20 de agosto de 2012

A Freira e o taxista


Uma freira faz sinal para um táxi parar.
Ela entra e o taxista não pára de olhar para ela.
- Por que você me olha assim?
Ele explica:
- Tenho uma coisa para lhe pedir, mas não quero que fique ofendida...
Ela responde:
- Meu filho,sou freira há muito tempo e já vi e ouvi de tudo.
Com certeza, não há nada que você possa me dizer ou pedir que eu ache ofensivo.
- Sabe, é que eu sempre tive na cabeça uma fantasia de ser beijado na boca por uma freira...
A freira:
- Bem, vamos ver o que é que eu posso fazer por você:
primeiro, você tem que ser solteiro, do Sporting e também católico.
O taxista fica entusiasmado:
- Sim, sou solteiro, do Sporting desde criança e até sou católico também!
A freira olha pela janela do táxi e diz:
- Então, páre o carro ali na próxima travessa.
O carro pára na travessa e a freira satisfaz a velha fantasia do taxista com um belo beijo na boca.
Mas, quando continuam para o destino, o taxista começa a chorar.
- Meu filho, diz a freira, porque estás a chorar?
- Perdoe-me Irmã, mas confesso que menti: sou casado, do Benfica e sou protestante.
A freira conforta-o:
- Não faz mal. Eu também estou a caminho de um baile de máscaras, chamo-me Alfredo... e sou do FCPorto ! 

8 comentários:

  1. : )Bem feita! Para nao se armar em chico esperto... o taxista, claro!

    ResponderEliminar
  2. Lá me lembrei eu da famosa música brasileira "Eu hoje vou me dar bem", como o famoso verso, "O nome dela é Valdemar" :)))

    ResponderEliminar
  3. Pedro. Há quanto tempo não ouvia essa música... :))
    Ouvi-a pela 1ª vez no programa da rádio Comercial "Pão com Manteiga" do Carlos Cruz. Nunca mais esqueci o som. :D

    http://www.youtube.com/watch?v=zBjMpxtMoIw

    ResponderEliminar
  4. Exactamente, L.O.L.!!!
    Carlos Cruz, Mário Zambujal, Bernardo Brito e Cunha, José Fanha.
    Uma equipa do caraças!!
    O que aconteceu depois não vem agora ao caso.

    Mas sabe o mais engraçado?
    Muitos anos depois, tinha eu um sócio brasileiro, ele apresentou-me um amigo, também brasileiro, que se chamava......isso mesmo, Valdemar Ferreira!!
    Não evitei uma enorme gargalhada.
    Perante o espanto de todos, lá expliquei porquê.
    E depois foi a gargalhada geral.
    Porque eles não imaginavam que um português ainda se lembrasse do "Eu hoje vou me dar bem" :)))

    ResponderEliminar
  5. Já conhecia mas é sempre bom recordar.

    :)

    ResponderEliminar
  6. Tratar assim uma adepto do FCP, António!! :)))

    Nem mais, Carlos!!
    Mas esta terá sido mais junto ao Mercado do Bulhão :))


    Cuidado com esses adeptos disfarçados, Gábi :))

    ResponderEliminar