12 de dezembro de 2012

Macau a cidade com melhor performance económica no Mundo em 2012


Quem olhar para o quadro acima, e ler esta notícia, ficará a pensar que, em Macau, a cidade com melhor performance económica no corrente ano, somos todos disparatadamente ricos, que a tão propalada "árvore das patacas" está cada vez mais viçosa e carregada de flor e frutos.
Esse é o raciocínio imediato e imediatista.
Quem pensar nas "dores de crescimento" que este estatuto inevitavelmente provoca (inflacção, injusta distribuição dos rendimentos, poluição atmosférica, degradação do nível da vida dos residentes, etc.) perceberá melhor que, a esmagadora maioria dos habitantes de Macau, queira juntar a sua voz à de Cuba Gooding Jr., em Jerry Maguire, para com ele fazer coro - "Where is the money? Show me the money!!"

11 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra
    Sem dúvida alguma é para nos juntarmos ao coro e cabtarmos bem alto e a bom som "Where is the money? Show me the money!!" e eu acrescentaria que o governo de Portugal olhando para esse quadro, vá de vir sacar mais alguns aos reformados de Macau que recebem pela CGA.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. É sempre assim ! :)) Faz lembrar a "estória" das estatísticas de "um frango por pessoa ! O problema é que uma pequena parte tem sempre muitos e a maior parte não vê nenhum ! rsrs
    .

    ResponderEliminar
  3. Amigo Cambeta,
    Mas nao e essa a ideia que existe em Portugal?
    Desde pequenino que ouço falar na arvore das patacas, imagine o que será agora que há para aqui dinheiro a rodos.
    Nao chega a todos, mas isso e outra conversa.
    Aquele abraço!

    Rui,
    Nem mais!
    Se há tanto dinheiro em Macau, quem lá vive tem de ter muito.
    Como dizia o outro, " olhe que nao, olhe que nao"

    ResponderEliminar
  4. Ok, ok, "Where is the money? Show me the money!!"

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Uma economia muito baseada no vício e na miséria humana, sim. Mas fazer o quê? Como disse Maquiavel, os fins justificam os meios. E como o povo quer é circo e pão, como dizia Júlio César, é manter as coisas assim.

    ResponderEliminar
  6. Curioso também é que a maioria das primeiras cidades são todas chinesas. Ora quando vemos documentários sobre a China e o seu povo não vemos limusines, ou carros topo de gama, nem roupa ou jóias luxuosas, antes pelo contrário, indumentárias simples e bicicletas. Isto deve querer dizer que alguém se enche à grande, enquanto o povo se farta de trabalhar ganhando pouco! Capitalismo, no seu melhor! :(

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  7. Se calhar os lugares onde há mais dinheiro, são aqueles onde a disparidade social é maior.

    ResponderEliminar
  8. Tenho um amigo que regressou há dias de uma estada em Macau ( onde viveu 10 anos) e me disse que a vida aí está caríssima.

    ResponderEliminar
  9. António,
    A gente até sabe onde está.
    Com os mesmos (muito) poucos que há muitos anos dominam Macau.
    Aquele abraço!

    FireHead,
    Eu não tenho nada a visão pecaminosa do Jogo.
    Isso até seria hipócrita da minha parte.
    É o Jogo que me paga o salário, não são as "sete maravilhas de Macau".
    O que é revoltante é a disparidade brutal na distribuição de rendimentos.

    Teté,
    Excelente observadora!!
    São, sim senhora.
    Mas, e esse é o maior problema, que as autoridades chinesas assumem com frontalidade, a distribuição de rendimentos é, cada vez mais, desigual.
    E isso cria tensão social insuportável a longo prazo.
    Beijocas

    Su,
    Mas não era necessário ser assim.
    Muito menos num local tão pequeno como Macau.

    Carlos,
    Disparatadamente cara!!
    Quem não adquiriu habitação própria (fui esperto e comprei em boa época), por exemplo, está a pagar rendas obscenas.

    ResponderEliminar
  10. Totalmente, Poppy.
    O grande problema que a China enfrenta.
    E que lança nuvens negras no presente e no futuro.
    Muito mais que a corrupção.

    ResponderEliminar