃO NA POLÍTICA É SERES GOVERNADO POR QUEM É INFERIOR".- PLATÃO (C. 428 - 347 A.C.)

8 comentários:

  1. E depois há quem ache estranho que eu goste de politica, essa coisa tão aborrecida... Eu gosto de politica, gosto de me manter minimamente informada e gosto de discutir politica e ouvir quem sabe mais do que eu, não gosto é de políticos, mas muitas vezes chego há conclusão que temos os políticos que merecemos porque gostar de politica e ter um papel minimamente activo na mesma não é "fixe" :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Política e politiquice, políticos e politiqueiros, Poppy.
      Fazendo essa distinção, a política pode ser uma actividade nobre.

      Eliminar
  2. "Quando não defendemos nossos direitos perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia" .
    Nem mais! :)

    Ruth

    ResponderEliminar
  3. Estou a imaginar, Pedro ! Uma grande lição "prática" !
    Também concordo que valeu mais que muitas horas de blá-blá ! :))

    Curioso que, pela primeira vez, isto me fez lembrar um episódio muito desagradável quando fiz o serviço militar :
    O Comandante entrou no quartel, chegou ao gabinete, chamou o sargento da guarda e deu-lhe instruções para castigar o cabo x, porque tinha passado por ele na rua e não lhe fez a continência !
    Posteriormente, eu, como oficial de dia, fiz-lhe a observação que não poderia ter sido aquele cabo X, porque estava de serviço e não poderia ter estado na rua!
    Respondeu-me ele: Sei lá se foi ele ou não. Foi para dar o exemplo ! ... agora justifiquem-se e encontrem quem foi !...
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Rui,
      Ainda hoje contei isto - aula de Introdução ao Estudo do Direito, uma das primeiras aulas do curso, e o Pofessor António Catanheira Neves avisa-nos:
      Rapidamente (cinco anos passam muito rapidamente) as senhoras e os senhores serão advogados, juristas, juízes, magistrados,....
      Lembrem-se sempre de uma coisa - por alguma razão nao ha prémio Nobel do Direito.
      Está tudo inventado, não queiram inventar.
      Façam perguntas, coloquem questões a vós próprios, saibam onde encontrar as respostas.

      A lição ficou gravada na minha memória até hoje, Rui
      Infelizmente, e cada vez mais, percebo que muita poucos colegas tiveram um Mestre como o Professor Castanheira Neves.

      Eliminar
  4. M A R A V I L H O S O!

    Inesquecível até para nós...
    Adoro estes posts.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São aquelas lições, neste caso de humildade, que nunca mais esquecemos, Pats

      Eliminar