30 de maio de 2012

Subsídios das touradas



Sabias disto ?!?!?

Por falar em subsídios, no passado dia 21/03/2012 foi publicada no Diário da República a lista dos subsídios atribuídos pelo IFAP no 2.º semestre de 2011, tal como se havia publicado a listagem relativa ao 1.º semestre de 2011 no dia 26/09/2011.
No ano de 2011 o IFAP atribuiu subsídios no valor de
€9.823.004,34 às empresas e membros das famílias da tauromaquia.

Ortigão Costa - 1.236.214,63 €
Lupi - 980.437,77 €
Passanha - 735.847,05 €
Palha - 772.579,22 €
Ribeiro Telles - 472.777,55 €
Câmara - 915.637,78 €
Veiga Teixeira - 635.390,94 €
Freixo - 568.929,14 €
Cunhal Patrício - 172.798,71 €
Brito Paes - 441.838,32 €
Pinheiro Caldeira - 125.467,45 €
Dias Coutinho - 389.712,42 €
Cortes de Moura - 313.676,87 €
Rego Botelho - 420.673,80 €
Cardoso Charrua - 80.759,12 €
Romão Moura - 248.378,56 €
Brito Vinhas - 53.686,78 €
Romão Tenório - 283.173,89 €
Sousa Cabral - 318.257,79 €
Varela Crujo - 188.957,35 €
Assunção Coimbra - 330.789,44 €
Murteira - 137.019,76 €
Andam os canis municipais a matar cães e gatos porque não têm mais espaço para os acolher e há 10 milhões de euros aplicados na tourada só no ano de 2011? As associações vivem de CARIDADE! Tal como os velhotes que nem têm dinheiro para pagar os medicamentos com a porcaria de reforma que recebem! Este Verão vamos ver mais e mais florestas a arderem porque as câmaras não têm subsídios para a limpeza das mesmas, e Portugal não tem dinheiro para comprar helicópteros. Andam as esquadras da polícia podres e os carros enfiados em garagens porque não há fundos para os arranjar. Andam as crianças a ir para a escola sem tomar o pequeno almoço porque há famílias que só têm dinheiro para pagar a porcaria das rendas para não dormirem na rua. Foram cortados subsídios de Natal para ajudar a pagar a dívida portuguesa ao estrangeiro. Não há dinheiro para nada mas há 10 MILHÕES DE EUROS para a tauromaquia só num ano?

31 comentários:

  1. Caro Pedro Coimbra
    Embora já tivesse visto qualquer coisa, algures não liguei muito. Mas a forma como o meu caro tornou a notícia, neste post provoca-me um sentimento de revolta (a juntar a tantos outros) que me está a fazer o yogurte e o café vir à boca.
    Começo a não ter capacidade para lidar com estas situações aberrantes. Mas como não sou de fazer como a avestruz...
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  2. Caro Pedro Coimbra : ABSOLUTAMENTE REVOLTANTE !!!
    Se não se importa vou "copiar" este post no meu blog ! É preciso que as pessoas saibam destas coisas !!! :(((((
    .

    ResponderEliminar
  3. Rodrigo,
    Porra que é muito dinheiro.
    E para um espectáculo que tanta gente considera pura barbárie.
    Que se auto-financie, ainda vá lá.
    Assim é revoltante.
    Abraço


    Rui,
    A ideia é mesmo essa - divulgar o mais possível

    ResponderEliminar
  4. Pedro,

    isto é uma aberração, um nojo, é de tal forma repugnante que me deixa mal disposto.

    Caro amigo, não sabia desta "chulice", pensava - porra, às vezes sou tão ingénuo - que eles viviam das receitas de bilheteira e da agricultura que praticam nas suas Herdades.

    Enfim, que dizer?
    Olhe, desde logo, não mais irei assistir a uma Tourada, sob minha palavra de honra o afirmo.

    Grande abraço e vou levar este post comigo (com os direitos de autor reservados)!

    ResponderEliminar
  5. Nem sei que dizer! Ou melhor... sei mas nao digo.

    ResponderEliminar
  6. Mais uma vergonha.

    A Catarina diz que sabe o que dizer mas não diz.
    Percebe-se, é uma senhora.

