6 de junho de 2012

Há professores do "catano"!






Num liceu no Porto estava a acontecer uma coisa muito fora do comum.

Um "bando" de miúdas de 12 anos andava a pôr batom nos lábios, todos 
os dias, e para remover o excesso beijavam o espelho da casa de banho.
O Cons.Exec. andava bastante preocupado, porque a funcionária da
limpeza tinha um trabalho enorme para limpar o espelho ao fim do dia e
no dia seguinte lá estavam outra vez as marcas de batom.

Um dia, um professor juntou as miúdas e a funcionária na casa de banho
e explicou que era muito complicado limpar o espelho com todas aquelas
marcas que elas faziam e, para demonstrar a dificuldade, pediu à
empregada para mostrar como é que ela fazia para limpar o espelho.

A empregada pegou numa "esfregona", molhou-a na sanita e passou-a
repetidamente no espelho até as marcas desaparecerem.

Nunca mais houve marcas no espelho...

Há professores e educadores...


2ª.

Numa dada noite, três estudantes universitários beberam até altas
horas e não estudaram para o teste do dia seguinte.

Na manhã seguinte, desenharam um plano para se safarem. Sujaram-se da
pior maneira possível, com cinza, areia e lixo. Então, foram ter com o
professor da cadeira e disseram que tinham ido a um casamento na noite
anterior e no seu regresso um pneu do carro que conduziam rebentou.
Tiveram que empurrar o carro todo o caminho e portanto não estavam em
condições de fazer aquele teste.
O professor, que era uma pessoa justa, disse-lhes que fariam um
teste-substituição dentro de três dias, e que para esse não havia
desculpas. Eles afirmaram que isso não seria problema e que estariam
preparados.
No terceiro dia, apresentaram-se para o teste e o professor disse-lhes
com ar compenetrado que, como aquele era um teste sob condições
especiais, os três teriam que o fazer em salas diferentes.
Os três, dado que tinham estudado bem e estavam preparados,
concordaram de imediato.


O teste tinha 6 perguntas e a cotação de 20 valores.


Q .1. Escreva o seu nome ----- ( 0.5 valores)

Q.2. Escreva o nome da noiva e do noivo do casamento a que foste há
        quatro dias atrás ---(5 valores )

Q.3. Que tipo de carro conduziam cujo pneu rebentou.--( 5 valores)

Q.4 . Qual das 4 rodas rebentou ------- ( 5 valores )

Q.5. Qual era a marca da roda que rebentou ---- (2 valores)

Q.6. Quem ia a conduzir? ------ (2.5 valores)

Há professores do "catano".

São muitos anos a virar frangos!!!!...



14 comentários:

  1. Que professores! Conhecem-nas todas!

    ResponderEliminar
  2. Anedotas que nos ajudam a massajar os nervos faciais.

    Boa partilha.

    ResponderEliminar
  3. E que ajudam a perceber o que são verdadeiros educadores, Luís.

    ResponderEliminar
  4. Caro Pedro
    Como dizia o outro "são muitos anos"
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  5. Exactamente, Rodrigo.
    Saber de experiência feito.
    Não há melhor.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  6. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Esta anedota deixou-me propenso a refletir que está cada vez mais difícil, na contemporaneidade, tornar os regidos hábeis nas competências leitora e escritora.
    Caloroso abraço! Saudações pedagógicas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  7. Caro Prof. João Paulo de Oliveira,
    Alguma vez pregou uma destas partidas a algum dos seus regidos?
    Aquelem abraço

    ResponderEliminar
  8. Hahahaha, está muito boa. Mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo. :)

    ResponderEliminar
  9. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Certo dia um dos meus regidos, quando indagado sobre o motivo de não ter feito a lição de casa, alegou que não fizera porque teve que ir à Igreja ensaiar para a 1ª Comunhão e também enfrentou uma fila enorme para fazer a 1ª confissão.
    Respondi:
    - O motivo por não ter realizado a tarefa está justificado, mas já que você fez a 1º Comunhão, ontem, escreva o Ato de Contrição e também um dos 7 sacramentos. Ele entregou a folha em branco...
    Caloroso abraço! Saudações reveladoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  10. Grande prof! Se ele fizesse isto hoje em dia era demitido ou, no mínimo, apanhava um processo disciplinar :-)

    ResponderEliminar
  11. Sobretudo se o mentiroso é burro e o mestre é inteligente :))


    Prof. João Paulo de Oliveira,
    Era essa a resposta que esperava vinda de si!!! :))))
    Fabulosa!!
    Aquele abraço


    Carlos,
    Infelizmente, seria isso mesmo que aconteceria.
    Porque o menino, cábula, malandro, mentiroso, passaria a ser vítima do professor, do sistema, ....do raio que o parta!
    Só não seria cábula, malandro e mentiroso

    ResponderEliminar
  12. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Adorei ambas, e só vem provar quando as pessoas já tem calo e não são levadas pelos barretes que querem enfiar, neste caso do estudantes.
    A da escola e a esfregona da sanita essa é genial, remédio santo!...
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  13. Amigo Cambeta,
    A experiência, não é a idade, é um posto!!
    Tive a felicidade de, ao longo da minha vida académica, contactar com muitos educadores.
    Não é fácil, tive essa sorte.
    E acho que fiquei melhor como pessoa por causa disso.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar