15 de agosto de 2012

Explicação - a culpa é do corneteiro!


MOMENTO CULTURAL: LIÇÃO DE HISTÓRIA

A HISTÓRIA DO CORNETEIRO DE D. AFONSO HENRIQUES

A conquista de Lisboa aos Mouros

"...  Não queiram lançar a culpa do estado do país, e do que muito por aqui se tem feito, para cima do corneteiro de D. Afonso Henriques..."

Estranha esta afirmação ???? ... sim, é verdade mas só para quem não conhece a história do Corneteiro.
Nos primeiros tempos da fundação da nacionalidade - tempo do nosso rei D. Afonso Henriques - no fim de uma batalha o exército vencedor tinha direito ao saque sobre os vencidos.

   (Saque - s. m. : Ato de saquear. Roubo público legitimado...).

Pois bem, após uma dessas batalhas, ganha pelo 1º Rei de Portugal, o seu corneteiro lá tocou para dar "início ao saque" a que as suas tropas tinham direito e que só terminaria quando o mesmo corneteiro desse o toque para "fim ao saque".
Mas,... devido a alguma maleita ou ferimento, o dito corneteiro finou-se, antes de conseguir tocar o "fim ao saque".
 E.... até hoje, há quem continue a saquear, sem que haja alguém capaz de voltar a tocar "fim ao saque"...
Afinal a história tem explicação para (quase) tudo e, provavelmente a culpa será mesmo do Corneteiro....!!! 
 E a pergunta impõe-se: Não haverá por aí alguém que conheça o maldito toque de “fim ao saque”?


12 comentários:

  1. Eu não conheço, Catarina.
    Se conhecesse....

    ResponderEliminar
  2. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Tenho andado afastado do pc por imdisposição fisica, comi um frango no churrasco no domingo e usei um pouco de tabasco e deu nisto, felizmente que hoje já me sinto bem melhor.
    Sobre essa do corneteiro do Rei está boa e bem metida, não sei se sabe que eu Cambeta, quando andava na Bufa, Mocidade Portuguesa, tocava clarim, requinta, trompete e corneta, mas nunca me ensinaram esses toques, sabia sim e até ganhei algum dinehiro com isso, nas missas tocando o toque de sentido.
    Mas se desejar e já que diz não saber o toque de fim de saque, concrate o Inspector Pardal que ele irá de novo à escola de música aprender e talvez lá saibam esse toque, mas não usando uma corneta para o efeito, mas sim uns misseis daqueles que os submarinos estão apetrechados, e como diz o ditado "Quem ferros mata com ferros morre".
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  3. Amigo Cambeta,
    Fico contente por ver que já está recuperado dessa indisposição.
    Acontece a todos.
    Cuidado, temos que ter cuidado.

    Peço então a preciosa ajuda do Inspector Pardal para conseguir encontrar a melodia que sinaliza o fim do saque.
    A coisa começa a ficar complicada :))

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  4. Se ele era corneteiro, não sei; mas que foi o maior e melhor rei que Portugal alguma vez teve, isso foi. Rei que é rei de verdade não é o que se senta tranquila e comodamente no seu trono enquanto o seu povo sofre. Rei que é rei, está na linha da frente, a dar a sua cara e o seu corpo pelo seu povo, inclusive dando a sua vida por ele. Mas hoje em dia é claro que isso já é antiquado, e é por este motivo que, apesar de ter origem maçónica, eu sou declaradamente republicano. Alguém para ser rei tem que ser perfeito, logo, para mim, Rei só Deus.
    Agora na brincadeira... a culpa de Portugal estar na situação em que se encontrar é culpa do D. Afonso Henriques! Não tivesse ele fundado uma nação...

    ResponderEliminar
  5. Fundado uma nação e andado à estalada com a mãe, FireHead :))
    Mas, neste caso, a culpa é do corneteiro, não do Rei :))

    ResponderEliminar
  6. Caro Pedro
    Sempre achei que de facto um País que nasceu com um filho a bater na Mãe tinha que dar nisto. Agora a do corneteiro é que não sabia. Talvez que que com uma das vuvuzelas que sobraram, resulte.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  7. Pedro,
    Post delicioso e pertinente!
    :))
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  8. O que torto nasce, tarde ou nunca se endireita, Pedro, e este país nasceu torto...

    ResponderEliminar
  9. Rodrigo,
    Como é que ninguém se lembrou das vuvuzelas, carago??!! :))
    Grande proposta!!
    Aquele abraço


    ana,
    Quem diria que um corneteiro ia fazer tanta m.....porcaria? :))
    Beijinho


    Carlos,
    Será que a ideia do Rodrigo (vuvuzelas) resulta?
    Sempre se pode experimentar....

    ResponderEliminar
  10. Eu até estaria disposto a oferecer-me como voluntário para tocar o FIM DO SAQUE. Mas o problema é que não tenho a maldita partitura. lolololololol=))

    ResponderEliminar
  11. Uma partitura que parece que desapareceu com uns documentos muito famosos, L.O.L. :))

    ResponderEliminar