    Mas eu que não sou de modas, digo: e se fossem gozar com as p**** que os p*****?

    Desculpem qualquer coisinha, ahn?

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Para começar, agradeçam ao paganismo o facto de termos essa barbárie.

    Vou ver se falo disso no meu blogue também.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, paganismo refere-se a religiões politeístas... Tourada vem de um culto ancestral, “O animal era celebrado como deus da fertilidade pelos povos mediterrâneos da Antiguidade. Antes dos casamentos, o ritual exigia que o noivo matasse um touro para invocar uma união próspera”.

      Tourada nasceu dos celtiberos, tipicamente os povos antigos de Portugal e Espanha do século XII

      Um culto consiste numa expressão tipicamente cultural, daí a Tourada ser considerada parte da cultura Portuguesa e Espanhola. Paganismo, é uma religião, algo completamente diferente e que nada tem a ver com este conteúdo.
      Agradecia que corrigisse essa sua "opinião"

      Eliminar
  8. Catarina,
    Todos podemos adivinhar o que queria dizer.


    António,
    Até foi muito suave.
    Apetece-me dizer coisas bem piores.
    Abraço


    Força, FireHead.
    Quanto mais for divulgado, melhor

    ResponderEliminar
  9. Exmo. Senhor,

    É natural que na propaganda política e social, a informação seja usada da forma que mais convém ao propagandista.
    Dado que estou mais ou menos dentro do assunto a que o senhor se refere, não posso de deixar de expressar a minha surpresa ao ver os números que apresenta.
    A honestidade é uma virtude que deve revestir todos os homens dignos. Em nome dessa honestidade, peço-lhe que me explique os valores a que se refere. Foram atribuídos aos criadores só pela criação de toiros bravos ou são o conjunto de subsídios atribuídos a empresas agrícolas em que o seu proprietário, além da criação de toiros bravos, desenvolve outras actividades agro-pecuárias?

    Sem mais,

    J. Dias Coutinho

    ResponderEliminar
  10. Isto é nojento. Vivemos num país de parasitas. Vou partilhar esta noticia.

    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Boa malha, Pedro! A anterior ministra da cultura defendia a tourada como forma superior de expressão cultural. Lembra-se?

    ResponderEliminar
  12. J. Dias Coutinho.
    Gostava de lhe poder explicar, com esse detalhe, estes subsídios.
    Infelizmente, esse não é um trabalho meu.
    Sou blogger, faço isto por carolice, não sou jornalista.
    Estes valores estão publicados em Diário da República e podem ser consultados livremente.
    Com esse detalhe?
    Não sei.
    Se souber, por favor, esclareça.
    Este espaço está aberto a troca de ideias.
    E a sua intervenção é pertinente.
    Os meus melhores cumprimentos


    Teófilo,
    Estes valores são muito altos, obscenos até.
    Têm outra explicação que não só a tauromaquia?
    Confesso que não sei.
    Abraço


    Carlos,
    As touradas são sempre motivo de polémica.
    Neste caso, trata-se de valores que são públicos e que estão publicados.
    Eu não gosto de touradas.
    E, se estes valores são mesmo só destinados a actividades tauromáquicas, são uma ofensa.

    ResponderEliminar
  13. Caro Pedro Coimbra,

    Antes de mais, agradeço-lhe a enorme civilidade. Noutros blogues que propagandearam a informação nem sequer permitiram que a minha mensagem fosse publicada. Tipos verdadeiramente democratas...

    Concordo consigo quando diz que discutir este tema não leva a lado nenhum. Os senhores não gostam, Eu também não gosto de futebol e tenho que levar oom horas de jogos e análises dos mesmos na televisão. Mas apesar de não gostar, não posso impedir que os outros não gostem ou não vão ao futebol. Apesar da imoralidade dos valores de dinheiro no futebol que oiço, não posso proibir o futebol. Apesar das enormes dívidas dos grandes clubes ao Estado, não posso acabar com o futebol. Apesar das lavagens de dinheiro, da criminalidade de dirigentes e de claques, dos assaltos e navalhadas associados ao futebol, das gasolineiras fechadas quando passam claques, dos inúmeros polícias que têm que acompanhar os adeptos tal como se fazem aos bichos, apesar de tudo isto, o futebol existe.


