13 de novembro de 2012

A 5ª maior Câmara do país é gerida como uma empresa familiar


Carlos Teixeira, o socialista que já vai no terceiro mandato na Câmara de Loures,
 empregou a mulher, a filha, dois cunhados e a nora.
A notícia está no semanário "Expresso", que diz que a quinta maior 
Câmara do país é gerida como uma empresa familiar. 
Carlos Teixeira fez em Março a quinta contratação de um membro da família: 
a namorada do filho foi nomeada adjunta do gabinete da presidência.
"Admito que possa parecer mal mas não me pesa na consciência”
diz o autarca ao jornal. 
Os familiares referenciados pelo Jornal, são os seguintes: 
- Graça Teixeira (mulher)---------------------Directora Delegada do SMAS
 - Joana Calçada (filha)-----------------------Adjunta da Vereadora Sónia Paixão 
- Maria Montserrat (namorada do filho)--------Adjunta do Presidente da Câmara  
- Constantino Teixeira (irmão)---------------Era assessor de um Vereador, mas 
saiu para a Valor Sul, empresa participada pela Câmara  
- António Baldo (cunhado)---------------------Chefe de gabinete do Presidente 
- Paulo Gualdino (cunhado)--------------------Chefe de Gabinete do SMAS  

A última nomeada presidencial é a espanhola Maria Montserrat, namorada 
do filho de Carlos Teixeira, escolhida em Março deste ano 
como adjunta do gabinete da presidência. 

17 comentários:

  1. Infelizmente não é caso único. Este meteu a família .Outros além da família vão buscar os amigos e os amigos do partido.

    ResponderEliminar
  2. Luís,
    Quem tem cara de pau para fazer uma coisa destas, estou em crer que também meterá lá na Câmara os seus amigalhaços.
    Esta é só a parte da família.

    ResponderEliminar
  3. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    A politica em Portugal é um negócio, este e como bem diz o nosso comum amigo Luis Coelho, não é caso único.
    Veja-se o Valentim que mesmo punido pelo tribunal não deixa a camara, e diz quantos são quantos são...
    O Isaltino do charuto outro, Felgueiras outra Sezimbra outro enfim, é esta a politica que escolheram os portugueses e como tal aguentem-na.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  4. Pouca vergonha, GRAÇA DO DIVOR MINHA ALDEIA, pouca vergonha!

    ResponderEliminar
  5. Caro Pedro Coimbra
    Assim tudo em familia é uma forma de poupança. Já viu o tempo que se ganha em reuniões que são substituidas pelos almoços e jantares em família.
    Francamente!!!
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  6. Faz lembrar a firma onde trabalho! É tudo irmãos, primos, cunhados, esposas, tios, enfim...uma vergonha! Só eu é que devo lá ter caído por acidente! E, se calhar, até não! Alguém deve ter descoberto que sou um primo afastado do director geral! Rsrsrsrsr!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas o Luciano trabalha numa empresa privada, não é?
      Numa empresa privada, tudo bem.
      Com dinheiro público é que não.
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Também é verdade, Rodrigo...
    Nunca estamos satisfeitos, caramba!! :)))
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  8. Pedro,

    nos meus tempos de estudante tinha um amigo que vivia em Loures será que ajuda a arranjar um tacho na CM Loures? Não? Então, cá vai outra a minha mulher já foi Juíz em Loures, logo como durmo com ela todos os dias e por afinidade posso dizer que toco nos pés de uma pessoa que muitas vezes pisou a calçada de Loures, será que dá, Pedro? Não???

    Então só me resta encontrar familiares noutro lado!!! :DDDD

    Aquele abraço, Pedro!

    ResponderEliminar
  9. Acho que a solução e mesmo procurar família noutro lado, Ricardo.
    Com essas referencias acho que nao tem hipóteses :))))
    Aquele abraco

    ResponderEliminar
  10. Não diziam que Demétrio Alves é que era o empregador de familiares e amigos?

    Mudam-se os tempos mas mantêm-se as vontades.

    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Uma longa tradição, António.
    Eu prefiro dizer que mudam as moscas.
    Aquele abraco

    ResponderEliminar
  12. Mas isto é puro despudor, Carlos, pouca vergonha total

    ResponderEliminar
  13. Pode ser que coloque também a exercer funções na câmara o cão como segurança, o gato como acompanhante, o canário como o cantor de serviço...

    ResponderEliminar
  14. Lá chegaremos, FireHead, lá chegaremos.....:))))

    ResponderEliminar
  15. Demasiado evidente, que descalabro! E tudo é permitido, somos mesmo o país dos tachos... :(

    ResponderEliminar