21 de maio de 2012

Filho gay




O pai entra no quarto do filho e vê um bilhete em cima da cama.
Lê o bilhete, temendo o pior:
- "Pai, é com grande pesar que te informo que fugi com meu novo namorado, o
João, um italiano muito lindo que conheci no Algarve.
Estou apaixonado por ele. Ele é muito gato, com todos aqueles 'piercings',
tatuagens e aquela super-moto BMW que comprou há dias. Mas não é só por isso
que vou com ele, é que também descobri que não gosto de mulheres e, como sei
que não vais consentir isso, decidimos fugir e ser muito felizes neste
mundo.
Ele quer adoptar filhos comigo, e isso é tudo o que eu sempre desejei para
mim.
Aprendi com ele que a canabis é óptima, uma coisa natural, que não faz mal a
ninguém, e ele garante que no nosso pequeno lar não vai faltar marijuana.
O João acha que eu, os nossos filhos adoptivos e os seus colegas 'gays'
vamos viver em perfeita harmonia.
Não te preocupes pai, eu já sei cuidar de mim, apesar dos meus 15 anos.
Já tive várias experiências com outros tipos e tenho a certeza que o João é
o homem da minha vida.
Um dia eu volto, para que tu e a mãe conheçam os nossos filhos. Um grande
abraço e até algum dia.
De teu filho, com amor".

O pai quase a desmaiar, continua a ler.

PS: Pai, não te assustes é tudo mentira!!!

Estou na casa da Cátia, a nossa vizinha boazona. Só queria mostrar-te que existem coisas muito piores do que as minhas notas escolares, que estão na primeira gaveta.

Abraços,

Teu filho, burro, mas macho!

12 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Uma óptima forma de acalmar o velhote, o puto só com 15 anos sabia a toda!...
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Amigo Cambeta,
    De pequenino..... :)))
    Aquele abraço

    Catarina,
    Como se costuma dizer, quem sai aos seus "não é de Genebra" :)))

    ResponderEliminar
  3. Realmente, não deverá haver técnica mais eficaz para que um pai perdoe as más notas !!! eheheheh
    Uuufff ... que alívio ! :))))
    .

    ResponderEliminar
  4. Eu não consigo imaginar melhor que isto, Rui :)))

    ResponderEliminar
  5. :)) Está cá a parecer que em vez de burro, o filho é mais é muito esperto :)

    ResponderEliminar
  6. Em cima em vez de "mais" era "mas"...

    ResponderEliminar
  7. Uma boa táctica, sem dúvida. E nada como se refugiar com uma boazona para alegrar qualquer pai. :)

    ResponderEliminar
  8. Gábi,
    O filho é um ás!!! :))))


    FireHead,
    Uma boazona derrete qualquer pai.
    Um Valdemar Ferreira (conhece a canção????)..... :)))


    Marciana,
    De acordo!
    Até lhe dou seis com alguns hotéis de Macau :))

    ResponderEliminar
  9. Eheheheh de burro não tinha nada...

    ResponderEliminar
  10. Espertalhão, Catarina, espertalhão :)))

    ResponderEliminar