    Quando decide publicar uma informação, presumo que o Pedro Coimbra creia que seja verdadeira, ou não? Bem sei que os jornalistas não têm essa preocupação, mas isso não invalida que cada um de nós a tenha. Ao não o fazermos corre-se o evidente risco de desonestidade intelectual.

    Afirma que os dados estão em Diário da República. Pois bem, evidencia uma de duas hipóteses:
    1) Não leu o documento e acredita que a dita informação está lá;
    2) Leu e conta que os outros não confirmem a informação.

    Quer uma, quer a outra não são sérias. Pelo contrário!

    Dizer que os Ortigões Costa receberam mais de 1 milhão de euros por causa da criação de toiros é revoltante, é canalha, é maldoso.
    Em lado nenhum do Diário da República vê uma referência a algum Ortigão Costa, o que me leva a concluir que quem passou a informação sabe de que empresas a família é titular. Já estamos no domínio da falta de confidencialidade. Mas isso não é o mais grave.

    A família Ortigão Costa dedica-se, dentro da agricultura, a mais do que uma actividade. São dos maiores produtores de tomate de Portugal. Fazem a sua transformação. Produzem azeite. Produzem uva. Produzem carne. Produzem cereal. Criam cavalos de enorme fama internacional. A criação de gado bravo deverá corresponder a uma pequeníssima percentagem da globalidade das suas actividades.

    O autor desta notícia é alguém sem escrúpulos, que seguindo a máxima gramisciana "Tudo a favor da revolução", decide inventar uma realidade à medida da propaganda.

    Qualquer agricultor em qualquer país da União Europeia´recebe ajudas de Bruxelas, é a chamada Política Agrícola Comum (PAC). As ajudas são calculadas com base nas produções anteriores, na área explorada bem como no número de cabeças de gado existentes na exploração (entre outros factores). Quer crie uma vaca charolesa, quer crie uma vaca brava, o agricultor receberá sempre uma ajuda.

    A notícia por si repetida tenta fazer crer que os ganaderos (parasitas e marialvas, na visão dos "amigos" dos animais) são chorudamente pagos com dinheiros públicos para criarem reses bravas. Isto é canalhice de quem lhe passou a notícia, pois os montantes recebidos são atribuídos a uma empresa, que além de toiros, desenvolve uma actividade agropecuária.

    No caso Dias Coutinho, confirmo pessoalmente a mentira. Das empresas dessa lista que pertencem à família apenas uma é criadora de toiros bravos e os valores anunciados nem metade são do que propagandeia nesta notícia. A vilania é demasiada!

    Isto é relativismo puro ao serviço da causa globalista a que servis.

    Perante isto, também afirmarei doravante que todos os defensores dos animais são drogaditos, mal vestidos, têm orelhas furadas, cospem fogo, ocupam casas e militam no Bloco de Esquerda!

    Uma mentira muitas vezes repetida torna-se verdade, não haja dúvida!

    João F. Dias Coutinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro João:

      Li tudo o que escreveu aqui e noutro espaço.
      Penso que reagiu com muita objectividade, o que só é possível a quem está dentro do assunto, o que não é o meu caso.

      Não sou, como bem sabe, nem criador de gado bravo nem me ocupo de qualquer outra actividade do sector agropecuário, ressalvado o gosto que já me conhece em pegar num sacho e desbravar mato, por diversão. Por isso, não opino se os subsídios foram ou não excessivos, istó tendo sempre em conta, é claro, que são verdadeiras as notícias veiculadas.

      Mas nesta matéria é irreprimível a tendência para converter o tema numa batalha sociológica e moral. Entrados no domínio da ética, aí já tenho algo a dizer:

      Suponho que sabe que eu não sou apaixonado por touradas. Não lhes encontro grande atractivo. Quanto à alegada falta de humanidade que é imputada aos seguidores deste espectáculo, até estaria disposto a discutir o assunto, desde que o meu interlocutor antes me dissesse qual a posição dele a respeito do aborto e se mostrasse contrário ao que, ali sim, se trata de um crime de lesa-humanidade. Caso contrário, falariam sozinhos.

      Permita-me este conselho: conteste sempre com os números de que dispõe e, quanto ao resto, deixe-os falar!

