6 de junho de 2012

Cumprir rigorosamente a lei



Quase diariamente ouvimos membros do Executivo, dos Tribunais, da Assembleia Legislativa, do Comissariado Contra a Corrupção, do Comissariado de Auditoria, dos mais diversos Serviços da Administração, afirmar, de forma peremptória e pomposa, que vão cumprir rigorosamente a lei.
Seja qual for o assunto em análise, seja qual for a questão colocada, lá vem a resposta - vamos cumprir rigorosamente a lei.
Confesso que ainda não entendi a utilidade de uma resposta destas.
É óbvio que vão cumprir rigorosamente a lei.
Essa dúvida nem se coloca.
Era o que faltava era que não cumprissem rigorosamente a lei!
O que se pretende saber é como, de que forma, é que vão chegar a esse rigoroso cumprimento da lei, que medidas vão ser tomadas para atingir essa finalidade.
E esta questão, ela sim essencial, fica quase sempre sem resposta.
Pelo menos, sem resposta concreta e inequívoca.

11 comentários:

  1. Olá Pedro
    Era mesmo bom que eles cumprissem a lei fazendo-a cumprir sem sombra de desvarios nem desvios.

    Afinal parece-me que eles andam todos ao mesmo enganar o povo e comprar os juízes a seu favor...

    ResponderEliminar
  2. Luís,
    O que é curioso é esta afirmação solene - vamos cumprir a lei.
    Como somos todos tontos, mesmo que não a cumpram (cumprissem), estávamos mesmo à espera que nos viessem dizer, não é?
    Haja paciência!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. Compram-se juizes?
    Minha Nossa!!!
    Como isto anda...

    Trata-se, eu sei, de uma suposição mas cuidado com os 'suponhamos'!!!

    Realmente, cá como aí e um pouco por todo o lado, a coisa 'tá preta'.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Pedro,

    essa é realmente uma afirmação que sempre me causou uma certa náusea e calafrio, tal como você acho que, o melhor, parto do principio que a Lei deve ser cumprida por todos.

    António,

    não sei onde é que você, meu amigo, retira do texto do Pedro essa ideia mirabolante de compra de Juízes, mas vá, se calhar, terei de ler mais umas vinte vezes o post para chegar a essa conclusão.

    Abraço aos dois!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo
      Leu mal.
      Não retirei a ideia do texto do Pedro mas do comentário do Luis Coelho.

      Um abraço

      Eliminar
  5. António,
    O Luís afirma isso no seu comentário.
    Eu não entro por esses caminhos.
    Aquele abraço

    Ricardo,
    Uma afirmação no melhor estilo La Palisse, convenhamos.
    E perfeitamente estúpida.

    Não é o António que faz aquela afirmação, Ricardo.
    É o Luís Coelho no comentário anterior.
    O António chama a atenção para a mesma e para o teor da mesma.

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  6. O António respondeu e ainda não tinha aparecido a resposta.
    Abraço aos dois

    ResponderEliminar
  7. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Já dizia um colega meu, falar é um alho fazer é o car.....
    Esta manhã, cerca das 11.30 horas quando saia de casa vi um agente da PSP abrir as tais caixinhas colocadas nos prédios, e assinando o papelinho, o que quer dizer que passou pelo local.
    Mesmo ao lado estavam a içar sacos de cimento, areia e tijolos, para o topo do predio vizinho, e no parque de estacionamento defronte, colocaram uma grade, chamei à atenção esse agente dizendo-lhe que estavam a construir ilegamente uma casa no terraço do prédio e lhe disse também para ver o parquimetro, mas não actou, assim se cumpre a lei rigorosamente.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  8. Isso de dizer que se vai cumprir a lei é um pouco dúbio, não sei bem porquê...

    ResponderEliminar
  9. A justiça é cega... diz-se!
    Julgo que é mesmo. Veja-se o que fazem os governantes...
    Pedro já coloquei David Sylvian com Virginia Astley, fazem uma dupla fantástica!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Amigo Cambeta,
    É a versão outdoor do "Visto".
    Assinou o papelinho e foi embora.
    Ainda ia preocupar-se com outras coisas?
    Isso é para o que vier a seguir.
    Aquele abraço


    FireHead,
    Pode ser directo - é uma estupidez!
    Claro que se vai (tem que!!!) cumprir a lei.
    Sem precisar de o anunciar.
    Quando se anuncia......traz água no bico!


    ana,
    O pior é que, muitas vezes, também é zarolha!!
    Vou lá espreitar o David e a Virgina.
    Lindo, não é?
    Beijinho

    ResponderEliminar