17 de abril de 2013

Blogue Olhar Direito

Outra vez por aqui.
Agora para analisar o encontro entre Pedro Passos Coelho e António José Seguro.

8 comentários:

  1. Já vi. A análise está correta . O encontro era inevitável, mas será mais para "a fotografia" !
    ... Assim, todos saem bem da situação :
    PR, Troyka, PM e Lider da oposição.
    A minha curiosidade reside agora mais, é no que Seguro vai ceder (ou não) com a troyka. Parece-me que não terá muita margem de manobra, para alem da de PPC e VG, por outro lado, se ele oferecer alguma resistência, os outros 2 poderão sair reforçados.
    .

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. É isso mesmo que eu penso, Rui
      Um show para troika ver.
      Eventualmente com algumas cedências do PS a essa troika.
      Nao a PPC.
      A haver algumas cedências do PS será amanha, não hoje.

      Eliminar
  2. Olhei Direito e acho que o Pedro fez uma análise da situação correcta e muito lúcida.
    Aguardemos, então, por amanhã, embora saibamos que no fundo nada adiantará ao enredo deste filme de humor negro.
    Olhe Pedro, ando tão saturada deste chove e não molha, que me apetecia fazer como o Jorge Valdano! Rir, rir e rir, qual louca...para não enlouquecer!:)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se que o estado maior do PSD esteve reunido e que haverá uma conferência de imprensa esta manhã aí em Portugal.
      Apetece-me dizer - tenham medo, tenham muito medo :(
      Beijinhos, Janita

      Eliminar
  3. Também penso o mesmo que o Rui e o Pedro.
    De resto, não houve nada de novo nas reuniões com o Seguro.

    Enquanto, o PS apostar na cópia do Coelho, não vai haver nada de novo nesse país à beira-mar, porque o Seguro é um oportunista e só quer apanhar a cadeira do poder, e está-se a lixar para Portugal e para os portugueses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Seguro está mesmo na situação de ter que estar com um olho no burro e outro no cigano, ematejoca.
      Enquanto tenta fazer oposição ao governo, sem qualquer sucesso, tem de olhar para o lado e ver quem é que lhe está a chegar com a faca ao pescoço.
      E são tantas!!

      Eliminar
  4. Que o encontro era para inglês ver, já se sabia! Mas tal como o CBO diz, não acredito que eles sejam inimigos figadais, embora eventualmente não simpatizem muito com a cara um do outro: são farinha do mesmo saco, só que de lotes diferentes! :P

    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté,
      Vindos das juventudes partidárias, essas carreiras que a tudo dão acesso, Seguro e Pedro Passos Coelho nunca tiveram uma relação pacífica.
      Agora, que um está no poder e o outro o quer derrubar, o café deve ter tido um gosto mesmo amargo.
      Numa coisa estamos de acordo - o cheiro é que diferente :))
      Beijocas!

      Eliminar