      Eliminar
  14. Caro João F. Dias Coutinho,
    Não pretendi, de modo nenhum, ofendê-lo.
    Se o fiz, foi involuntariamente.
    Mas, ainda assim, peço desculpa.

    Como afirma, quando publico um post, presumo que a informação que me é transmitida é verdadeira.
    Mas já não é primeira vez que "meto a pata na poça", confesso.
    E não posso apontar o dedo a ninguém.
    O blogue é meu, sou eu que escolho o que publico, sou eu o responsável.

    Nunca, mas NUNCA, censurei um comentário neste blogue.
    Isso só acontecerá se houver falta de educação, linguagem ofensiva.
    Pontos de vista diferentes, informações complementares, serão sempre bem vindos e publicados.

    Renovo o meu pedido de desculpas se, de alguma forma, ainda que involuntariamente, o ofendi.
    Como os meus melhores cumprimentos

    ResponderEliminar
  15. Caro Pedro Coimbra,

    A mim não me ofendeu. Ofendeu, embora involuntariamente, a Verdade.
    Compreendo que a tauromaquia nada lhe diga, até lhe provoque nojo. Absolutamente compreensível. Sempre assim foi e creio que sempre assim será.

    Mas outra coisa é difamar a tauromaquia. Há uns tempos afirmava-se que os toiros eram sijeitos as maiores torturas antes de entrar na arena (sacos de areia nos rins, sal nos olhos, etc). Como as afirmações eram tão absurdas e facilmente desmentíveis, mudaram a táctica.

    Na agenda marxista e globalista que, voluntariamente ou não, servis a mentira é usada custe o que custar. A difamação agora passa pela imagem de ganaderos, toureiros e empresários taurinos como verdadeiros sanguessugas do erário público.

    No que toca aos ganaderos já expliquei na inha anterior publicação.
    Os toureiros não recebem qualquer ajuda do Ministério ou Secretaria da Cultura. Vivem exclusivamente da sua profissão e, em muitos casos, de negócios de cavalos. Também os há que acumulam funções agro-pecuárias. Desafio a que se identifique o toureiro que recebe ajudas governamentais provenientes da sua actividade cultural.

    Por fim, as empresas. As únicas ajudas que eventualmente algumas recebem têm origem no poder local. Os autarcas, sentindo as vivas tradições tauromáquicas, apoiam de forma modesta a tauromaquia. Normalmente através da compra de bilhetes para se distribuirem pelos mais necessitados e pelos funcionários camarários.

    Sempre me espantou a atitude anti-taurina. Explico: gente que se reveste duma capa de democrata, de tolerância com as diferentes culturas e povos, de aceitação com rituais e costumes bárbaros (aos nossos olhos) demonstra tanta raiva e ódio para com uma tradição milenar e ibérica. Chega-se ao ponto de se pretender proibir a dita actividade. Ora convenhamos que existe aqui tiques totalitários, tão criticados pelas liberais bocas dos "amigos" dos animais.

    Saudações,

    J DC

    ResponderEliminar
  16. Os touros são torturados na arena... tudo o resto não interessa.
    E quem gosta de ver esse tipo de torturas de certeza que gostaria de ver novamente implementado os coliseus romanos onde os maiores espetáculos eram aqueles onde se chacinavam seres humanos...
    Vamos lá a evoluir a mentalidade seres humanos...
    Fazer mal ao que quer que seja não é lógico... é pura maldade...

    ResponderEliminar
  17. Ah, e só para que fique claro, não sou drogadito, mal vestido (o que pode ser sempre discutível), não tenho piercings, não cuspo nada para lado nenhum, ocupo a minha própria propriedade, não sou do bloco de esquerda, sou licenciado, novo e evoluído...
    E não tenho 73 anos como o meu pai que não faz mal a nenhum animal mas compreende, sem saber fundamentar, quem o faz...

    ResponderEliminar
  18. TRADIÇÃO: Via pela qual os factos ou os dogmas são transmitidos de geração em geração sem mais prova autêntica da sua veracidade que essa transmissão (definição que vem no dicionário de português).

    As tradições deixam de existir quando deixam de fazer sentido nas mentalidades evoluídas. Vejam-se os ridículos países que ainda permitem estes desportos macabros.

    ResponderEliminar
  19. Isto é completamente falso... Deviam usar-se de argumentos válidos! Tenham vergonha

    ResponderEliminar
  20. Parece que há alguma incorreção nesta notíca... já fui lendo alguns desmentidos noutros lugares, mas o que me intriga é que alguém a "defender-se", diga :"No caso Dias Coutinho, confirmo pessoalmente a mentira. Das empresas dessa lista que pertencem à família apenas uma é criadora de toiros bravos e os valores anunciados nem metade são do que propagandeia nesta notícia.".... E leia-se: "...apenas uma é criadora... e os valores anunciados NEM METADE são..." afinal sempre há algum dinheiro que vai parar aos "bolsos" dos criadores de toiros bravos!!!!!

    ResponderEliminar
  21. Caro Coutinho,

    O Senhor porventura estará disponível para entrar numa arena, e ser "taureado"?

    Cumprimentos,
    Edgar Veiga

    ResponderEliminar
  22. agora que isto estava bom....

    o engraçado é que ninguém disse qual a série - nº do celebrado diário da república...

    por acaso algum dos senhores foi «espreitar»?

    nesta do falar por ouvir dizer acrescento que já houve uma pessoal amiga de indiscutrível honradez que me afirmou não estar nada disto no D.R.

    olha... são casualidades...
    J. Pedrosa - j.teodosio@netcabo.pt(vou escolher o perfil «anónimo»

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://dre.pt/pdf2sdip/2011/09/185000000/3837238395.pdf
      ésta é a lista original e não tem nada a ver com tauromaquia tem a ver com quem trabalha

      Eliminar
  23. Caro J. Pedrosa,
    O João Dias Coutinho já tinha transmitido essa informação.
    Neste jogo de informação e contra-informação, dizem-se e escrevem-se coisas que não se deviam dizer e escrever.
    Estou a fazer mea culpa por não ter verificado o que era mais importante de verificar.
    Os meus melhores cumprimentos

    P.S. O controlo de comentários foi implementado, contra minha vontade, porque começaram a aparecer aqui comentários que são inadmissíveis, insultos entre leitores, coisas que não admito.

    ResponderEliminar
  24. Amigo nessa lista estão 22 nomes a lista original é esta
    http://dre.pt/pdf2sdip/2011/09/185000000/3837238395.pdf
    Não seja mentirosos, se não gostam, argumentem de outra forma mas não mintam é tão feio...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já assumi o erro, Anónimo.
      Não foi uma mentira, foi um erro.
      Cometerei outros, por certo.
      Involuntariamente.
      Não há aqui má-fé.
      Os meus melhores cumprimentos

      Eliminar
  25. Meus caros eu nao me importava nada de ajudar a pagar estes 10 milhoes por uma tourada mas ao inves de touros colocar todos os politicos a começar pelo presidente da republica e primeiro ministro seguidos de todos os presidentes dos partidos,secretários,adjuntos e inclusive a p*** que os infelizmente pariu pra nao parir mais nenhum e ainda os toureiros. Depois deste alivio tirava fotos pra colocar no parlamento e lembrar os proximos que ai viessemk que em vez de brincarem no facebook e aprovarem leis ridiculas que so empobrecem o pais devem antes trabalhar para nao morrermos a fome e ao relento e ppara dar um futuro digno aos nossos filhos em vez de propagandear esta "tradiçao" ridicula.
    Caros portugueses deixem-se de tretas nem que fossem subsidios de 10 euros para mim só o acto ser sequer considerado e colocado na mesa acho aberrante porque se estiver no desemprego e sem posses ninguem me da subsidio nenhum para comprar pao e agua pra dar ao meu filho. por este andar qualquer dia nao precisamos de estar na fila para procurar trabalho basta ir para uma praça e matar um boi pra ter direito a subsidio .

    Abraço.

    ResponderEliminar
  26. Tourada? Se querem ver uma a sério leiam o escândalo que se está a passar na Casa Real Portuguesa scribd.com/doc/114996263/D-Rosario-de-Braganca-Um-Rei-Um-Povo-A-Vontade-de-Vencer então não é que o bigodes do piu piu é um pantomineiro!

    ResponderEliminar